Arte com Papel

Como ganhar dinheiro no carnaval com artesanato

Como Ganhar Dinheiro no Carnaval Com Artesanato

Sem dúvida, o artesanato é um tipo de produto que podemos vender durante todo o ano. Contudo, em determinadas épocas como natal, ano novo, carnaval, páscoa, entre outras conseguimos uma renda extra. Agora você sabe como ganhar dinheiro no Carnaval com artesanato?

Pois nesse post você vai descobrir formas bem criativas de usar o seu artesanato para gerar uma renda a mais para você. Principalmente se você mora em cidades onde o carnaval é uma data forte, é uma oportunidade de até triplicar seus ganhos em poucos dias.

Quer descobrir como ganhar um dinheiro extra no carnaval? Então continue sua leitura para ver as ideias que separei para você!

Como Ganhar Dinheiro Extra no Carnaval Vendendo Fantasias

Nossa primeira sugestão de como ganhar dinheiro no carnaval com artesanato é criando fantasias. Sem dúvida, elas são parte importante da magia do carnaval e nem sempre as pessoas tem tempo para ficar bolando fantasias em casa.

A chave é criar fantasias simples, atraentes e leves, pois assim você irá atrair mais a atenção dos clientes. Evite mangas longas ou golas altas, pois normalmente os foliões passam muito tempo nos blocos e nessa época o calor costuma ser grande.

Além disso, não deixe de anunciar suas fantasias na internet, seja nas redes sociais, seja em sites como o Mercado Livre ou Elo7. Tenho certeza de que as pessoas irão adorar a ideia e você vai conseguir aumentar ainda mais sua renda durante o carnaval.

Se você quiser algumas sugestões de fantasias para adultos e crianças, temos um artigo bem legal que ensina a fazer fantasia improvisadas que podem te inspirar.

Vender Artesanato Fácil no Carnaval Fazendo Acessórios

Street Carnival in Rio de Janeiro - Bloco Volta, Alice

Em segundo lugar, depois das fantasias os acessórios são o tipo de artesanato que mais tem potencial de venda entre os foliões. Aqui você tem um mundo de possibilidades com o qual pode trabalhar.

Dentre os acessórios que as pessoas que vão pular carnaval mais procuram estão:

  • arcos para cabelo
  • Brincos
  • Colares
  • Chapéus
  • Máscaras
  • Viseiras
  • Acessórios para cabelo

Minha dica para você que quer vender artesanato fácil no carnaval é investir em tecidos bem coloridos e com cores vivas. Além disso, paetês e purpurina são sempre bem vindos nessa festa tão bacana. Definitivamente não há regras aqui! E quanto mais divertido for seu acessório, mais ele fará sucesso!

Como Vender Artesanato no Carnaval: Pochetes Para Celular ou Dinheiro

Se tem uma coisa que o pessoal que vai para as ruas não gosta é ficar segurando coisas na mão. Pense que chato ficar o bloco inteiro com celular na mão. Assim sendo, aqui vai uma dica de ouro para quem quer descobrir como ganhar dinheiro no carnaval.

As pochetes eram muito utilizadas antigamente e agora estão voltando com tudo entre os foliões. É só prender na cintura e você pode curtir o bloco bem tranquilo! Dessa forma, se você trabalhar com costura e já tem as máquinas, não perca essa oportunidade de aumentar a renda no carnaval.

Lembre-se de fazer a pochete grane o suficiente para caber o celular e mais alguns poucos pertences do folião. Invista em modelos como esse da foto bem coloridos e divertidos. Você verá como esse tipo de produto vende bastante entre as pessoas que vão para os blocos de carnaval ou assistir aos desfiles de escola de samba.

Trabalha com costura e ainda não tem seu próprio cantinho? Então não deixe de ler nosso artigo de como montar um atelier de costura. Você vai adorar!

Customização de Abadás Para o Carnaval

Sem dúvida, o carnaval em Salvador é um dos maiores e melhores do Brasil. E por lá os blocos de carnaval são muito comuns. No entanto, para curtir o bloco melhor, como em camarotes por exemplo, é preciso adquirir um ingresso e junto com ele vem o famoso abada.

Entretanto, os abadás quando chegam para você são bem simples e sem nenhum tipo de detalhe. Dessa forma, os foliões pegam essas camisas e levam até pessoas que customizem o abadá, criando um modelo totalmente novo e único para se destacar na multidão.

Se você tem máquina de costura em casa, pode aumentar a renda durante o carnaval fazendo essa personalização nos abadás. Coloque alças, paetês, brilhos, faça recortes, enfim, deixe a imaginação fluir e crie modelos lindos. Tenho certeza de que seus clientes irão adorar!

Dicas Para Não Errar na Hora de Colocar o Preço Nas Suas Peças

Cofrinho, Dinheiro, Finanças, Bancário, Moeda

Às vezes é difícil colocar o preço em nossas peças, né? É tanta coisa que temos que pensar que acabamos ficando meio perdidos sobre qual é o valor que devemos colocar em nosso produto final. Mas saiba que nós aqui do Arte Com Papel estamos aqui para te ajudar. Dessa forma, temos ferramentas ótimas que não vão deixar você na mão!

Antes de mais nada, não deixe de ler nosso artigo que ensina como calcular a fórmula do preço do artesanato. Lá você vai ver tudo o que você precisa incluir no cálculo do preço das suas peças. Além disso, duas outras ferramentas que temos para você é nosso programa precifico e a nossa calculadora de preço do artesanato.

Vale lembrar que nossa calculadora é totalmente gratuita e você pode usar sempre que precisar!

Pronto(a) Para Vender Artesanato Fácil no Carnaval?

Gostou das nossas dicas de como ganhar dinheiro no carnaval? Agora você tem tudo que precisa para aumentar sua renda ainda mais nesse período que está para chegar.

Se você tem alguma dúvida ou outras sugestões para vender artesanato durante esse período, deixe seu comentário aqui embaixo. Iremos adorar interagir com você! E não deixe de conhecer nossas redes sociais, pois sempre tem coisas muito legais por lá. Até a próxima!

como vender artesanato

Como Vender Artesanato

A possibilidade de vender seus artesanatos e ter seu trabalho reconhecido é uma coisa interessante. Seja você um artesão principiante o já experiente. Se você quer descobrir como vender artesanato aqui você vai encontrar as respostas que precisa.

Sem dúvida existem diversas formas de se vender artesanato. Na internet, em feiras de artesanato locais e nacionais e pelo tradicional boca a boca. O importante é que você diversifique sua opções de venda para atingir o máximo de clientes possíveis.

Para descobrir como ampliar seu leque de plataformas de venda e lucrar ainda mais com seu trabalho artesanal continue sua leitura.

Como Vender Artesanato Pela Internet no MarketPlace:

como vender artesanato pela internet

Sem dúvida a internet é uma excelente ferramenta para divulgação e venda de artesanato. Através dela você pode anunciar seus produtos para todo o Brasil e até para o mundo inteiro!

Antes de mais nada, só no Brasil são mais de 80 milhões de pessoas com acesso à internet e a cada dia que passa o número de comprar por esse meio só aumenta. Assim sendo, você só tem a ganhar com a venda artesanato online.

Em primeiro lugar, uma ótima forma de como vender artesanato pela internet é através de sites especializados. Vejamos algumas das opções de sites de venda de artesanato:

  • Elo7: Provavelmente esse seja o maior e mais importante site de venda de artesanato pela internet. Para começar a vender aqui você só irá precisar de um cadastro, fazer os anúncios e pronto! Vale lembrar que não precisa ser PJ para anunciar no Elo7. Contudo, o site cobra uma taxa de 12% sobre os pedidos.
  • Mercado Livre: Outro gigante das vendas pela internet é o Mercado Livre. Com ele você cria o seu anúncio e já começa a vender. Você até a opção de anúncios gratuitos, mas para obter sucesso em como vender artesanato no Mercado Livre eu recomendo que você faça anúncios pagos.

A vantagem desses sites é que eles já possuem bastante tráfego de clientes em potencial, mas fique atento, pois eles costumam cobrar taxas. Mas é claro que além de anunciar em plataformas como essa, é importante ter um produto de qualidade e diferenciado.

Se você quer que seu produto se destaque, você precisa ver as 5 dicas que temos para valorizar ainda mais o seu artesanato.

Como vender artesanato utilizando as mídias sociais:

como vender artesanato midias socias

Outra forma genial de vender artesanato na internet é através das redes sociais. O mais interessante é você crie uma página, seja no Instagram, seja no Facebook e use ela para divulgar seus trabalhos.

Caso você queira é possível criar anúncios pagos nessas duas redes sociais. Porém você pode muito bem divulgar artesanato grátis através dessas mídias sociais. Quanto mais pessoas você tiver na sua rede, maior será o alcance das suas postagens. Você também pode atrelar sua página do Facebook ou Instagram a sua página no Elo7 ou Mercado Livre.

Passo a passo para criar uma página para seus produtos artesanais no Facebook:

  • Primeiramente acesse sua conta e em seguida clique no link a seguir para ser direcionado para criar a chamada fanpage https://www.facebook.com/pages/create/.
  • Em segundo lugar, Escolha a opção que melhor se enquadra no tipo de fanpage que você quer criar. No caso do artesanato as melhores são negócio local ou empresa.
  • Em seguida você deve preencher os campos necessários. Inclua uma breve descrição da sua página. Coloque também uma foto de capa bem bonita e que traduza a alma do seu negócio.
  • Depois defina o público que você quer atingir e finalize a criação da página. Agora divulgue sua página e convide seus amigos para curtir.

Criar sua própria loja online para vender artesanato

como vender artesanato com loja online

Outra opção de venda artesanato é a criação de lojas online. Diferentemente dos sites como Elo7 ao criar seu próprio site para vender artesanato você cria toda a sua identidade visual e garante um perfil mais profissional para seus produtos.

Existem opções de plataformas gratuitas onde você pode criar seu próprio site de venda de artesanato, como é o caso do Wix. No entanto, as opções de configuração acabam sendo mais limitadas.

Por outro lado, com um investimento até baixo você pode criar seu domínio em sites como o Shopify e o WooCommerce que é do WordPress. Nesses casos também recomendo que você faça alguns cursos voltados para SEO ou contrate alguém para administrar a página para você. Dessa forma os resultados podem ser mais expressivos e rápidos.

Além disso, ter sua loja facilita, pois você não vai ter concorrência tão próxima como nos marketplaces. E você tem a vantagem de vende direto do seu site. Por outro lado, você não vai ter o mesmo trafego que os marketplace tem.

Como Vender Artesanato em Feiras

como vender artesanato em feiras
Fonte: Flickr

Outra forma de como vender artesanato fora do meio virtual é através de feiras de artesanato que ocorrem ao longo de todo o ano pelo país. Ou nas feirinhas que algumas cidades possuem que são conveniadas com as prefeituras locais.

Veja aqui nossas Dicas Para Aproveitar as Feiras de Artesanato.

Aqui no Arte com Papel temos um calendário bem legal com as feiras que ocorrem no ano e os locais, bem como fazer para se inscrever. A grande vantagem desse tipo de venda é que você vai ter contato direto com seu público alvo. Ele é também um lugar de muita troca de experiências com outros artesãos.

Ademais, essas feiras podem ser uma forma de como vender artesanato para lojistas. Pois muitas vezes eles procuram artesãos em potencial para fechar parcerias. Dependendo da parceria você pode até vender artesanato para o exterior!

Muitas cidades, principalmente as turísticas, costumam ter feirinhas de artesanato para os turistas conhecerem. Se na sua cidade é assim, procure se informar com a prefeitura local. Dessa forma você pode montar seu espaço nela.

Marketing Para Artesanato: Impulsione Suas Vendas

Bom, já deu para perceber que existem diversas forma de como vender artesanato, né? Contudo, para que você seja um sucesso de vendas é preciso que você conheça e invista no seu marketing para artesanato.

Tanto quanto ter um produto de qualidade e preços atrativos, é importante ter noções de marketing. Assim dá para conseguir atrair mais clientes e potencializar seus negócios.

Dica: Falando em preços, muitas pessoas me relatam a dificuldade de colocar preços em seu artesanato. Mas fique tranquilo que essa é uma tarefa mais fácil do que você imagina e nós temos um artigo excelente que ensina a fórmula para calcular preço de artesanato que você não pode deixar de ler!

Com toda certeza, com seus produtos diferenciados, com o marketing apropriado e a ajuda de uma das formas que apresentamos aqui de como vender artesanato, seu negócio será um sucesso!

E se você ainda não sabe qual artesanato vender, veja esse artigo que tem 7 ideias de artesanatos para vender.

Outros artigos sobre o negocio de artesanatos

Até a próxima!

fazendo fluxo de caixa

Aprenda A Fazer Fluxo de Caixa

Tão importante quanto saber colocar o preço correto no seu produto é saber controlar e organizar seu negócio. Dessa forma você consegue visualizar melhor o que entra e sai das suas finanças e consegue até planejar como quer ver seu negócio no futuro.

E para te ajudar a chegar lá, nada melhor do que criar um fluxo de caixa para o seu negócio. E caso você nunca tenha ouvido falar sobre ele, eu hoje vou te explicar direitinho o que é o fluxo de caixa, como montar e tirar possíveis dúvidas que possam surgir em sua cabeça.

Você vai ver que depois que você perceber os benefícios dele no seu negócio vai incorporá-lo nas suas movimentações mensais.

Se você está curiosa para descobrir como essa ferramenta pode ajudar muito nos seus negócios, continua lendo que você já vai descobrir.

O que o fluxo de caixa?

Não importa se você é um artesão que está começando a entrar no mercado de trabalho agora, ou se já trabalha com o seu artesanato a muito tempo. A organização financeira de um negócio é extremamente importante para que ele se mantenha e prospere.

E o fluxo de caixa é o melhor instrumento que temos para o controle financeiro da sua empresa. No fluxo de caixa você irá colocar tudo que entra e sai, ou seja, os recebimentos e os gastos.

Muito se fala na importância de se colocar o preço certo em nossos produtos, mas depois de hoje percebemos que sem uma planilha de fluxo de caixa podemos acabar correndo em círculos sem chegar a um resultado satisfatório nunca.

O período de tempo que o seu fluxo de caixa vai abarcar vai depender das suas necessidades, mas ele pode ser diário, semanal, mensal e até mesmo anual. No entanto, acho que manter um fluxo mensal já é o suficiente para a maioria das pessoas, mas claro que isso vai depender do seu fluxo de vendas. E pode até que seja meio difícil no início montar seu, mas logo você pega o jeito e consegue ter mais controle dos seus gastos e tem condições de tomar decisões mais seguras.

Podemos fazer o nosso fluxo de caixa em um caderno, no entanto isso pode dar muito trabalho, ou fazer no computador por meio de uma planilha. Hoje aqui vou te ensinar a fazer uma planilha no Microsoft Excel bem prática para você montar o seu rapidinho. Existe ainda a opção de comprar programas de gestão, mas não será o nosso caso.

O importante é que no final sempre teremos o valor que está disponível com você depois de todos os recebimentos e gastos em um determinado período. Lembrando que se o número de entradas for maior do que o de saídas, obviamente, isso vai significar que você está tendo lucro. Em contrapartida, se o número de saídas for maior do que o de entradas você está tendo prejuízo e aí talvez seja melhor rever algumas estratégias.

Elementos que compõem essa ferramenta:

Os elementos do fluxo de caixa dependem muito do tamanho do negócio, mas no caso de pequenos negócios como o seu não serão necessários muitos elementos. A seguir eu vou listar alguns pontos que devem aparecer na sua elaboração do fluxo de caixa:

  • Recebimentos – nesse campo serão incluídas todas as suas venda à vista e a prazo caso você trabalhe com esse tipo de venda, vendas de cartão (caso você trabalhe com maquininha) e também possíveis rendimentos que você tenha.
  • Pagamentos – Já nesse campo iremos incluir todas as despesas como pagamentos de materiais adquiridos, despesas com o banco (como a taxa da sua conta ou algum empréstimo ou financiamento), gastos com compra de equipamentos para seu trabalho e as retiradas de seu “salário” ou pró-labore.

Através desses itens a gente consegue prever algumas coisas, como por exemplo os períodos onde vai haver sobra de dinheiro, perceber as variações do seu negócio e observar os períodos do ano em que ocorrem mais vendas.

Como montar uma planilha de fluxo de caixa:

Conforme já dito anteriormente, podemos fazer nossa planilha de fluxo de caixa no caderno ou no computador. O grande problema é que no papel você terá muito mais trabalho e vai ter que fazer todas as contas na mão.

Em contrapartida, no computador, todo esse trabalho ficará muito mais fácil e ainda mais com a ajuda do Microsoft Excel, basta colocar a fórmula nas células para que o próprio programa faça os cálculos. Sem dúvida é mais rápido e prático!

Eu bem sei que muita gente morre de medo do Microsoft Excel e acha que ele é um bicho de sete cabeças. Mas fique tranquila! Com essas dicas que vou te mostrar agora você vai ver o quão fácil vai ser para montar a sua planilha de fluxo de caixa.

  • Antes de mais nada você deverá colocar em uma primeira planilha tudo o que entrou e saiu da sua conta e com as seguintes informações:

É preciso que você categorize todas as entradas e saídas. Por conta disso, tudo que for despesa vai entrar como débito, pois você está debitando (tirando) da sua conta, já as receitas entrarão como crédito, pois você estará creditando (adicionando) à sua conta bancária.

  • Em seguida, usando a fórmula SOMA vamos encontrar os movimentos, que será a diferença entre a entrada e a saída.
  • Vamos repetir a função SOMA para encontrar o saldo do dia e para isso faremos a soma de todos os itens que estiverem na coluna movimentos.
  • O próximo passo será calcular o saldo atual e para isso usamos novamente a função soma como mostra a figura abaixo:

Depois que você fizer esses passos, basta alimentar a sua planilha com as informações pertinentes de entradas e saídas do seu negócio. E olha, é fundamental que você alimente sua planilha constantemente para que os dados sejam os mais reais o possível.

DICA IMPORTANTE: Lembre-se de repetir a fórmula a cada linha de um novo movimento como te ensinei ali em cima.

No início pode ser que seja meio complicado, mas aos poucos você vai aprendendo a alimentar sua tabela com as informações importantes. Inclusive você pode acrescentar uma coluna de data para ter o controle do dia certo que foi efetuada uma receita ou despesa.

Depois que virar o mês por exemplo, quando você for iniciar um novo fluxo de caixa não se esqueça de acrescentar o saldo anterior na sua tabela, caso contrário os cálculos não irão fechar corretamente.

Tá vendo como é mais fácil do que você imaginava? É claro que se você preferir ou se não tiver computador em sua casa, poderá fazer seu fluxo de caixa no papel, mas certamente tomará mais do seu tempo.

E existe ainda uma terceira opção para quem quer deixar o seu fluxo de caixa na palma das mãos. Existem diversos aplicativos nas lojas de aplicativos dos celulares que fazem todo esse trabalho que fizemos no Microsoft Excel para você. Alguns exemplos são:

  • Fluxo de Caixa – Simples
  • Meu Caixa
  • Controle de estoque, vendas, pedidos, PDV, Caixa

Esses três aplicativo podem ser baixados gratuitamente. Alguns são inteiramente gratuitos, no entanto, em outros algumas funcionalidades estão disponíveis apenas para quem assina um dos planos e obtém a versão Premium.

Principais vantagens desse tipo de controle:

Já deu para perceber que um fluxo de caixa é importante, não é mesmo? Saiba que mantendo seu fluxo de caixa sempre atualizado seu negócio só tende a ganhar em virtude de alguns pontos:

  • Você consegue tomar decisões sobre falta e sobra de dinheiro em caixa de forma antecipada.
  • Dá para ter uma noção se suas vendas serão suficientes para cobrir os gastos (se não forem veja nesse outro artigo como aumentar suas vendas).
  • É possível prever gastos futuros e visualizá-los antes mesmo deles ocorrerem.
  • Manter um maior controle no geral sobre seus gastos e recebimentos.

O mais interessante é que quando você mantém um fluxo de caixa bem feito, você tem uma visão global do seu negócio. E como eu disse lá no início. Mesmo que você esteja começando seu negócio agora é interessante que já se tenha uma planilha de fluxo de caixa para que você consiga fortalecer seus ganhos desde cedo e expandir seu negócio. Quanto antes você começar melhor!

Com certeza com o planejamento certo você estará trilhando o caminho para o sucesso!

Bom pessoal, hoje você aprendeu sobre essa ferramenta de planejamento financeiro muito importante que é o fluxo de caixa. Desde as pequenas empresas até as gigantes multinacionais utilizam essa ferramenta para manter um controle quase que em tempo real dos seus gastos e recebimentos. Sem ele as empresas estão andando no escuro com as suas finanças.

Uma planilha de fluxo de caixa é fundamental para se ter uma visão real do seu negócio. Lembre-se que o mundo do artesanato é cheio de oportunidades e cada vez mais pessoas buscam nele a oportunidade de melhorar de vida.

Espero que você tenha gostado das dicas que trouxe hoje. Agora é hora de colocar em prática o conhecimento adquirido aqui e começar a controlar as entradas e saídas do seu negócio.

Muito sucesso e até a próxima!

equipamentos de costura e linha

Tudo o que Você Precisa Saber para Montar um Atelier de Costura

Atenção artesão! Esse artigo de hoje é especial para você que já tem um cantinho aí na sua casa onde você desenvolve seu trabalho, mas sente que ele ainda não é lugar ideal. Ou mesmo para quem está querendo começar a trabalhar com costura, quer montar um atelier de costura, mas não sabe por onde começar.

Ter um atelier só para você é importante, pois além dele ser um lugar separado para deixar seu trabalho, é também um lugar onde você poderá receber seus clientes para provas de roupas, entre outras coisas.

Se você é um pequeno artesão, ou mesmo amante de costura, também é legal ter um cantinho em casa para você poder fazer trabalho sossegado.

Para quem começou em um cômodo dentro de casa e hoje deseja investir profissionalmente na carreira, a montagem de um atelier é um desafio e também a oportunidade de crescer profissionalmente.

Então se você quer saber o que é preciso para montar seu próprio atelier, continua lendo, pois eu tenho ótimas dicas para você hoje.

Escolhendo o lugar:

Pessoal, antes de mais nada, vocês precisam ter em mente que a escolha do local onde será seu atelier é muito importante e pode impactar na experiência que seu cliente vai ter.

Se você já tem uma clientela formada e sente necessidade de expandir e para isso deseja alugar uma loja, pense em lugares que não serão muito longe de sua residência (onde seus clientes já estão acostumados a ir) e que também sejam de fácil acesso, seja por carro ou transporte público (veja algumas dicas aqui).

Agora, para quem está começando e quer montar seu espaço em casa, o ideal é que seja um cômodo separado e que se você for receber algum cliente ele não precise passar por todos os cômodos até chegar até o seu cantinho da costura.

Com relação ao tamanho:

Foto: mcbw

O tamanho da sua loja ou do cômodo da sua casa vai depender do que você tem disponível e também do volume de produção que você tem. É claro que o espaço não deverá ser minúsculo, afinal de contas você precisará colocar os móveis e equipamentos.

Para quem está pensando em alugar um estabelecimento, o SEBRAE recomenda algo em torno de 50m2, já levando em consideração que você poderá expandir no futuro.

Que se faça a luz!

Minha gente, quem trabalha com costura sabe o quanto a luz é importante. Independentemente do tamanho do seu atelier, ele precisa ter bastante muita luz natural e artificial.

A luz é essencial para você ver se está costurando certo, principalmente com tecidos escuros. Janelas grandes e luzes LED são uma ótima pedida na hora de montar seu atelier.

O que não pode faltar:

Foto: weallsew

Bom, você já escolheu o espaço, já definiu seu mercado de trabalho e agora precisa montar a estrutura física do seu atelier.

Sendo uma loja, tende a passar um ar mais profissional para o cliente se você delimitar espaços, como uma recepção, com um balcão para colocar o computador, máquina de cartão e demais coisas de escritório e também um sofá ou poltronas para o cliente esperar o atendimento.

Além disso, é legal ter um espaço reservado para tirar as medidas dos clientes mais reservadamente, assim como a sala de costura e provadores(Veja essas dicas sobre provadores) quando os clientes vierem fazer as provas.

E é claro que você pode adaptar essa estrutura para a sua casa, você não vai precisar de balcão por exemplo, porém eu acho legal investir em poltronas confortáveis para receber possíveis clientes e até mesmo para você quando quiser dar uma relaxada.

Equipamentos:

Além dos móveis como mesas, cadeiras (que precisam ser confortáveis, especialmente para quem for passar horas costurando), armários, espelhos, araras, telefone, manequins, ar condicionado ou ventilador, o mais importante são os equipamentos de costura.

Dá uma olhada nesses equipamentos que serão de grande importância para o seu atelier:

Somado a tudo isso, também não poderá faltar uma boa variedade de aviamentos e linhas. É preciso que seu cliente tenha variedade na hora que for escolher o tecido ou a cor da peça que ele deseja.

Como dar nome ao atelier de costura:

O nome do seu atelier é mega importante, pois ele pode alavancar ou destruir seu negócio! É preciso que ele reflita você e seu empreendimento. No SEBRAE eles inclusive te ajudam a escolher um nome bem legal.

É interessante que o nome não seja muito longo e que seja algo fácil de lembrar. Junte familiares e amigos para que todos façam sugestões de nome, coloque em uma lista e faça uma votação até acharem o nome perfeito que combine com a sua proposta.

Também é essencial que você monte uma logo para sua loja. Você pode contratar um profissional de design para montá-la, ou então, usar alguns programas gratuitos que existem na internet para montar você mesmo (o Canva é um ótimo site para criar logos e é totalmente gratuito).

Ideias de Decoração:

Decorar um atelier de costura pode ser mais fácil do que se imagina. Você pode utilizar os próprios materiais que usará em seu dia a dia para montar a decoração.

Invista em móveis mais claros, até porque se por exemplo, você deixar a agulha em cima da mesa será mais fácil para encontrá-la em uma mesa de cor mais clara. Além do que se você tiver trabalhando com tecidos escuros vai ficar mais fácil para costurar.

Utilize nichos na parede para manter seus objetos organizados e de preferência ao seu alcance, para que você não precise ficar se deslocando pelo espaço toda vez que precisar de uma tesoura ou de uma linha.

Crie uma atmosfera tranquila e clara. Coloque algumas plantinhas para trazer a natureza para dentro do atelier e deixar o ambiente mais leve.

E por último, mas não menos importante, lembre-se que você trabalha com cores então super válido incorporá-las na sua decoração. Utilize os carretéis coloridos em um suporte na parede. Forre as cadeiras ou gavetas com tecido, enfim, deixe sua imaginação rolar solta.

Aqui embaixo separei algumas sugestões de decoração para você se inspirar:

Foto seasonedhomemaker
Foto seasonedhomemaker

Como organizar:

Foto seasonedhomemaker

O importante dentro do seu atelier de costura é que você mantenha tudo organizado. Lembre-se de que você estará trabalhando diariamente com um monte de tecidos, agulha e linhas, então organização é fundamental.

Mantenha estantes e gavetas setorizadas e categorizadas. Você pode comprar caixas organizadoras e colocar etiquetas para separar o que irá em cada caixa.

Se profissionalizando:

Para você que deseja abrir um atelier de costura, é possível ter seu registro como MEIMicroempreendedor Individual, assim você vai se tornar juridicamente uma empresa e com isso terá direito e benefícios.

Se cadastrando como MEI, você passará a ter um CNPJ, vai poder emitir nota fiscal, poderá abrir conta empresarial, terá apoio técnico do SEBRAE e passará a ter direitos e benefícios previdenciários. Tudo isso será possível pagando taxas mensais com baixo custo e que são valores fixos, assim não tem perigo de sustos no final do mês.

Além disso, é preciso que você fique atento às regras de seu município para abrir um espaço como esse. Te aconselho a procurar a prefeitura de sua cidade para se informar acerca disso.

Em todo caso, você também pode procurar um contador que tenha experiência em abrir empresas para organizar as questões legais de forma segura. Afinal de contas você não quer ter problemas depois que tudo estiver funcionando.

Defina o seu público alvo:

Também é importante que você defina qual tipo de mercado você quer investir. Pense se você se identifica mais com moda feminina, masculina, infantil, para noivas, enfim, existem vários nichos de mercado disponíveis e você precisa levar em conta qual público deseja atrair.

Além disso, você pode começar focando em um determinado grupo e depois ir expandindo e diversificando seus produtos e serviços, implantando conserto de roupas por exemplo.

Pessoal:

É impossível você cuidar de todas as funções de um atelier sozinho, então procure funcionários que possam te ajudar no atendimento e na produção.

Se você já percebeu que em algumas épocas do ano o movimento é melhor do que em outras, dá para contratar pessoas para te auxiliar na produção temporariamente, assim você consegue manter as entregas quando o volume for maior, como por exemplo no final do ano.

Mantenha controle de gastos, ganhos e materiais:

No Brasil, muito negócios acabam não indo para a frente por falta de planejamento e controle. Então, para você que está nesse processo de abrir o seu próprio atelier, coloca na sua cabeça que você precisar exatamente quanto de dinheiro está entrando e saindo do seu negócio, bem como seu estoque disponível.

No Microsoft Excel você consegue montar planilhas e depois só ir alterando a cada mês. Vai por mim, uma planilha bem feita faz com que todo o negócio flua melhor e que você controle todos os gastos e ganhos sem surpresas.

Sei que muita gente pode achar essa parte financeira mais trabalhosa, mas tenha em mente que ela existe para facilitar sua vida e não atrapalhar.

Bom pessoal, hoje vocês receberam dicas valiosas de como montar seu próprio atelier de costura, seja ele para quem está começando e quer trabalhar em casa, ou para quem já está no ramo e deseja alçar voos maiores.

Até a próxima!

Leitura recomendada:
Moldes letra
Como fazer desinfetante caseiro
Como colar tecido na parede (passo a passo)


dinheiro para pagar artesao

Onde Vender Artesanato?

 

Fazer artesanato é uma atividade incrível que proporciona muita satisfação, não é mesmo? Por isso que muitas pessoas sonham em viver da venda de suas peças artesanais! 

Quando começamos a fazer artesanato várias dúvidas surgem à respeito das técnicas e quais peças priorizar na produção. É importante esclarecer as dúvidas e aprender cada vez mais para fazer as melhores escolhas.

E uma das dúvidas que surgem é onde vender artesanato? Saber a resposta para esta pergunta é fundamental para que você possa realizar o seu sonho de viver com a renda da venda de artesanato. 

Pensando nisso tudo, hoje vamos abordar os principais lugares em que você pode vender seu artesanato! Confira agora mesmo as informações e dicas que selecionamos para você aqui! 

Onde Vender Artesanato Online? 

Para começar vamos abordar as vendas online, pois o número de consumidores que optam por fazer suas compras pela internet cresce exponencialmente ano após ano. Comprar online traz muitas comodidades para os consumidores.

Ao fazer compras online os clientes podem pesquisar com mais calma, prestar atenção em cada informação e detalhe sobre o produto e, ainda, recebê-lo em casa ou no local que preferir. 

As compras feitas digitalmente oferecem muita comodidade, segurança e conforto. Com elas, o consumidor não precisa perder tempo de deslocamento pela cidade, nem tentar encontrar um tempo na agenda lotada para pesquisar lojas e fazer compras presenciais. 

Por isso que grande parte dos consumidores, hoje em dia, tem feitos suas compras por um computador ou dispositivo conectado à internet. Até mesmo as compras feitas pelos smartphones têm aumentado bastante nos últimos tempos. 

Sendo assim, existem diversas possibilidades para vender seus produtos online e atender à esta demanda. Aqui abordaremos algumas delas para que você possa se atualizar e fazer suas opções. 

Marketplace

Um dos lugares que você pode procurar para vender seus produtos artesanais online são os marketplaces! Existem diversos tipos de marketplace que podem funcionar muito bem para aumentar suas vendas!

O marketplace é um tipo de plataforma que faz a mediação entre os fornecedores dos produtos e os clientes. Geralmente, ele é mediado por uma empresa que fica responsável por garantir o funcionamento do site, e-commerce, segurança, entre outros. 

No marketplace o cliente encontrará diversas lojas e opções de produtos de diferentes artesãos. Ele funciona como vitrines de shopping center, em que o cliente pode encontrar o que deseja com bastante facilidade.

A vantagem de vender suas peças artesanais pelo marketplace é que você não precisará se preocupar em contratar programadores e designers para criar sua loja e site. Você pode facilmente criar sua loja ou apenas cadastrar seus produtos para efetuar as vendas.

Em algumas destas plataformas existem comissionamento sobre as vendas, em outras há valores fixos que devem ser pagos e cobrem os recursos principais que permitem que suas vendas aconteçam. Os valores podem ser pagos, geralmente, através de mensalidades ou anuidades. 

Vender pelo marketplace é bastante vantajoso, pois traz mais visibilidade para as suas peças artesanais e marca. O alcance de clientes é bem maior do que as tradicionais vendas físicas. 

No universo do artesanato existem alguns marketplaces específicos como a Elo7, a Artesanei e a Tanlup. Mas você também pode utilizar marketplaces de empresas mais abrangentes como o Facebook e Lojas Americanas. 

Plataformas de E-commerce 

Se você estiver procurando um tipo de venda online mais personalizado, o ideal é criar sua própria loja virtual e e-commerce para vender suas peças artesanais. Para isso, você pode contar com plataformas de e-commerce que disponibilizam todos os recursos necessários para a criação de sua loja virtual e vendas de seus produtos. 

Vender seus artesanatos na sua própria loja virtual criada em uma plataforma de e-commerce é bastante vantajoso. Isso porque você não vai ter concorrência tão próxima como a concorrência nos marketplaces.

As plataformas de e-commerce disponibilizam diversas ferramentas para a criação de sua loja online bastante personalizada. Nelas, você encontrará modelos de lojas prontas, opções para a customização e toda a parte prática que garante a segurança e funcionamento de sua loja online.

Existem muitas opções de plataformas de e-commerce para você escolher e montar sua loja virtual. As mais populares são a Shopify, a Loja Integrada e a JET. Dentro delas, você pode contratar um plano, fazer sua loja facilmente e vender seus produtos.

Onde Vender Artesanato Presencialmente?

Além das diversas opções para você vender artesanato online, você também pode utilizar os lugares físicos para fazer suas vendas. Muitas pessoas não se dão bem com o mundo digital e optam pelas vendas presenciais.

As vendas efetuadas em locais físicos são mais tradicionais e também têm seu público. Geralmente estes tipos de consumidores preferem escolher cada peça pegando-as em suas mãos e conferindo cada detalhe presencialmente.

Existem algumas vantagens nas vendas presenciais, com elas você tem um contato mais direto com os seus clientes e pode ser mais fácil fidelizá-los. Assim, eles sempre vão procurar seus produtos para comprar.

Para vender seus produtos presencialmente você pode acompanhar a agenda de eventos de artesanatos e se inscrever para participar como expositor das principais feiras e eventos. 

Você também tem a opção de abrir sua própria loja física de artesanato. Para isso, é necessário encontrar uma boa localização, fazer os processos legais e montar sua loja bem bonita para chamar atenção dos clientes!

Veja também:

Fotografia de artesanato

loja para vender arte

Como Montar Uma Loja de Artesanato

 

Está pensando em montar uma loja de artesanato? Se sim, aqui é o lugar perfeito para você aprender como! 

É muito comum quem faz artesanato ter a intenção de vender o máximo possível de suas peças artesanais para poder viver com a renda, fazendo o que ama. No entanto, quando o artesão não tem uma loja ou ponto fixo de venda fica muito dependente de diversos fatores.

E nem sempre as vendas apenas para os conhecidos ou em feiras e eventos de artesanato são o suficiente para que o artesanato seja a sua fonte de renda principal. Por isso, fazer sua própria loja de artesanato é fundamental! 

Pensando na atualidade, cresce cada vez mais o número de cliente que optam por fazer suas compras online. Portanto, você pode fazer apenas uma loja virtual e e-commerce.

Mas se você tem a intenção de ter uma loja física para vender e apresentar seus trabalhos artesanais, também é sempre uma ótima opção! 

Então, que tal aprender agora mesmo como montar uma loja de artesanato? Não perca as informações que separamos para você aqui e boas vendas! 

Primeiros Passos

Como tudo na vida antes de partir para a parte prática da ideia é necessário dar os primeiros passos. Eles consistem em um planejamento bem definido para que você faça as melhores escolhas e mais adequadas à sua necessidade.

Para abrir sua loja de artesanato, seja ela física ou online, você precisa entender bem quais são os seus clientes e público-alvo. Procure pensar se você tem uma técnica específica ou um tipo de artesanato que busca atingir determinado nicho.

Sua loja precisa ter todos os elementos que devem chamar a atenção deste nicho ou público-alvo. Afinal, dentro do universo do artesanato existem diversos tipos e técnicas e conhecer bem seu trabalho e seus clientes para montar sua loja é primordial!

Após ter estas definições a respeito do seu público-alvo e nicho de atuação você já pode partir para a próxima etapa. Ela consiste em entender quais são seus objetivos e metas.

Esta etapa é importante para você saber qual o seu número de clientes, quantos você deseja alcançar e atender. Assim, com as informações nas mãos você poderá pensar no tamanho ideal de sua loja e se precisará de funcionários e colaboradores.

Depois de criar um planejamento e delimitar um pouco mais sua ideia, você já pode partir para a parte prática! Saiba mais a seguir! 

Como Montar Uma Loja Física de Artesanato?

Para montar uma loja física de artesanato existem diversos detalhes que precisam ser bem planejados para que o seu negócio decole ao invés de ir por água abaixo! Então, confira as dicas aqui! 

Escolha a Localização de Sua Loja

mapa do brasil

O primeiro passo para fazer sua loja física de artesanato é encontrar uma boa localização para a sua loja. Ela deve estar perto de seus clientes fiéis e, ao mesmo tempo, estar em um bom local comercial que haja bastante circulação de consumidores.

Evite bairros em que hajam muitas outras lojas de artesanato. Pense e escolha de forma estratégica para que você conquiste o maior número de clientes possível! Dessa forma, você garantirá suas vendas!

Faça a Relação de Custo x Benefício

Antes de fechar negócio comprando um imóvel ou alugando para fazer sua loja, pesquise bastante e faça a relação de custo x benefício. Este passo é extremamente importante para você não estourar o seu orçamento antes mesmo de abrir sua loja!

Portanto, só tome sua decisão e assine contratos após analisar cada espaço, valores e propostas.

Legalize e Formalize Seu Negócio

Para fazer a legalização e formalização de seu negócio você deve contratar um bom contador. Existem alguns pontos fundamentais que devem estar de acordo com a lei para que sua loja possa funcionar.

O contador ou escritório de contabilidade precisa lidar com alguns aspectos como a consulta comercial e busca de nome e marca. Também será necessário fazer a solicitação de CNPJ, inscrição Estadual, alvará de licença, registro na Secretária Municipal da Fazenda e matrícula no INSS.

Decore Adequadamente Sua Loja

Com o espaço definido e sua loja já legalizada e formalizada, você já pode começar a decorá-la! Lembre-se de ser fiel à identidade de sua marca, utilizando as cores apropriadas e materiais que conversem com suas peças artesanais.

Nesta etapa, você precisa colocar o logo de sua loja e marca. E, também, já pode começar a distribuir suas peças artesanais pelo espaço. Você poderá contar com prateleiras, nichos de parede, araras, ganchos e balcões. 

Adquira os Equipamentos Para as Vendas e Segurança da Loja

Sua loja precisará de equipamentos que facilitam as vendas. Você provavelmente vai precisar de pelo menos um caixa, impressora fiscal, computador com acesso à internet e telefone.

Além disso, lembre-se dos equipamentos para a segurança da loja como câmeras e sistema de alarmes. Com tudo isso em funcionamento, já é possível partir para a divulgação e abertura oficial da sua loja de artesanato!

Artigos indicados:

 

montando bazar para pecas artesanais

Como Organizar um Bazar de Artesanato

 

Quem faz artesanato está sempre procurando meios faça-você-mesmo para ganhar uma graninha extra, concorda? E se tem uma alternativa que pode salvar a vida de um bom artesão é um bazar de artesanato! 

O bazar de artesanato é perfeito para conseguir vender peças que estão estagnadas no estoque. E não é só isso! 

Ao organizar um bazar de artesanato você tem as possibilidades de apresentar seu trabalho e conquistar novos clientes. Sendo assim, o bazar de artesanato é muito vantajoso para você! 

Muitas pessoas que fazem artesanato deixam de organizar-lo por acharem que o processo é muito complicado. No entanto, fazer a organização é bem mais fácil do que parece.

Por isso, hoje vamos ensinar o passo a passo de como organizar o seu bazar de artesanato! Assim, você verá como é bem mais simples do que imaginou! Aproveite! 

Primeiros Passos Para Organizar um Bazar de Artesanato

Para você que está perdido ou perdida pensando por onde começar, aqui vamos explicar quais são os primeiros aspectos que precisam ser pensados e feitos para que o seu evento aconteça! Confira! 

Defina o Local e o Horário

O passo inicial que você deve tomar é planejar em qual local e horário você vai fazer o seu bazar de artesanato. Para isso, você deve considerar quais são os horários mais fáceis para o público convidado comparecer e em qual local será mais apropriado.

Muitos bazares acontecem dentro da casa da pessoa que faz artesanato. Você pode considerar fazer dentro de casa, na garagem, no quintal, mas não se esqueça de pensar na lista de convidados, pois é primordial que o local seja confortável e comporte bem todas as pessoas! 

Então, se precisar, converse com as pessoas que você pretende convidar e faça pesquisas de melhores locais e horários! Estas pesquisas são fundamentais para o seu evento ser um sucesso! 

Faça Uma Lista de Convidados

Após definir o melhor local e melhor horário, é hora de criar sua lista de convidados para você não esquecer ninguém importante. Você pode convidar pessoas de acordo com a capacidade de público do local escolhido. 

Sendo assim, se você escolheu um galpão, uma garagem espaçosa ou um salão, não precisa tomar cuidado e pode fazer uma lista de convidados bem extensa! Apenas tome cuidado, pois geralmente um convidado pode acabar convidando outro, isso sem contar o público espontâneo! 

E não queremos que seus convidados fiquem espremidos no local do bazar, certo? Então, planeje bem a sua lista para evitar constrangimentos e falta de espaço! 

Na sua lista não pode faltar os clientes mais fiéis, familiares, amigos e colegas de profissão. E você pode até mesmo enviar newsletter por e-mail, mensagens pelo Messenger do Facebook e Whatsapp com o convite para a sua lista de contatos! 

Convide Outros Artesãos Expositores 

Para organizar um bazar de artesanato bem diversificado e completo é fundamental convidar outros artistas para que eles possam expor os trabalhos deles! Crie uma lista com os artesãos que você conhece e gostaria de convidar.

Depois, faça contato com eles para fazer o convite para o bazar. Assim, você poderá se certificar quais deles poderão participar como expositores e quais deles não poderão ir ou só irão como público.

Como Fazer a Divulgação de Seu Bazar de Artesanato?

Após a confirmação sobre todos os detalhes relativo ao local, horário, expositores e primeiros convidados você pode começar a fazer a divulgação! Para fazer uma boa divulgação você pode contar com softwares de edição de imagem e design, assim, é possível criar material digital e impresso! 

Você pode criar folders, panfletos, banners e imagens para redes sociais. Se preferir fazer alguns materiais gráficos impressos, você pode enviá-los via Correios para seus convidados ou pode deixar em locais físicos que combinem com o seu evento como papelarias do bairro, armarinhos e lojinhas especializadas.

Ǹão deixe de utilizar as redes sociais como forma de divulgação, você pode criar um evento no Facebook, mandar mensagens via Whatsapp e Instagram. E, se você criar imagens para divulgação nas redes sociais, pode fazer posts lembrando à todos sobre o acontecimento do bazar. 

O segredo de um bom evento está diretamente relacionado à uma boa divulgação, portanto, invista nela e mãos à obra! 

Como Organizar Suas Peças Para o Bazar? 

Um aspecto extremamente importante para a organização de seu evento é definir quais serão as suas peças expostas! Além disso, você não pode esquecer de fazer uma lista com todos os materiais que serão necessários para a exposição.

Você pode contar com a ajuda de painéis, mesinhas e plaquinhas para chamar a atenção do público. Também pode enfeitar o seu espaço utilizando bandeirinhas, pisca pisca, balões, fitinhas e pompons. Porém, lembre-se de deixar seu artesanato em destaque, pois ele deve chamar mais a atenção do que a decoração do espaço! 

Com estas informações você já pode partir para a parte prática e boas vendas!

workshop e feiras de artesanato

Dicas Para Aproveitar as Feiras de Artesanato

 

Se você ama artesanato, provavelmente já participou ou já quis participar de uma feira de artesanato, não é mesmo? As feiras de artesanato são essenciais não só para quem gosta de artesanato, mas também, para quem faz artesanato!

Nelas, você pode expor produtos, aumentar suas vendas, conquistar mais clientes e atualizar-se sobre as produções artesanais. Também pode aproveitar para fazer novos amigos artesãos e conhecer pessoas que possuem a mesma paixão que a sua!

E para quem ama artesanato, mas ainda não começou a produzir, ir à uma feira de artesanato pode ser uma atividade muito educativa. É possível comprar artesanatos, conhecer novas peças e técnicas e ainda participar de palestras e workshops.

Sendo assim, todo mundo que está envolvido com artesanato precisa experienciar pelo menos uma vez a ida até uma feira de artesanato!

Pensando nisso, hoje trouxemos para você as melhores dicas para aproveitar as feiras de artesanato. Seja você artesão ou entusiasta da arte! Aproveite!

Como Aproveitar Feiras de Artesanato Como Visitante?

Vamos começar abordando sobre como aproveitar as feiras de artesanato como visitante! A primeira dica é que você pesquise sobre os eventos antes de ir visitá-los. Assim, você terá acesso à programação e poderá fazer seu planejamento de visita.

Muitos eventos e feiras de artesanato costumam disponibilizar sites que possuem todas as informações que você precisa saber antes de ir ao evento. No site, você pode ter acesso aos horários de funcionamento, quais serão as palestras e workshops oferecidos e quem serão os expositores.

Alguns disponibilizam até mesmo o mapa da feira de artesanato para que você encontre os stands dos artesãos.

Uma outra dica, é que você conheça o trabalho dos artesãos antes de ir até à feira de artesanato. Dessa forma, é possível pensar quais peças você quer ver pessoalmente, comprar e até mesmo possa conversar com os artesãos.

Portanto, planeje-se com antecedência para que possa aproveitar o evento de forma bastante completa e satisfatória!

Como Aproveitar as Feiras de Artesanato Como Artesão?

Se você já produz peças artesanais, com certeza, precisa programar-se para participar de algumas feiras de artesanato. Elas podem ser o motivo de seu sucesso e fazer seu artesanato decolar!

Você pode participar das feiras como visitante ou expositor, então, veja a seguir as principais dicas para os dois casos!

Como Visitante

Não pense que só compensa ir à feiras de artesanato se você for expositor, pois isso não é verdade! A ida a um evento de artesanato, mesmo como visitante, irá ajudá-lo a acompanhar as tendências, aprender novas técnicas e construir um importante network!

Além disso, indo como visitante você consegue fazer suas compras de peças artesanais e também de materiais diferentes para que você possa incrementar suas produções.

Então, não deixe de ir, conhecer novos artesãos, acompanhar as tendências e prestigiar o trabalho artesanal!

Como Expositor

Se você deseja obter dicas para aproveitar as feiras de artesanato como expositor, chegou a sua vez! Expor seu trabalho artesanal em feiras e eventos é um privilégio que deve ser bem aproveitado e valorizado! 

A primeira dica para você é fazer pesquisas antes de ir para a feira. Assim, você poderá conhecer o público que frequenta o evento e saber quais produtos deve levar para agradá-los.

E você pode estar com dúvidas sobre como fazer sua pesquisa, mas nós temos a solução para você! Procure as redes sociais da feira que você vai participar e veja as fotos, comentários e descrições. Assim, você obterá muitas informações imprescindíveis para planejar a exposição de seus artesanatos!

Também é fundamental ver como funciona as inscrições para participar como expositor da feira, caso você ainda não tenha sido convidado diretamente. Algumas feiras disponibilizam as fichas para cadastro online, assim, você precisará preenchê-las com todas as suas informações profissionais para expor no evento.

Outra dica é que você não se esqueça de identificar suas peças com preço. Organize etiquetas adesivas, cartazes e plaquinhas para que as pessoas tenham acesso fácil à esta informação fundamental para as suas vendas. (Veja aqui como calcular o preço das suas peças)

A identificação com preço é extremamente importante, pois em feiras devido à quantidade de público, muitas vezes não é possível atender à todos de forma exclusiva. Sendo assim, você não precisará se desdobrar em muitos para informar o preço das peças, pois ele já estará nelas!

Além disso, é importante planejar-se para dispor as peças da forma mais chamativa e bonita possível. Assim, você despertará a atenção dos clientes para as suas peças!

Se você não tiver displays prontos para expor os artesanatos, pode contar com pallets, caixotes e ganchos. Eles funcionam perfeitamente para fazer a exposição de seus artesanatos.

Não se esqueça também de decorar a mesa para deixá-la belissima. Utilize plantas e arranjos de flores, mas tome cuidado para não encher a mesa com muita informação e acabar roubando o protagonismo das suas peças artesanais. Então, decore com moderação!

Por último, divulgue sua participação na feira, chame os amigos e familiares. Além disso, leve para a feira cartões de visita e folders com seu site, redes sociais, loja virtual e outros meios de contato. Assim, todos poderão continuar acompanhando sua produção!

pecas artesanais para vender

Ganhar Renda Extra Com Artesanato: Primeiros Passos Antes do Sucesso

Quando você faz ou ama artesanato é muito comum passar pela cabeça em utilizá-lo como fonte de renda. Mesmo as pessoas que já têm outra profissão muitas vezes fazem artesanato como hobby ou atividade terapêutica e podem aproveitar para vender suas peças artesanais.

Existem muitas histórias de pessoas que começaram fazendo artesanato como uma atividade cotidiana paralela, apenas por prazer, e no fim, passaram a trabalhar com artesanato e tornaram a atividade em uma fonte principal de renda.

Há também as pessoas que fazem artesanato e sonham torná-lo em uma atividade lucrativa, porém, ainda não conseguiram realizar este sonho. Afinal, exige muita pesquisa, conhecimento e aplicação deste conhecimento para conseguir tornar o fazer artesanato em sua profissão.

Para vender suas peças artesanais, vale a pena investir energia e tempo. A satisfação em fazer algo que você ama é fundamental para uma vida mais plena e feliz. Portanto, qualquer esforço acaba sendo muito bem recompensado.

Este artigo é para quem deseja vender suas peças artesanais. Seja para ganhar uma renda extra ou seja para quem tem a meta de transformar a atividade em profissão e fonte principal de renda. Dessa forma, veja a seguir nossas dicas para você que está começando e quer dar os primeiros passos antes de atingir o sucesso!

Pesquise

O primeiro passo que não deve ser esquecido antes de profissionalizar uma atividade é fazer pesquisas para conseguir definir quais são as suas opções para produzir suas peças. Pesquise quais técnicas pode utilizar, quais tipos de artesanatos vendem mais, estas primeiras pesquisas são essenciais para que você escolha com bastante clareza como será o seu negócio.

É importante começar o trabalho com todos os aspectos bem definidos, assim, as chances de você errar na escolha ou se arrepender ficam menores. A ideia é que você consiga ter em mente de forma bastante clara quais são suas paixões dentro da área de artesanato, quais técnicas você domina e como pretende apresentar sua produção para as pessoas.

Certifique-se Sobre Seu Conhecimento

Após realizar as pesquisas iniciais é a hora de definir se você tem o conhecimento e as técnicas necessárias para realizar um ótimo trabalho. Tenha em mente que as peças artesanais precisam ser muito bem feitas e você precisa sempre se aperfeiçoar e se atualizar.

Pense sobre o artesanato que você produz e tente chegar em uma conclusão sobre quais aspectos podem melhorar e quais você já executa com perfeição. Pegue as técnicas que você domina menos e procure cursos para se aperfeiçoar. Caso descubra alguma técnica nova que não sabe fazer e que você considera importante aprender, pode ser interessante fazer um curso sobre ela.

Se você for uma pessoa mais autoditada aproveite para pesquisar na internet passo a passo e tutoriais. Assim, você pode aprender sem sair de casa e sem custos prévios. No entanto, saiba que todo valor empregado em cursos pagos também trazem ótimos resultados e você não deve ter dó em investir quando necessário.

Atualize-se

Além de ter certeza sobre as técnicas que você domina e aperfeiçoar as técnicas que você sabe menos, você precisa atualizar-se sobre as referências que estão bombando. Dessa forma, você consegue suprir a demanda e agradar os seus clientes.

Você pode estar pensando que o trabalho é muito árduo, porém, tenha consciência que se você for uma pessoa apaixonada por artesanato desempenhará as suas funções com muita facilidade. Muitas vezes o processo de atualização consiste apenas em estar em contato com pessoas da área e lendo artigos sobre artesanato. Então, mantenha a calma e siga os passos que tudo fluirá naturalmente!

Defina Seus Produtos

Uma vez que você já tiver pesquisado e atualizado-se sobre seus conhecimentos você já está apto para definir por quais produtos pretende começar. Muitas vezes definir um foco contribui bastante para o sucesso, portanto, tente definir um nicho de atuação (Leia mais aqui sobre nicho).

Caso você esteja com dificuldade em escolher apenas um nicho, pode sim experimentar vender alguns tipos diferentes de produtos feitos com técnicas diferentes. Porém, procure ir definindo aos poucos quais são suas técnicas e produtos preferidos para poder focar neles.

É importante que você especifique alguns aspectos como quais são as necessidades dos clientes, quais vontades você tem que funcionam como motivação para você produzir e quais pessoas você deseja atingir para serem seus futuros clientes. Estes fatores podem te ajudar a escolher seus produtos e nicho de atuação.

Estabeleça Seu Ponto de Vendas e Planeje-se

Após definir quais produtos você vai comercializar é importante estabelecer quais serão seus pontos de venda. Muitas pessoas erram ao não fazerem esta decisão. Uma coisa muito importante que você precisa ter em mente é que vender apenas para familiares, amigos e conhecidos nem sempre é o suficiente para pagar as contas. Sendo assim, você precisará facilitar o acesso dos possíveis clientes até seus artesanatos.

Como fazer isso? você pode utilizar a internet (veja aqui como usar o WhatsApp para vender suas peças) e criar uma loja online ou utilizar uma loja marketplace em que você expõe seus trabalhos online junto com outros artesãos. Estas lojas são bastante conhecidas, temos alguns exemplos para você começar como o site Elo7.

Além das lojas virtuais você pode traçar planos para vendas físicas. Veja em quais feirinhas de artesanatos, eventos ou lojas você pode expor seus trabalhos. Depois que você fez estas definições está mais do que pronto para colocar em prática suas habilidades e partir para as vendas e para o sucesso!

vendar artesanato utilizando aplicativo para celular

Como Usar Whatsapp Para Divulgar Seu Artesanato

Estamos vivendo na era digital e os meios de comunicação digitais estão cada vez mais presentes na vida de todas as pessoas. Ao longo dos anos muitas ferramentas novas foram surgindo, como as redes sociais, por exemplo.

O número de aplicativos para celular também crescem cada vez mais, acompanhando este boom digital que aconteceu e continua se expandindo. E um deles que está fortemente presente na vida cotidiana das pessoas é o Whatsapp.

Você pode não ser uma pessoa tão adepta dos meios digitais e da tecnologia, porém, com certeza uma das redes deve utilizar. Seja o Facebook, o Instagram, Contas de e-mail ou Aplicativos no celular, certamente alguma destas ferramentas você utiliza. Não é mesmo?

No caso dos aplicativos para celular, fica ainda mais próximo o contato com a tecnologia. Muitas pessoas estão se adaptando à nova era tecnológica, mesmo que seja apenas para responder e enviar mensagens em aplicativos como o Whatsapp.

Ele é um aplicativo de mensagens instantâneas e chamadas de voz e vídeo para Smartphones. Foi lançado no ano de 2009 e hoje, em 2019, a troca de mensagens por celular utilizando Smartphones é considerada um dos principais usos dos aparelhos móveis.

Sendo assim, como não pensar em utilizar esta ferramenta que tem mais de 100 milhões de usuários ativos para divulgar e vender suas peças artesanais? Você não pode deixar de aproveitar este meio de divulgação, marketing e propaganda de seus produtos. Neste artigo, vamos compartilhar com você como usar o Whatsapp para fins de divulgação de seu trabalho. Confira!

Primeiro Passo Para Divulgação

Para começar a divulgar suas peças artesanais pelo Whatsapp você precisa primeiro criar contatos com esta finalidade. Você até pode divulgar para amigos e familiares, porém, é mais eficiente adquirir contatos novos que funcionem para entrar numa lista de clientes.

Diferentemente do Facebook e Instagram, no Whatsapp as pessoas que gostam do seu trabalho, seus clientes e futuros clientes, não conseguem localizar seu contato, pois no aplicativo não há campo de busca para encontrar pessoas sem estarem na sua agenda.

Dessa forma, você precisará divulgar seu contato para que as pessoas comuniquem-se com você pelo aplicativo. Divulgue seu número em canais como o Facebook, Instagram, Twitter, Pinterest e nas lojas online em que você vende seus artesanatos.

Também é importante ter o seu número de contato do Whatsapp junto com os produtos que você vende. Ele pode estar em sacolinhas personalizadas com sua marca ou em cartões de visita que serão entregues com a peça vendida.

Para evitar problemas o ideal é utilizar um número específico para os contatos. Assim, você utiliza um número de Whatsapp para contatos pessoais e outro para a troca de mensagens com seus clientes e futuros clientes.

Próximo Passo: Crie um Grupo de Artesanato

Depois que você conseguir montar sua lista de contatos com pessoas interessadas nas suas peças artesanais, crie um grupo temático para te ajudar na divulgação.

Lá você pode construir uma rede de pessoas apaixonadas por artesanato e será um canal não só para divulgação, mas servirá também para troca de repertório, técnicas, informações sobre eventos e feiras da área.

Caso seja necessário para comportar todos os seus clientes, crie mais de um grupo. Você pode dividir os contatos nos grupos de acordo com os segmentos e técnicas preferidas deles, ou até mesmo, de acordo com o local em que conheceu cada uma das pessoas.

Dê Continuidade Gerando Conteúdo

Uma vez criado o grupo, é importante não deixá-lo morrer. Crie conteúdo e mande mensagens para atualizar seus clientes sobre promoções, novas peças e técnicas adquiridas. O importante é colocar a criatividade para funcionar e manter o grupo vivo.

Você pode criar vídeos ou mandar áudios com novidades à respeito de suas peças artesanais. Conte curiosidades sobre suas técnicas e preferências artísticas, vale até mesmo indicar suas referências e pessoas que te inspiram.

Também é possível criar promoções exclusivas para as pessoas que estão no grupo. Dessa forma elas sentirão-se especiais e ficarão muito felizes em pertencer à esta comunidade formada por você.

Deixe claro para os membros que você está realizando uma venda antecipada apenas para quem pertence ao grupo. Faça dias promocionais com 10%, 20% ou até mesmo 50% de desconto. Todos ficarão empolgadíssimos!

Utilize Gatilhos Mentais para Realizar Vendas

Como grande parte da comunicação via Whatsapp é por texto, aproveite para utilizar gatilhos mentais, dessa forma, você não só divulgará seus produtos, mas também conseguirá vendê-los mais facilmente.

Os gatilhos mentais funcionam como uma estratégia de comunicação em que você oferece benefícios para seus clientes. Eles podem estar presentes como gatilhos de urgência, por exemplo, em que você deve associar seus produtos às palavras “somente hoje” ou “agora ou nunca” fazendo com que o cliente sinta que precisa comprar rapidamente e aproveitar a oferta.

Portanto, comece hoje mesmo a usar o Whatsapp como ferramenta de divulgação e contato com seus clientes e caso você ainda esteja com receito sobre o preço dos seus produtos dá uma conferida nesse artigo sobre cálculo de preco de artesanato! Boas vendas!

Marketing Para Artesanato: Como Manter Relacionamento Duradouro Com Seus Clientes

 

Você provavelmente já escutou alguém falar que a propaganda é a alma do negócio, não é mesmo? E por mais que não seja um fator isolado, ou seja, que seu negócio para funcionar depende de vários aspectos. Esta frase é sim bem verdadeira.

Para você se dar bem fazendo artesanato precisa amar o que faz. É importante que consiga produzir e executar as técnicas com excelência para que suas peças por si só já funcionem como propaganda positiva.

Porém, o mais importante de tudo que está em jogo é a opinião de seus clientes. São eles que garantem suas vendas, sem eles qualquer negócio fica vazio e fadado ao fracasso.

Sendo assim, deixar seus clientes satisfeitos e felizes é fundamental! Esta é a verdadeira alma do negócio, pois até mesmo as propagandas são direcionadas para eles, e na maioria das vezes são os clientes que contribuem fazendo a propaganda boca-a-boca.

Tão importante quanto fidelizar e manter aqueles que já são seus clientes, é conquistar novos clientes. É essencial para a expansão do seu trabalho ter cada vez mais pessoas comprando seus produtos.

Dessa forma, como fazer para garantir cada vez mais clientes? E como manter seus clientes sendo fiéis em um relacionamento duradouro com você?  Neste artigo daremos as dicas necessárias para garantir seu sucesso. Confira!

Esteja Em Evidência

Para que você consiga manter os bons clientes e criar novos, é muito importante que você esteja presente na vida deles. Seja pessoalmente ou virtualmente, não deixe que eles esqueçam de você nem que deixem de ouvir falar sobre o seu artesanato.

Existem muitos meios para estar em evidência e você deve estar em todos eles. No mundo virtual faça tudo o que for de direito, esteja em todas as mídias sociais e continue alimentando todas com conteúdo.

No âmbito pessoal, esteja presente nas feiras e eventos de artesanato. Exponha seus trabalhos o máximo que puder e não se feche em seu mundo interior. Converse com todos e relacione-se com as pessoas que fazem o artesanato continuar vivendo.

Seguindo estes primeiros passos você já aumenta as possibilidades de seu trabalho estar em evidência. E o reconhecimento pela qualidade de seu trabalho é tão satisfatório que compensa todo o esforço despendido.

Mídias Sociais, Blogs e Sites

Estamos em pleno século XXI, a famosa era digital, então mesmo que você seja uma pessoa mais analógica,  procure adaptar-se aos meios digitais.

Mesmo que você não seja responsável por fazer estas mediações pela internet, saiba que elas são fundamentais. Então, se for o caso, contrate profissionais especializados para ajudar você. Fotógrafos para ajudar na divulgação das peças e geradores de conteúdo para alimentar suas redes digitais.

Caso você goste e queira ser a pessoa responsável pela exposição do seu trabalho na internet, lembre-se de fazer um trabalho com qualidade. Tire boas fotos de suas peças e escreva bastante conteúdo sobre artesanato.

Crie perfis da sua marca de artesanato, ou em seu nome, em Redes Sociais como Twitter, Facebook, Instagram e Pinterest. Siga as marcas e pessoas influentes na área de artesanato. E não deixe de fazer posts e utilizar estratégias de marketing digital para fazer seu negócio decolar.

Lembre-se de entrar nos grupos de artesanato do Facebook e participar ativamente. Divulgue seu trabalho com afinco, pois assim os clientes chegarão até você e permanecerão ao seu lado.

Também é recomendado que você crie seu próprio site e blog. Pode ser até mesmo um site com uma página só, apenas agrupando todos os links de seus perfis nas redes sociais e seus meios de contato.

Além disso, para criar seu blog existem muitas ferramentas online e plataformas que auxiliam você. É o caso do WordPress, em que você consegue montar com facilidade seu site ou blog. Existem muitos tutoriais para ajudar você a criá-los, mas lembre-se que se o resultado não ficar lindo, você deve contratar um profissional para te ajudar.

Marketing Digital Para Artesanato

A Internet possibilita não só a divulgação das suas peças, nem apenas o contato com o cliente. Mas sim, fornece muita informação que é essencial para um negócio de sucesso. Entramos no que é conhecido como marketing digital.

Para utilizar o marketing digital para artesanato você deve saber que ele é um trabalho de pesquisa e investigação. Através dele você consegue analisar os perfis de seus clientes e saber quais são seus problemas e desejos.

Com estas informações em mãos, você pode ser a responsável pela solução dos problemas e realização dos desejos de seus clientes. Então, esteja em contato com seus clientes e utilize o marketing digital para garantir a satisfação deles.

Além disso, o marketing digital te ajuda a alcançar novos clientes. Através dele você consegue saber com quem entrar em contato, qual o contexto social e econômico em que as pessoas que são interessantes para você estão inseridas. Dessa forma, você atinge mais pessoas que podem tornar-se suas novas clientes.

Fidelize Seus Clientes

Uma vez que você já tem uma rede de clientes é fundamental fidelizá-los. Uma boa forma de fazer isso é mantendo contato com eles pós venda. Para isso você também deve contar com os meios digitais.

Junto com suas peças artesanais coloque um cartão de contato. Esta estratégia ajuda a fixar seu nome na memória do cliente e permite que ele não desassocie seu artesanato de você.

Vale investir em um cartão bem lindo e que represente sua identidade ou identidade da sua marca. Nele deve constar seu nome, nome da loja, endereço físico e virtual. Também deve conter seu telefone de contato, e-mail e redes sociais.

Não apenas divulgue bem suas formas de contato como responda e escute seus clientes. Se fizerem alguma reclamação tente reparar o erro, se elogiarem, descubra o que deixou eles mais felizes em seu trabalho. Conhecer bem seus clientes é fundamental para um bom relacionamento duradouro.

Além disso, utilize as plataformas online que citamos anteriormente para manter seus clientes. Adicione-os ou peça para que eles te adicionem em suas redes. Peça que eles curtam ou sigam suas páginas. Faça Newsletters para divulgar novidades para sua lista de e-mails de clientes.

Todas estas estratégias auxiliam na fidelização das pessoas que compraram ou se interessaram pelo seu artesanato. Mas lembre-se que duas coisas são as mais importantes e primordiais: ser simpática e agradável, não seja uma vendedora muito explícita e agressiva, tenha em mente que é importante fazer peças artesanais com bastante qualidade e beleza.

Ao seguir todos esses conselhos você conseguirá manter relacionamento duradouro com seus clientes. E obterá êxito e sucesso na produção e vendas de seus artesanatos.

 

vendendo artesanato

Artesanato Para Vender: 7 Ideias Para Ganhar Dinheiro Com Arte

Fazer artesanato é uma atividade muito prazerosa e ela se torna ainda melhor quando você consegue ganhar dinheiro com ela. E tornar o artesanato uma fonte de renda não é uma tarefa tão impossível, como muitas pessoas acreditam.

Basta você definir se quer tornar o artesanato sua atividade principal ou apenas uma fonte de renda extra e colocar em prática alguns conhecimentos para aumentar suas vendas de acordo com o valor que você deseja ganhar. Como em outras atividades remuneradas, ganhar dinheiro com arte também envolve bastante trabalho. No entanto, vale muito a pena qualquer esforço.

Você pode já ter começado a trabalhar com artesanato e estar em busca de novas ideias para ganhar dinheiro com arte. Pode também estar procurando ideias para começar a produzir suas primeiras peças. Em qualquer um dos casos você encontrará aqui ótimas ideias para ganhar dinheiro produzindo peças artesanais. (Veja mais sobre divulgação de artesanato aqui)

Não deixe de conferir quais são os melhores produtos para começar a fazer suas artes. Separamos aqui 8 ideias de artesanatos com baixo custo inicial e ótimo retorno, pois a procura por estes produtos é muito grande. Confira!

Dinheiro com Reciclagem

Vamos começar pelas peças artesanais feitas com reciclagem, pois estas peças utilizam matérias primas que muitas vezes estão presentes em nosso cotidiano e não precisam ser comprados especificamente para o artesanato.

Objetos artísticos feitos com reciclagem fazem muito sucesso devido ao seu apelo ambiental e sustentável. Mas não é só isso, eles fascinam as pessoas devido à sua diversidade. Existem muitos objetos que ficam tão diferentes do estado anterior da matéria que causam deslumbre nos clientes quando descobrem qual material foi utilizado.

Além disso, geralmente são materiais fáceis de encontrar e bastante fáceis de manipular. E você encontrará inúmeras ideias na internet para fazer seus objetos. Todos ficam lindos e são muito diversos! Vale a pena colocar suas habilidades e criatividade em ação!

Feltro

Renda Extra com Feltro

O feltro é um material muito utilizado no artesanato. Muitas pessoas pensam que ele é um tecido, porém, ele é feito de papel e pelos de animais, como a lã através de um processo chamado de calandragem. É denominado TNT, ou seja Tecido Não Tecido, pois a calandra apenas compacta e não tece. Este material é super versátil e possibilita a produção de diversos produtos.

Você pode fazer guirlandas decorativas, carteiras, chaveiros, necessaires, enfeites, bichos e bonecas. Todos estes produtos possuem alta procura e podem fazer bastante sucesso de vendas. Invista!

Encadernação Artesanal

Encadernação Artesanal Para Vender

A encadernação artesanal é uma atividade muito gostosa para os artesãos preocupados com cada detalhe e excelência. Para fazê-la é necessário bons instrumentos e muita criatividade para personalizar os itens. Você pode utilizar a encadernação artesanal para fazer lindos skechtbooks, livros de receitas e caderninhos de anotações.

Curso Online Grátis

Se divirta fazendo um álbum artesanal que seus amigos irão amar


Também pode criar álbuns de fotografias que fazem bastante sucesso em temas como casamento, formatura e maternidade.  Eles funcionam muito bem em todas as ocasiões e são ótimas opções de presentes.

MDF

Caixas em MDF

Esta modalidade de artesanato nunca sai de moda. Está sempre na lista de presentes populares. As caixas em MDF são muito procuradas pelos clientes. Elas vendem bem e são bastante úteis. Além disso, funcionam perfeitamente como objeto decorativo.

Há diversas opções de revestimento para você fazer as caixas. Você pode utilizar papel, tinta, tecido, botões, fotografias, entre outros materiais para criar caixas bem personalizadas. Basta utilizar sua criatividade e colocar suas aptidões artísticas em ação para fazer caixas incríveis que servirão como presentes!

EVA

Bonecos em EVA

O EVA é um ótimo material muito utilizado em artesanatos. Ele fica perfeito em objetos artesanais e decorativos. Quem nunca viu um boneco de EVA ou algum objeto de EVA decorando festas ou cômodos das casas? E isto acontece porque ele é muito queridinho.

Dessa forma, vale muito a pena criar arte com EVA, fazendo lindos bonecos para decoração de festas ou quartos. Além disso, você pode utilizar os bonecos para criar chaveiros ou personalizar molduras de fotografias. É uma alternativa sem erro!

Bordado

Bordado

O bordado é uma atividade muito prazerosa que vem sendo retomado cada vez mais por grupos mais jovens e interessados em arte e artesanato. Ele é uma ótima fonte de renda e a procura vem aumentando cada vez mais.

Há muitas possibilidades de utilizar o bordado para ganhar dinheiro. Desde bordados em toalhas até quadrinhos feitos com esta técnica artística. Também é possível criar almofadas e panos para a cozinha. O bordado é super versátil e simples! Não deixe de tentar!

Pintura em Tecido

Pintura em Tecido

Quando se pensa em trabalhar com arte a pintura é uma das primeiras coisas que vem a mente e não deve ser desprezada. A pintura também pode ser muito versátil, pois você pode criar desde obras artísticas como quadros até fazer pintura em tecido para peças de roupas, almofadas ou panos de prato.

As pinturas mais populares são de paisagens e natureza morta. Você pode fazer lindas flores, frutas ou animais. Também pode criar pinturas geométricas e mais abstratas. Tudo dependerá do público alvo que você deseja atingir. Porém, a pintura à mão livre possui baixo custo e merece ser colocada em prática! Comece agora mesmo e boa sorte com os lucros!

Fonte das fotos:

  1. https://www.education.com/activity/article/soda-bottle-planter/
  2. https://www.education.com/activity/article/felt-orange-slices/
  3. https://diyprojectsforteens.com/diy-back-to-school-supplies/
  4. https://www.craftmunki.com/decoupage/super-simple-romantic-decoupage-box/
  5. https://br.pinterest.com/pin/374009944049558263/
  6. https://www.instructables.com/id/How-to-Hand-Embroider-Flowers/
  7. http://www.hamstech.com/blog/fashion-designing-practicals-fabric-painting-ideas/
monte sua rede de contatos profissionais na area do artesanato

A Importância do Network no Artesanato

 

Você já ouviu falar em Network? Caso ainda não conheça o termo, saiba que está perdendo um ponto muito importante para garantir o sucesso de suas vendas e reconhecimento de seu trabalho artesanal.

O Network corresponde à criação de uma rede de contatos para aumentar as chances do seu negócio pessoal decolar. Ou seja, ao criar uma rede de contatos você conseguirá expandir as possibilidades de alcançar suas metas e vender seus produtos.

A criação do Network abrange aquisição de novos clientes, propostas para fazer a exposição de suas peças artesanais, participação em feiras, novas parcerias e troca de informações e novidades do universo do artesanato.

Você pode reconhecer que já tem sua Network, mesmo que você não conhecia o termo. Mas também, este pode ser seu primeiro contato com este aspecto considerado tão importante para o mundo profissional.

De qualquer modo, é fundamental que você construa sua Network ou faça a manutenção da sua rede de contatos para conseguir êxito na vida de artesão. Então, vem com a gente para saber como criar ou manter sua rede de pessoas funcionando!

Como Criar Uma Boa Rede de Contatos

Para você criar sua rede de contatos você precisa estar atento ao universo do artesanato e estar presente e em contato com as pessoas da área. Sejam clientes ou outros artesãos, é fundamental não isolar-se.

Procure comunicar-se bastante, seja uma pessoa adepta das redes sociais e mantenha bastante contatos e relações com seus clientes e companheiros de profissão.

Tente perder a timidez e começar novas amizades com pessoas que também são apaixonadas por artesanato como você.

É importante estar presente nos grupos tantos pessoais quanto virtuais. Participe de feiras, eventos, cursos e workshops sobre artesanato. Entre nos grupos do Facebook e LinkedIn, saiba identificar em que local estão as pessoas que fazem ou simplesmente são admiradoras de artesanato. Estes são os locais ideais para você participar e frequentar!

Como Manter Seu Network

Uma vez que você já possui um Network deve se preocupar como mantê-lo, aqui daremos dicas essenciais para que você não perca as pessoas que estão na sua rede de contato.

A primeira delas é que você posicione-se de forma ética, procure não agir impulsivamente, nem tomar atitudes que podem prejudicar sua imagem social. Nesse quesito, é importante que você não fale mal das outras pessoas da área e evite ser uma pessoa tóxica.

Sua companhia deve ser agradável, não lote as caixas de entradas de e-mails, ou as mensagens do Facebook e Whatsapp dos seus contatos com propagandas impessoais das suas peças artesanais e trabalho. Faça divulgação de forma consciente e tente utilizar técnicas em que todos sintam-se exclusivos.

Continue participando dos grupos, não adianta apenas entrar em cada um deles, é importante manter contato e continuar trocando mensagens e novidades da área.

Também é fundamental continuar participando das feiras e eventos de artesanato. Continue comunicando-se com as pessoas e, se possível, expanda sua rede de contatos para atingir mais pessoas e conseguir muitos benefícios.

Benefícios Em Ter Boas Conexões

São inúmeros os benefícios em ter uma boa Network, se você parar para pensar por alguns instantes notará o quanto já evoluiu em sua carreira artesanal graças às suas relações interpessoais.

Se não fosse por tal pessoa que você se lembra, talvez você nunca teria entrado na área. Ou talvez não conseguiria ter participado de tal curso ou feira de artesanato.

A sua rede de contatos pode ser responsável pelo surgimento de novas oportunidades e pelo êxito da sua vida profissional.

Ao mesmo tempo estar em contato com pessoas com interesses em comum pode gerar inspiração e novos conhecimentos. Muitas vezes o fato de estar em contato com sua rede de contatos pode te ajudar a manter a motivação e o amor pelo artesanato vivo.

Além disso, é uma forma de ter momentos de descontração, mesmo que você esteja focado em seu negócios artesanais, conversará com pessoas diferentes e aprenderá coisas novas que provavelmente ajudará a deixar sua mente mais arejada.

Separe Momentos Para Participação Social

São as pessoas que permitem muitos benefícios para sua vida, você precisa ter consciência de que trabalhando de forma individual ou anti social seu negócio tende a estagnar.

Caso você seja uma pessoa muito tímida ou que não gosta de contato social, procure contratar pessoas que te ajudem a manter a divulgação de seu trabalho e sua rede de contatos funcionando, mesmo que seja virtualmente.

Você pode contratar pessoas da área de marketing e geração de conteúdo, para que administrem suas redes sociais e blogs. Porém, lembre-se que na área de artesanato é praticamente inevitável não ter contato com o cliente. Em qualquer área em que haja vendas de produtos, é extremamente necessário manter-se em contato com clientes já conquistados e também com novos clientes.

Sua Network dependerá profundamente da sua capacidade de ao menos separar alguns momentos para participar de ocasiões sociais. Portanto, não deixe de aproveitar as oportunidades!

Definindo objetivos no artesanato

Como Definir e Alcançar Suas Metas No Artesanato

 

Todas as pessoas que desejam atingir o sucesso seja na vida pessoal ou profissional, precisam atentar-se para a definição de metas. Ao definir metas você pode contar com estratégias para alcançá-las, facilitando assim a realização de planos e sonhos.

Quando você trabalha fora do mercado de trabalho tradicional é ainda mais fundamental saber traçar as metas e ter um compromisso em cumpri-las. Na maioria das vezes você é seu próprio chefe, portanto, precisa plantar e cultivar para conseguir colher os frutos de seu trabalho.

Para você definir suas metas precisa se organizar e saber analisar suas necessidades e objetivos. E para conseguir alcançá-las é importante ter muito foco, determinação e pensamento estratégico.

Na área de artesanato isto não é diferente. Sem foco, planejamento, organização e determinação, as possibilidades de o negócio descer por água abaixo infelizmente é muito grande.

E sabemos que no mundo em que vivemos é fundamental poder contar com uma renda que propicie qualidade de vida. Além disso, a satisfação quando conseguimos atingir nossas metas faz valer todo o esforço.

Então, hoje vamos ajudá-lo a definir e alcançar suas metas. Aproveite!

Definindo suas Metas Como Artesão

Para definir suas metas você precisa estar muito próximo e consciente sobre o seu trabalho, necessidades e sonhos. Procure colocar no papel o que deseja alcançar. Pergunte-se: quais são meus sonhos e como posso realizá-los? Tentar responder esta perguntando traçando metas com certeza pode ajudá-lo a alcançá-las!

Pense com atenção se o que você deseja alcançar é apenas condições para viver bem e pagar suas contas, ou se você tem objetivos maiores. Avalie o tamanho do seu sonho e esteja disposto para chegar até ele!

Defina quais são as exposições e feiras em que você deseja participar. Existe alguma que você ama e está sempre na sua cabeça expor suas peças nela? Se sim, insira nas suas metas, quantas você conseguir definir.

É importante ter consciência de que algumas metas mais gerais demoram mais tempo para serem alcançadas, mas você não precisa desanimar. Tente manter o foco e ter a sabedoria de que com esforço alcançará seus objetivos.

Para sentir mais satisfação defina metas menores e específicas, como pequenas tarefas, e aos poucos perceba suas realizações. Você pode incluir nestas tarefas, cursos de aperfeiçoamento que você ainda quer fazer e novas técnicas que quer aprender.

Considere todas as peças que já produz e pense qual sua meta de vendas para elas? Como fazer para conseguir vendê-las sem ficar com estoque encalhado? Trace ações e coloque-as em prática para ser bem-sucedida.

Avalie se você já pensou ou tem vontade de dar aulas de artesanato. Se a resposta for afirmativa, defina quais peças e técnicas você gostaria de ensinar e mãos à obra! Esta pode ser mais uma de suas metas.

Enfim, o mais importante é que você faça um processo de avaliação e autoconhecimento para saber com certeza quais são as suas vontades e quais atitudes deve tomar para realizá-las. Dessa forma, seu negócio vai decolar!

Realizando seus Objetivos

Uma vez que suas metas, objetivos e preferências foram estabelecidas agora você precisa passar para o estágio de realização. Nesta fase você precisará de muito foco e determinação.

Organize suas metas e veja qual será a primeira tarefa que você quer alcançar. Pense quais ações você pode tomar para atingir seu propósito. Muitas vezes depende apenas de você para conseguir realizar um objetivo!

No entanto, a realização de algumas metas dependem de outras pessoas. Se este for o caso, avalie com quem precisa contar e como fazer a comunicação assertiva e eficaz para gerar um bom resultado.

Há também aquelas metas que para serem alcançadas dependem de várias forças ao mesmo tempo. Então, nestes casos, defina exatamente com quais pessoas precisa contar e quais elementos serão fundamentais para a sua realização.

Ao se colocar em atividade, pensar e colocar em prática ações estratégicas, certamente você terá bons resultados. Se colocar em movimento é outra peça chave para garantia de seu sucesso. E não desanime caso demore um pouco no começo, continue tentando com afinco até conseguir.

Um passo muito importante que você não pode se esquecer é renovar suas metas sempre que necessário. Pare e avalie se a meta ainda faz sentido para você com o passar do tempo.

Este processo é importante porque com o tempo você pode mudar suas visões e desejos. Muitas vezes quando somos mais novos definimos metas e tarefas que nem sempre serão as responsáveis pelo nosso sucesso e felicidade. Sendo assim, é fundamental que você separe um tempo para rever e atualizar suas metas.

Seguindo essas dicas e conselhos com certeza você terá mais facilidade para definir e alcançar suas metas. Tenha consciência de seu potencial e não meça esforços para poder alcançar suas conquistas!  Desejamos para você boa sorte em todo processo e vida longa ao seu negócio!

Quais As Suas Metas Para Esse Ano? Comenta Aqui Embaixo:

divulgue sua marca em diferentes formas

Dicas de Branding Aplicadas ao Artesanato

 

Trabalhar com artesanato é uma oportunidade de conciliar uma atividade prazerosa com um negócio rentável. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, é possível sim viver de artesanato!

Mas para conseguir viver de artesanato é preciso utilizar algumas estratégias de negócios. A visão estratégica de negócios é algo fundamental para fazer seu artesanato bombar em vendas e reconhecimento!

É muito importante que você tenha consciência e encare a produção artesanal como sua marca e seu negócio. Estamos vivendo em um momento propício para o artesanato, pois as pessoas estão valorizando cada vez mais produtos feitos à mão e personalizados.

Estamos na época do consumo local e consciente, então, mais do que nunca você deve investir e acreditar na produção de suas peças artesanais. E para vendê-las deve contar com tudo que tem direito, marketing digital, divulgação, publicidade e propaganda.

E um dos aspectos fundamentais para fazer seu negócio decolar é a construção do Branding. Você já ouviu falar neste termo? O Branding é um termo da língua inglesa que refere-se à criação e consolidação da sua marca no mercado. Envolve todo o processo de gestão de sua marca.

O Branding é essencial para promover seu artesanato de forma profissional. E no artesanato a marca é a extensão da pessoa. Por este motivo, neste artigo, daremos dicas para você arrasar no Branding de seu artesanato! Confira a seguir!

Primeiros Passos

Para começar a fazer o Branding de seu artesanato você deve ter muita clareza na percepção de seu negócio. É importante saber quais são suas metas, objetivos e quais pessoas você deseja atingir, ou seja, defina quais serão as pessoas do seu público-alvo.

Tenha a definição do conceito de Branding bem claro na sua mente. É a construção da identidade da sua marca e dos seus produtos. Vai além da criação e utilização do logotipo, embalagens e produtos gráficos.

Tenha em mente que para fazer um bom Branding você deve considerar os lado imaterial de sua marca. No artesanato este fato é ainda mais fundamental, uma vez que a imagem de sua marca está diretamente relacionada com a imagem pessoal que você transmite.

Carinho nas Relações

Um aspecto do lado imaterial do Branding que tem bastante peso é a sua dedicação e carinho na forma de trabalhar e lidar com as pessoas.

O cuidado com a forma como você se relaciona com seus clientes e parceiros é fundamental para alavancar sua marca. Este aspecto pode ser o grande responsável pelo seu sucesso. Portanto, vale muito a pena se dedicar.

Faça as embalagens com bastante carinho. O seu capricho pode ser percebido até na forma como você expõe suas peças. Esteja consciente de que fazer seu trabalho com zelo e amor gera ótimos resultados.

Além disso, considere compartilhar sua história e criar uma relação afetiva, compartilhando seus valores e sonhos para a sua marca de artesanato. Portanto, tenha uma preocupação com o seu discurso e comunicação.

Criatividade e Identidade

Outro passo que precisa ser tomado logo no início é pensar de forma original e criativa. Para criar uma bom nome para sua marca ele deve ser atraente, fácil de memorizar e fácil de escrever.

Uma vez criado o nome você precisa registrar a marca para garantir que ela será sua. O registro é feito no INPI que é o Instituto Nacional de Propriedade Industrial do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Na sequência você deve criar com clareza sua identidade visual e verbal. Aplique o conhecimento da psicologia das cores e defina qual será a imagem aplicada nos materiais impressos e digitais.

Este passo contempla a criação do seu logo e das imagens que estarão presentes em seus materiais gráficos e digitais. Também é importante que sejam pensados de forma criativa e agradável esteticamente.

A identidade da sua marca precisa ter força, precisa ser marcante para se fixar na memória das pessoas. Dessa forma, não deixe de investir tempo, e se preciso, dinheiro, para a concepção de sua identidade visual.

Comportamento Ético

Uma parte que não pode ser negligenciada é o entrelaçamento entre sua imagem e sua marca. Então, é fundamental que você tenha cuidado na forma como se expressa e na maneira como se comporta.

Procure ter um comportamento bastante ético para que você possa representar sua marca com excelência. Não fale mal dos clientes nem de seus concorrentes. É importante que você trate a todos com respeito para não manchar e prejudicar seu Branding.

Manutenção

Após criar sua marca e divulgá-la é importante que você não se acomode e continue movimentando seu negócio. Tenha em mente que a gestão de sua marca deve ser feita em todos os dias e a todo momento.

Sendo assim, dê continuidade ao processo para conseguir conquistar seus objetivos. Mantenha seu discurso, ética e carinho. Continue se dedicando e mantenha o nível de qualidade em todos os aspectos da sua marca. Isto é colocar o Branding para artesanato em ação!

 

Você Acha Que Isso É Importante Pro Seu Artesanato? Comenta Aqui Embaixo:

 

Curso Grátis
Album Artesanal

Inscreva-se gratuitamente e faça parte dessa turma! Aulas em vídeo