Arte com Papel

Como Plantar Orquídeas Na Sua Casa:

Sem dúvida as orquídeas são flores belíssimas e o que mais me impressiona nelas e sua grande variedade de formas e cores.

Porém, sua beleza vem acompanhada de uma delicadeza que exige alguns cuidados a mais em relação a outros tipos de flores que sejam mais resistentes. Mas fique tranquila, pois não precisa ser nenhum expert em botânica para cultivar belas orquídeas aí na sua casa.

No post de hoje você vai ver várias dicas de como plantar e cultivar orquídeas na sua casa com sucesso.

Se você é um amante de plantas, em especial das orquídeas, continue lendo esse post para conhecer minhas dicas para você!

Escolha da espécie:

Conforme eu disse anteriormente, existem diversas espécies de orquídeas disponíveis para você plantar, mas é importante que nem todas vão se adaptar ao ambiente onde você mora, então é importante conhecer um pouco mais antes de comprar a muda ou as sementes.

Foto: thespruce

Para quem está iniciando, as orquídeas do gênero Phalaenopsis, popularmente conhecidas como orquídeas borboletas são uma ótima opção para quem quer plantar orquídeas em casa. Elas são as mais populares e as mais vistas por aí.

E toda essa popularidade se deve ao fato do seu cultivo ser muito fácil e também por ela florir cerca de 3 vezes ao ano. Além disso, elas também suportam temperaturas um pouco mais altas, perfeita para quem quer plantar orquídeas nas regiões mais quentes do Brasil.

Outro tipo de orquídea muito cultivado em casa são as do gênero Cattleya, muito encontradas principalmente no México e em toda a América do Sul. Certamente o que mais chama a atenção nesse tipo de orquídea é que são mais de 100 tipos de espécies conhecidas, o que demonstra sua facilidade de cultivo.

Você pode plantar a sua orquídea cattleya tanto em um vaso, quanto prendê-la em uma árvore caso tenha em casa. Só é preciso tomar cuidado para não deixá-la exposta diretamente ao sol, mas ela pode ser cultivada em todos os lugares do Brasil, pois ela também aguenta temperaturas mais elevadas.

Dá uma olhada nessas outras espécies para você conhecer mais sobre as diferentes espécies de orquídeas:

Foto: thespruce
Foto: thespruce
Foto: thespruce
Foto: thespruce
Foto: thespruce
Foto: thespruce

Como plantar orquídeas:

Agora que você já ficou surpresa com a beleza das diferentes espécies de orquídeas e conheceu um pouco mais sobre as espécies mais comuns eu vou te dar umas dicas bem legais de como plantar as orquídeas na sua casa. Vamos lá!

Foto shopterrain

Os vasos de barro são ótimos para plantar orquídeas, especialmente os que possuem buracos para auxiliar na drenagem, tendo em vista que elas não podem ser molhadas em excesso e nem deixar a água ficar acumulada dentro do vaso.

Muita gente também planta orquídeas em vasos de vidro, mas é preciso tomar cuidado justamente com essa questão da água para não estragar sua flor.

Dica: Não utilize vasos muito fundos pois eles tendem a acumular mais umidade e isso pode ser ruim para a sua planta.

Foto lookingafterorchids

A madeira também pode ser um ótimo substrato e suporte para plantar orquídeas, além disso ela vai nos permitir pendurar a planta na parede (sendo assim uma ótima solução para quem mora em espaços menores e não quer deixar de ter uma plantinha em casa).

Mas não podemos sair plantando nossa orquídea em qualquer madeira que encontramos por aí. As melhores são a casca de pinus, a araucária e a peroba. Em todos os casos o resultado é super bonito, criando um arranjo orgânico e trazendo um ar rústico para o ambiente.

Outra forma de plantar orquídeas é utilizando toquinhos de árvore. Com eles você pode não só pendurar na parede, mas também criar arranjos de mesa, por exemplo. Escolha madeiras mais porosas e tome cuidado com os cupins.

Uma dica muito valiosa para quando a orquídea não está plenamente saudável é plantá-la no carvão. Se você perceber que as folhas estão murchas e dando sinais de que vai morrer, transfira sua flor para um vaso ou pote de plástico com carvão para que ela se recupere.

É importante que você limpe bem o carvão antes de plantar a orquídea nele. Além disso, o carvão pode ajudar as orquídeas a florescer mais rápido.

Foto Americangardiening

E por último, mas não menos importante, quem tem jardim em casa com árvores, minha sugestão é plantar orquídeas nas próprias árvores. Aos poucos elas vão se fixando e crescendo em harmonia com a árvore, deixando seu jardim ainda mais bonito!

Mais fotos:

Foto orchidsmadeeasy
Foto orhidbliss
Foto Quora

Hora do passo a passo:

E agora vou te mostrar como montar um bonito arranjo de orquídea para enfeitar a sua casa. Anota os materiais que vamos precisar:

  • Vaso de barro com furos no fundo
  • Cascalhos
  • Substrato para orquídeas
  • Muda de orquídea

Passo a passo:

  1. Em primeiro lugar, coloque os cascalhos de pedra no fundo do seu vaso.
  2. Em seguida, complete o vaso com o substrato para orquídeas.

DICA: Para plantar orquídeas o substrato é mais indicado que a própria terra, pois ele não acumula tanta água e umidade e deixa sua planta mais saudável.

  • Por fim, é só encaixar a sua muda de modo que ela não fique muito frouxa e esperar alguns dias para que suas raízes se fixem melhor ao substrato.

Não esqueça de replantar a sua orquídea a cada dois anos, pois com o tempo o substrato pode apodrecer e matar a sua planta

Antigamente se usava o xaxim para plantar, mas por conta dele correr risco de extinção sua venda foi proibida, mas em casas de plantas você encontra ótimas opções de substrato para plantar orquídeas.

Chegamos ao final desse post e espero que você aproveite as dicas de hoje e coloque em prática aí na sua casa. Se ficou alguma dúvida deixe seu comentário aqui embaixo.

Até a próxima!

salao para casamento decorado

Super Dicas De Enfeites De Mesa Para Casamentos:

Sem dúvida, casamentos, por mais simples que sejam, são grandes eventos por causa da sua importância para o casal e merece que a decoração esteja impecável, não é mesmo?

No post de hoje vou te dar diversas sugestões de como fazer enfeites de mesa para casamentos e eu tenho certeza de que você vai adorar!

Esteja você decorando o seu próprio casamento, ou mesmo se você trabalha na área de decoração de festas, aqui você vai encontrar ideias para todos os gostos e bolsos. Além disso, você vai ver que não é preciso gastar rios de dinheiro com a decoração, basta usar a sua criatividade.

Vamos lá!

Ideias de enfeites de mesa para casamentos rústicos

Foto: Oosile.com

Casamentos com tema rústico estão muito na moda, principalmente aqueles que são organizados em fazendas ou em espaços no campo ao ar livre.

Esse enfeite de mesa traz esse ar rústico que queremos e ao mesmo tempo é simples e charmoso! Nele usamos lamparinas de metal, uma vela para colocar no centro e flores (se forem naturais melhor ainda).

Como suporte para as flores você pode comprar aquela espumas verdes próprias para prender as flores em festas, pois depois de molhá-las, conseguimos conservar a umidade e manter as flores bonitas por mais tempo.

Foto: Oosile.com

Para essa sugestão de enfeite de mesa rústico optamos por vãos de vidro simples e dentro colocamos apenas pedras, as flores, os galhos e água. Se quiser ainda pode completar a composição com velinhas pequenas que dão todo um charme quando a noite cai.

Existem muitas outras sugestões de enfeites de mesa para casamentos com ar rústico e eu separei algumas ideias que vão ficar muito bonitas:

Foto: Oosile.com
Foto: Oosile.com
Foto: idotaketow

Usando garrafas de vidro

As garrafas de vidro para a decoração das mesas no casamento pode ser uma verdadeira mão na roda, principalmente se você tiver um orçamento mais apertado. Então olha essas ideias que separei para você:

Olha que interessante esse centro de mesa com garrafas de vidro, que embora seja simples, a pintura o levou para um outro nível, muito mais chique!

A pintura no vidro é muito fácil e você só precisa passar o primer antes para depois aplicar a tinta nas cores que você escolheu para o seu casamento. Complemente o arranjo com flores, de preferência as que são mais compridas.

Foto: wedpics

Uma outra solução para centro de mesa de casamentos bem simples e bonita é essa que foi coberta com os fios de juta.

Esse tipo de garrafa decorada requer muita paciência para colar tudo certinho e não deixar nenhum espaço aparecendo, mas não tenha dúvidas de que o resultado é muito bonito!

A melhor coisa é que os enfeites de mesa com as garrafas são muito mais baratos, pois o principal material pode ser conseguido até de graça se você pedir a familiares e amigos.

Mais sugestões para você:

Foto: wedpics
Foto: wedpics

Centros de mesa em EVA

Foto Elo7

Enfeites de mesa para casamento feitos com EVA também são uma excelente opção de enfeites baratos, já que esse material é bem em conta.

O enfeite sugerido acima é bem simples. Utilizou-se uma bola de isopor onde foram coladas as flores de EVA presa a um palito de churrasco pintado, que por sua vez está preso ao vaso (uma sugestão é usar argila para segurar o palito).

Já decoração fica por conta dos laços de cetim e as pérolas coladas nas flores. Um arranjo como esse em composição com velas pode ficar muito bonito e romântico.

Foto: Alibaba

Você pode aproveitar a técnica de fazer flores de EVA para cobrir todo uma bola de isopor e montar enfeites de mesa só com elas (em tamanhos diferentes) ou mesmo colocando no topo de vasos de vidro. Tenho certeza de que os convidados ficarão impressionados.

Mais ideias para você se inspirar a trabalhar com o EVA:

Foto: etsy
Foto: Etsy
Foto: Etsy

Enfeites com suculentas

As suculentas são plantas bem resistentes e além disso costumam ser bem mais baratas do que flores mais tradicionais como as rosas.

Nesse enfeite de mesa a suculenta foi colocara dentro de uma caixa de vidro e o resto da decoração ficou por conta das velas e algumas flores espalhadas pela mesa. Certamente uma decoração simples, mas elegante.

Já nesse outro arranjo colocamos as suculentas dentro de uma caixa de MDF junto com terra e um pouco de musgo.

O legal é que você deixar os convidados levarem o arranjo para casa e já fica como uma lembrança do casamento.

Passo a passo: Enfeite de mesa simples para casamento

Foto: Idotaketwo

Essa é a hora que você estava esperando! Vou te ensinar a fazer um enfeite de mesa simples como esse da foto.

Vamos precisar dos seguintes materiais:

  • Dois potes de vidro simples
  • Pinhas
  • Flores
  • Dois copos pequenos de vidro
  • Duas velas aromáticas
  • Água

Passo a passo:

  1. Primeiro, encha um dos potes de vidro com as pinhas e reserve.
  2. Segundo, coloque água até um pouco acima da metade e coloque as flores da maneira que você achar melhor.
  3. Terceiro, coloque as velas dentro dos copos.

Para completar o arranjo, faça a disposição como na foto, deixando ainda algumas pinhas perto dos potes.

Dica: Se quiser coloque uma renda ao redor do pote que está com água e as flores. Assim vai dar um ar mais romântico.

E aí, o que achou das dicas de hoje de como montar enfeites de mesa de casamento?

Tenho certeza de que você já está cheia de ideias aí prontas para colocar a mão na massa. Então essa é a hora! Aplique o conhecimento que aprendeu hoje aqui e crie seus próprios enfeites.

Deu para perceber que não é preciso muito dinheiro para fazer arranjos bonitos e elegantes.

Até a próxima!

madeiras

Como Fazer Mesas De Madeira: Sugestões Para A Sua Decoração

Sem dúvida a madeira é um tipo de material muito utilizado pelos artesãos em diferentes tipos de artesanato e a sua beleza está justamente nas diferentes tonalidades e tipos que existem e que formam objetos belíssimos.

Da mesma forma, ela também é bastante usada na decoração e nos móveis das nossas casas.

No post de hoje você vai ver como fazer diferentes mesas de madeira para diferentes ambientes e de diversos tamanhos.

Continue lendo esse post, pois tenho várias sugestões de mesas de madeira para te mostrar.

Sugestões de mesas rústicas:

Minha primeira sugestão é esse conjunto de mesas de madeira que podem ser usadas como mesa de canto ou de centro, ou até mesmo na decoração do jardim. Aqui misturamos dois elementos que trazem um ar rústico para o ambiente, que é o metal e a madeira crua.

O ferro foi usado como base para montar a tábua de madeira. Nesse caso o ideal é que você encomende a base com alguém que trabalhe com ferro nas medidas que você deseja. Lembre-se que uma deverá ser menor que a outra para que elas se encaixem.

Já no tampo de madeira não foram necessários maiores tratamentos nela, basta apenas lixar para tirar as imperfeições e em seguida passar verniz.

Vale lembrar que o rústico também pode ser bem elegante e nessa opção de mesa de madeira optou-se por utilizar a madeira crua, o que por si só já traz um ar mais rústico ao ambiente, junto com uma decoração mais elegante, utilizando cadeiras forradas.

Nessa mesa de madeira apenas lixamos ela toda e já aplicamos o verniz fosco por cima e o resto fica por conta da decoração.

Mais fotos:

Foto Etsy

Reciclando sempre que puder:

Foto Ishka

Reciclagem é tudo de bom e nessa sugestão de mesa de madeira que separei foi utilizada a chamada madeira de demolição, que nada mais é do que madeiras que já foram utilizadas em outros projetos, principalmente de construção, e foram reutilizadas.

Nas laterais dessa mesa foram usados pedaços pequenos de madeira trabalhados, mas outra sugestão é colar azulejos antigos decorados para deixar a mesa ainda mais bonita.

Já a parte de cima foi dada uma demão de tinta sem se preocupar muito em cobrir uniformemente e depois passar lixa para dar um ar meio desgastado do tempo e antigo. Certamente fica uma composição muito bonita.

Também fica muito bonito utilizar a técnica de patina nesse tipo de mesa.

Foto pinimg

Muito usado nas casas e apartamentos antigos os tacos aqui ganharam um novo uso e ajudaram a compor essa mesa de centro muito elegante.

O legal é que fica parecendo a técnica da marchetaria, que utiliza madeiras para fazer padrões geométricos e desenhos diversos. São verdadeiras obras de arte!

Mais fotos para vocês se inspirarem:

Foto Amazon
Foto Indiamart

Mesas de madeira para churrasco:

Sem dúvida um churrasco é sempre uma ótima oportunidade de reunir família e amigos, não é mesmo? E que tal criar um cantinho todo especial para esse tipo de ocasião.

Nessa foto foram utilizados pallets para construir uma mesa de madeira para deixar o cantinho do churrasco mais especial. O bom é que os pallets são facilmente encontrados em supermercados. Se você tiver sorte, talvez até consiga eles de graça, pois geralmente os mercados e lojas acabam descartando esse tipo de material. Veja 6 ideias do que fazer com pallets aqui

Ah! E também já usamos pallets em outros tipos de artesanato, como por exemplo hortas verticais.

Olha que interessante essa mesa de madeira para churrasco adaptada a partir daquelas bobinas grandes onde se enrola fios e outros tipos de cabos grandes.

Para fazer uma igual é mais fácil do que parece. Para tanto você vai precisar fazer um buraco no centro e colocar a churrasqueira nele. Se possível prenda com parafusos para que não ocorra nenhum acidente.

Melhor ainda é colocar uns bancos em volta para seus convidados sentarem e saborearem um churrasco juntos.

Foto 1001gardens

Mesas dobráveis:

Foto foter

Se você é do tipo de pessoa que mora em casas e apartamentos menores e precisa otimizar o espaço, as mesas dobráveis de madeira são uma excelente opção.

Para esse tipo de mesa você vai precisar de dobradiças, não só no tampo, como também nos pés da mesa. Nesse caso, o ideal é que seja feito um tampo com duas partes para que possamos dobrar. Da mesma forma os pés devem ser móveis, assim ajuda a ocupar menos espaço.

Mais fotos:

Foto Foter

Opções simples, mas funcionais:

Já ouviu aquela frase que o menos é mais? Pois então, mesas de madeira simples podem ser exatamente o que estava faltando na sua casa.

Essa mesa de computador por exemplo. Foi utilizado um tampo simples de MDF e a base de ferro branco para criar esse móvel simples e bastante funcional.

Para esse próximo projeto integramos dois nichos de parede para fazer uma mesa de canto com espaço para colocar livros, revistas, ou até mesmo controles de TV.

Aliás, esses nichos foram feitos a partir de caixotes de madeira que foram lixados e em seguida pintados.

Hora do passo a passo:

Depois de tantas ideias legais, vamos colocar a mão na massa e aprender como se faz uma mesa de madeira utilizando materiais reciclados.

Mesa de centro com caixotes de madeira:

Vamos precisar de:

  • 4 caixotes de madeira
  • 4 rodinhas tipo aquelas de mala de viagem
  • Martelo
  • Pregos
  • Palha de aço
  • Vinagre de maçã
  • Verniz

Passo a passo:

  1. Em primeiro lugar, deixe a palha de aço de molho no vinagre por 24 horas (ele vai soltar uma cor e se transformar em uma espécie de corante).
  2. Em segundo lugar, pregue os caixotes como na foto usando os pregos e o martelo. E não esqueça de prender as rodinhas também.
  3. Em terceiro lugar, passe a palha de aço que ficou de molho no vinagre na mesa e você verá que ela funciona como uma espécie de corante.
  4. Por fim, aplique o verniz e espere secar.

Gostou das ideias de mesa de madeira. Agora é hora de colocar a mão na massa e fazer as suas próprias. Depois manda fotos pra gente ver como ficou.

Até a próxima!

desenho de logo

Logotipo De Artesanato: Crie Sua Própria Identidade Visual

O logotipos são a identidade visual de uma marca, afinal de conta são eles que ajudam a nos identificar com uma certa marca.

Inclusive você pode até fazer um pequeno teste bem simples. Pegue uma marca famosa e apague uma parte do seu logo. Muito provavelmente se você mostrar a uma pessoa ela ainda vai reconhecer a marca, mesmo estando incompleto.

Para os artesão isso não é diferente. Quem tem interesse em expandir os negócios e até mesmo quem está começando agora deve elaborar um logotipo, uma marca que te diferencie de tudo que existe no mercado.

No post de hoje você vai ver como criar a sua logotipo de artesanato, quais os sites que podem te ajudar a criá-la, além de muitas dicas e sugestões para você não errar na hora da criação.

Dicas para criar uma logo de sucesso:

Antes de mais nada, tenho algumas dicas para te ajudar uma logotipo de artesanato de sucesso. Afinal de contas, se a sua logo passar uma imagem errada pode ser que você não consiga atingir os seus objetivos.

Foto Elo7 por Nailustra

A primeira dica que eu tenho para você é que seu logotipo seja simples como esse dá foto acima. É possível perceber que não existe muita informação na logotipo, mas ainda sim conseguimos identificar a marca, e o mais importante, qual é o produto que a artesão, no caso, vende.

Lembre-se que quanto mais simples e completo melhor.


Foto ELO7 por Conviteria Momento Sublime

Em segundo lugar, pense em um logotipo que seja atemporal e que você possa usar durante vários anos. Além disso, ele precisa ser bastante versátil de modo que você possa utilizar em diferentes lugares e que se adapte a diferentes tamanhos.

Para exemplificar, imagine que você crie seu logotipo de artesanato para colocar na sua página em uma rede social. É preciso também que exista uma versão para os cartões de visita caso você tenha e até mesmo para adesivos que você cole nas embalagens ou na própria peça.

Sua logotipo tem que poder ser adaptada ao tamanho e não pode perder a essência.


Foto Elo7 por Andreza Silveira

Também é importante prestar atenção na fonte utilizada. Especialistas dizem que uma fonte mais rebuscada, como essa acima, pode passar a ideia de que você se preocupa com os detalhes e bem sabemos que isso no mundo do artesanato é importante.

Tão importante quando a fonte é também a paleta de cores, pois elas precisam combinar com seu site e também precisam transmitir uma sensação boa para os seus clientes.

Dá uma olhada nessas cores e o que cada uma pode transmitir ao seu público alvo (se você ainda não tem um publico alvo definido dá uma olhada nesse artigo–> Escolhendo seu público alvo):

Mais fotos para você se inspirar:


Foto Elo7 por AJC Design

Foto Elo7 por conviteria Momento Sublime

Foto Elo7 por Visual Arte e Design

Foto Elo7 por Visual Arte e Design

Foto Elo7 por Visual Arte e Design

Sites que ajudam na criação da logomarca de artesanato:

Existem no mercado diversos profissionais que podem sua própria logotipo de artesanato, mas que tal experimentar criar a sua você mesmo?

Aproveite as dicas que eu já te dei e veja agora quais os sites que te ajudam a criar uma logo para o seu negócio.

O primeiro deles é o FreeLogo Design. Com uma interface simples e intuitiva, você digita o nome da sua empresa, escolhe um segmento e após clicar em iniciar começa a ver os modelos disponíveis e consegue fazer edições.

Depois que você completar todas as alterações é só baixar sua logo. O bom é que ele é totalmente de graça.

O site LogoGenio também pode te ajudar a criar a logotipo do seu negócio de forma rápida e sem precisar gastar nenhum centavo. Só acho que ele não possui tantas opções de customização quanto o anterior.

Um dos queridinhos na minha opinião, definitivamente, é o Canva. Aqui mesmo já ensinei a criar convites personalizados com ele e acho que além de ter uma interface simples ele é um dos que possui maior variedade de templates e te dá a maior liberdade de customização. Somado a tudo isso, ele também é totalmente gratuito.

No Canva você tem diversas opções de templates já prontas, mas também pode criar sua logotipo de artesanato do zero. Escolhendo o fundo, a fonte da sua logo e as cores. Sem contar que você consegue ainda acrescentar elementos como fotos.

Para baixar a marca que você criou no final é preciso que você faça o login no site. Inclusive você pode até usar a sua conta do Google, mas pode ficar tranquilo, pois não vai precisar pagar nada.

Já que o Canva é o mais completo, na minha opinião, vou te ensinar a criar uma logo nele. Vamos lá!

Passo a passo para criar logo no Canva:

Em primeiro lugar abra uma template totalmente em branco. Você pode até adaptar uma já existente com os seus dados, mas eu prefiro criar do zero.

Em seguida escolha a fonte e digite o nome da sua marca na aba texto. Lembrando que você pode alterar a cor da fonte ok?

Depois você vai escolher um fundo, que pode ser um preexistente ou uma cor sólida.

Por fim é só adicionar qualquer outro elemento que você queira e clicar no botão de baixar o seu design que ele irá direto para o seu computador ou celular, já que o Canva também possui aplicativo para todos os celulares.

A melhor coisa é que não precisa ser nenhum especialista para criar sua própria logotipo de artesanato.

Espero que você tenha gostado das dicas de como criar a sua logotipo de artesanato e que as ideias aqui tenham feito surgir muitas outras na sua cabeça.

Hora de colocar sua marca no papel e criar uma identidade visual para ela.

Até a próxima!

rosas com papel

Dicas Para Fazer Rosetas De Papel Incríveis:

Tem gente que acha que decoração de festas e ambientes com papel pode ficar em graça e parecer meio pobre. Na verdade, isso só vai acontecer se você não souber fazer a decoração direito.

A verdade é que conseguimos fazer belíssimas decorações usando papel, deixando o ambiente da festa com ares requintados.

E hoje aqui no Arte Com Papel eu vou te ensinar como fazer belíssimas rosetas de papel e a montar decorações lindas para uma festa ou reunião de amigos.

Você vai ver que existem várias foras de se fazer as rosetas e com sua criatividade ainda conseguirá montar painéis incríveis de decoração.

Se você quer descobrir mais sobre as rosetas de papel, vem comigo que eu vou te mostrar!

Qual o melhor tipo de papel para esse tipo de decoração?

As rosetas de papel são muito utilizadas nos Estados Unidos como elemento de decoração de festas, principalmente para aquela área que fica atrás do bolo. E aos poucos ela tem se espalhado pelas festas aqui no Brasil.

O mais legal é que esse tipo de decoração traz um ar bem limpo para a decoração e todos adoram!

Quem nunca trabalhou com rosetas de papel pode acabar ficando na dúvida sobre qual tipo de papel utilizar, no entanto, quem já trabalha com esse tipo de decoração garante que podemos usar vários tipos de papel.

Dá uma olhada nos tipos de papeis que podemos utilizar:

  • Cartolina
  • Papel para Scrapbook
  • Papel crepom
  • Papel seda
  • Papel-cartão
  • Jornal

Viu quanta matéria-prima diferente temos para trabalhar? A diferença é que uns são mais maleáveis e outros mais estruturados.

E você quer saber qual é o segredo para fazer as rosetas de papel mais bonitas? Deixe a sua criatividade correr solta!

Não se prenda ao óbvio! Combine estampas e papéis com texturas diferentes para obter peças únicas e exclusivas e deixar sua festa mais bonita ou garantir a satisfação do cliente para quem você está trabalhando.

O básico para se fazer uma roseta de papel:

Quero começar te mostrando como é o passo a passo básico para se fazer uma roseta de papel, pois bem sabemos que os materiais serão os mesmo e a única coisa que pode variar será o papel.

Vamos anotar então os materiais que serão utilizados:

  • Papel de sua preferência
  • Régua
  • Tesoura
  • Lápis ou caneta
  • Cola quente ou cola branca se preferir

Agora o passo a passo:

  1. Primeiro, meça e recorte 3 quadrados de papel no tamanho que você deseja.
  2. Segundo, com a régua faça marcações de 2cm e dobre cada quadrado nas marcações como se fosse uma sanfona.
  3. Terceiro, dobre cada sanfona ao meio, como se fosse um leque.
  4. Quarto, posicione cada leque um ao lado do outro e cole com cola quente ou cola branca para fechar o círculo.
  5. Para finalizar, recorte um círculo pequeno de papel para colocar no centro da sua roseta de papel e esconder as junções dos leques que você fez.

Tá vendo como é fácil fazer uma roseta de papel? Esse mesmo passo a passo você vai aplicar a qualquer roseta que você faça. O que vai mudar será o tamanho dos quadrados de papel.

DICA: Quanto maior os quadrados de papel, maior sua roseta vai ficar. Eu só recomendo que rosetas bem maiores sejam feitas com papeis mais estruturados como o cartão ou a cartolina, pois será mais fácil para você manejar seu trabalho.

Bom, eu tenho certeza de que você achou muito fácil fazer a roseta de papel, não é mesmo? Mas ainda sim eu separei as fotos do passo a passo caso tenha ficado alguma dúvida ainda.

Depois que você pegar o jeito aí é só deixar a sua imaginação correr solta e brincar com as diversas cores e texturas de papeis que existem no mercado. Mais para frente eu separei algumas sugestões muito legais de roseta de papel, mas antes eu ainda tenho umas outras dicas interessantes para você.

Reciclagem é sempre uma boa pedida:

Aqui no Arte com Papel a gente ama reciclagem e já vimos que podemos, e muito, misturá-la com artesanato e decoração, não é mesmo? Vez ou outra estamos te mostrando como dar um novo uso para uma coisa usada.

Pensando nessa linha de pensamento da reciclagem, porque não misturar rosetas de papel comum com rosetas de papel reciclado, no caso, o jornal ou mesmo revistas antigas? Veja aqui algumas ideias de como fazer papel reciclado

Quem tem o hábito de ler jornal diariamente, como algumas pessoas que conheço, certamente tem muito jornal velho se acumulando em algum ponto da casa. E por mais que a gente jogue fora de vez em quando, sempre sobra, não tem jeito.

O legal seria dar um destino mais útil para esse jornal velho. Existem inclusive diversos tipos de artesanato que podem ser feitos com ele, como é o caso da papietagem que já mostramos aqui recentemente.

Mas já que hoje estamos falando de rosetas de papel, eu aproveitei para deixar aqui a sugestão de rosetas feitas com papel de jornal. Dá uma olhada que legal que fica!

Foto: boredart

Quando você estiver fazendo uma decoração, pode misturar essas rosetas de jornal no meio de outras de papel comum, ou quem sabe até mesmo pintar com tinta spray (mas é preciso ter cuidado para não danificar o papel ok?).

Modelos vazados

Até aqui eu já te ensinei a fazer uma roseta de papel simples e uma a partir de jornal, pois agora vamos ver modelos mais elaborados, como se fosse uma espécie de crochê por causa dos vazados.

Lembrando que a base de criação da roseta é sempre a mesma que eu mostrei lá no início entendido?

Se você reparar nesse modelo acima verá que, diferentemente dos anteriores, ele tem uns furinhos e não precisa se preocupar pois eles são bem fáceis de se fazer.

Lembra do segundo passo que eu expliquei de como se fazer a roseta de papel (de dobrar pedaços de cerca de 2cm como se fosse uma sanfona). Exatamente ao final desse passo vamos precisar de um furador de papel e com ele vamos fazer furos na bordinha dos dois lados. Assim quando formos abrir já teremos os furos em toda a borda.

E se você quiser modelos ainda mais diferentes e vazados basta usar a tesoura e fazer recortes em um dos lados da sanfona (igual quando fazíamos aqueles bonequinhos de papel de mãos dadas quando éramos pequenos).

Fazendo a decoração

Agora que já aprendemos como fazer as rosetas de papel e como incrementá-las, chegou a hora que talvez você já deva estar mais curiosa para saber.

Parafraseando aquele dito popular, uma roseta de papel só não faz verão, então eu separei várias dicas de decoração que utilizam esse trabalho e você vai ficar impressionada com a variedade de opções.

Espia só:

Nas festas infantis às vezes um espaço que dá dor de cabeça para ser preenchido é a parte que fica atrás da mesa principal. Sendo assim, uma ideia muito legal é utilizar as rosetas para decorar as paredes criando uma espécie de painel.

Nesse exemplo que eu te mostrei o tema da festa era o Mickey, mas você pode adaptar para qualquer tema que você quiser, como por exemplo as princesas, heróis e tantos outros.

Dependendo do tema da festa as cores e os tipos de papeis vão variar. Inclusive dá para usar aqueles papeis brilhantes. Acho que dá um toque bem legal ao visual como um todo.

Foto: wedivite

Sabe as comemorações de final de ano que a gente se reúne na casa de amigos ou então vai junto com a família para uma casa de praia? Vamos celebrar a chegada de um novo ano com uma decoração bem divertida e totalmente feita por nós! Aqui vale brincar com o branco, dourado e prateado também.

Para o natal também podemos decorar a casa com rosetas de papel com motivos natalinos. Vamos precisar de papel nas cores do natal e no centro podemos colocar os personagens clássicos, como a cara do Papai Noel e as renas. Tenho certeza de que vai ficar muito legal.

E não necessariamente as rosetas de papel precisam vir na parede. Nesse outro exemplo elas funcionaram super bem como elemento integrante do enfeite de mesa. Realmente um charme!

E para finalizar essa composição bem interessante e bem colorida para decorar o quarto. Não é porque as rosetas são de papel que elas são descartáveis. Podemos integrá-las à decoração permanente de casa e trazer um ar mais alegre. É claro que de tempos em tempos devemos trocar, mas pelo menos conseguimos estar sempre renovando os cômodos.

É isso aí pessoal, hoje você aprendeu como fazer rosetas de papel e diferentes formas de aplicá-las na decoração. Além de serem bonitas e alegres, elas são feitas de papel, que é um material bem barato e super versátil.

E para quem gosta de reciclagem como eu, ainda de quebra tivemos um modelo super legal feito com jornal velho.

Agora é hora de separar os materiais necessários e colocar em prática tudo o que aprendemos aqui hoje.

Até a próxima!

Veja também:
Como fazer caixa de papel

peso para bloquear porta

Confeccionando Um Peso de Porta Para Casa

Procurando como fazer peso de porta? Vamos combinar uma coisa, ninguém merece ficar ouvindo barulho de porta batendo por causa de vento ou outros motivos não é mesmo?

É muito chato às vezes você estar estudando ou estar compenetrado fazendo detalhes em um trabalho de artesanato e de repente BAM! Uma porta bate do nada e acaba te assustando.

Isso é ruim, pois às vezes pode acabar até estragando o detalhe que você estava fazendo no seu artesanato ou até mesmo acabar estragando a porta de tanto bater.

Mas hoje vim aqui te ensinar a fazer algo que pode acabar com esse problema e até se transformar em um novo item de venda do seu negócio: o peso de porta.

Trouxe para você diferentes formas de se fazer e eu tenho certeza de que você vai gostar!

Então sem mais delongas, vamos começar.

Peso de porta de tecido

O mais legal de se trabalhar com tecido é que temos uma enorme variedade de estampas e texturas diferentes para se trabalhar e podemos inclusive usar a técnica do patchwork que também fica super legal. Se você quiser prender mais sobre tipos de tecido leia esse artigo aqui.

Escolhi começar te mostrando um peso de porta mais simples, mas fique tranquila que depois tenho outros modelos apaixonantes para você se inspirar.

Vamos precisar dos seguintes materiais para confeccionar nosso peso de porta:

  • Tecido (não mais que dois metro mais ou menos).
  • Tesoura
  • Máquina de costura
  • Moldes de papelão para cortar o tecido (4 retângulos maiores medindo 20cm x 15cm, 2 quadrados medindo 15cm x 15cm e um outro retângulo para a alça na medida 15cm x 12cm)
  • Giz branco de quadro para fazer as marcações
  • Enchimento para fazer peso

E agora vamos ao passo a passo:

  1. Primeiro, vamos fazer as marcações dos moldes no tecido e em seguida recorte todos eles.
  2. Segundo, costure a alça primeiro dobrando-a ao meio para ficar mais resistente. Depois costure ela em um dos quadrados menores.
  3. Terceiro, costure as laterais dos retângulos maiores e as bases de quadrado, mas deixe um espaço para colocarmos o enchimento (Lembre-se que sempre costuramos no avesso e depois viramos a peça do lado certo).
  4. Quarto, coloque o enchimento e termine o que falta da costura.

O enchimento utilizado na parte de dentro pode ser de vários tipos, como arroz, lentilha, cascalhos e até mesmo areia. O importante é que fique bem pesado no final, senão o nosso peso de porta não tem funcionalidade nenhuma.

DICA: Como o tecido é poroso, se você quiser coloque aquelas pedrinhas perfumadas misturadas no resto do enchimento. Assim, além da funcionalidade do peso de porta, teremos um aroma gostoso no ambiente (veja mais sobre isso nesse artigo sobre sachê).

Além desse modelo mais simples que acabei de ensinar, você pode usar moldes diferentes e fabricar pesos de porta em formato de bichinhos, frutas, formas geométricas e muitas coisas mais. Dá uma olhada só nesses outros modelos que separei para você:

Foto: Etsy
=
Foto: Etsy por Alison

Viu quantos modelos diferentes podemos fazer utilizando pano. Até mesmo com a técnica do patchwork conseguimos criar modelos super diferentes!

O concreto como matéria-prima

Se você quer dar um ar mais rústico ao seu peso de porta, o concreto pode ser a solução. Ele vai trazer um ar minimalista para sua casa que todos vão adorar.


Foto: Etsy por Alicja

Para esse peso de porta vamos precisar de um molde para colocar o concreto dentro. Nesse caso podemos utilizar uma caixa de papelão mais comprida e fina para ficar mais alto, ou até mesmo uma caixa de leite.

Se liga nos materiais que vamos precisar:

  • Cimento
  • Água
  • Aproximadamente meio metro de corda grossa como na figura
  • 1 luva de aço galvanizado.
  • Molde (caixa de suco, caixa de leite, pote de sorvete ou pote circular)
  • Fita adesiva
  • Tesoura
  • Adesivos de silicone
  • Lixa

Passo a passo:

  1. Primeiro, dobre a corda ao meio, mas não corte e passe fita adesiva nas pontas para não desfiar.
  2. Segundo, passe a corda por dentro da luva de modo que ela fique presa como uma alça.
  3. Quarto, corte a tampa da sua caixa que servirá para molde.
  4. Quinto, misture o cimento de modo que ele fique com uma consistência pastosa (nem muito grosso ou muito aguado).
  5. Sexto, mergulhe a corda até a borda da luva e coloque para secar.
  6. Para finalizar, basta cortar a caixa com a tesoura, tirar o peso lá de dentro, lixar e colocar o adesivo de silicone por baixo para não correr o risco de arranhar seu chão.

DICA: Se você quiser ainda pode colocar mais algum elemento em volta do peso de porta já pronto, como cordas, juta, entre outros materiais que pareçam ser mais rústicos.

Outra opção também é pintar o concreto depois de seco ou fazer alguma tipo de desenho usando tinta em spray, como esses que estão aqui embaixo:

Foto pezcame

Nesse próximo modelo colamos uma renda em volta do bloco de concreto já seco e ao invés da corda, foi utilizado uma tira de couro para fazer a alça.

Ao invés de colar a renda, outra sugestão é fazer tipo uma impressão em negativo. Coloque a renda no concreto bem presa e em seguida passe a tinta spray e só retire a depois que secar. Daí você vai ver que onde estava a renda não ficará pintado, mas ainda sim você terá uma ideia do desenho. Veja algums dicas de como manusear o concreto aqui

Peça de crochê

Foto: ravelry

Para quem gosta de crochê, posso dizer que o céu é o limite! Com pontos bem simples seremos capazes de fazer muitos bichinhos, bonequinhos, entre outros. E olha que se você quiser vender esse tipo de artesanato, certamente você terá público para isso, pois muita gente gosta de peças de crochê.

Acrescente ainda outros elementos na sua peça, como tiras de renda e olhinhos para ela ficar ainda mais bonita e fofa.

Esses pesos de porta de crochê ficam até muito parecidos com os amigurumis que eu já ensinei para vocês aqui a um tempo atrás. E se você não sabe o que é um amigurumi ainda clica aqui que você vai descobrir!

Minha dica para você é para não esquecer de colocar um forro por dentro da sua peça e costura antes de colocar o enchimento. Caso você não coloque corre o risco (e isso é quase certo de acontecer) do enchimento sair todo de dentro pelos buracos do crochê.

Ninguém merece sujeira pelo chão não é, então melhor colocar um forro por dentro do seu peso de porta de crochê.

Peso de porta com corda

Lembra da corda que usamos para fazer o peso de porta em concreto? Pois agora faremos um modelo que utiliza somente ela. Dá uma olhada que legal que fica:

Para esse trabalho eu preciso que você compre cordas bem pesadas, como se fossem cordas navais, daquelas bem grossas, pois assim quando dermos os nós ela vai ficar pesada o suficiente para segurar a porta.

Dar os nós não é difícil, só parece, e para ficar mais fácil ainda de visualizar eu separei o passo a passo do nó para você ver.

Foto: freshouse

Caso queira deixar tudo mais seguro no final basta usar cola quente para unir as cordas. Assim você não corre risco que sua peça desenrole toda. E a mesma dica que eu dei para enrolar as pontas da corda lá em cima vale aqui também, já que cordas mais grossas tendem a desfiar mais facilmente.

Pedras para um visual natural e rústico

E por fim, trago um modelo que utiliza elemento naturais. As pedras trarão um visual rústico e natural para o seu peso de porta bem diferente e bonito. Olha só:

Antes de mais nada é preciso escolher o tipo de pedra certa, senão muito provavelmente você vai acabar estragando a broca da furadeira. Sendo assim, opte por rochas mais porosas, como aquelas que encontramos nas praias.

A broca que vamos utilizar também deve ser diferente, do tipo de vídea, pois ela possui a cabeça cega e em formato triangular, perfeita para furar pedras, tijolos e concreto.

Vamos utilizar os seguintes materiais:

  • Pedras de tamanho variado
  • Haste de metal para aparafusarmos as pedras.
  • Duas porcas
  • Furadeira com a broca especial

Passo a passo:

  1. Primeiro, fure cada pedra separadamente, mas de modo que os furos fiquem na mesa direção.
  2. Segundo, coloque a primeira broca na base da haste e em seguida coloque cada pedra da maior para a menor, uma a uma.
  3. Quando terminar de colocar as pedras utilize a outra porca para travar as pedras também por cima e caso queira, corte o que sobrou da haste de metal.

Pronto! Seu peso de porta de pedras está pronto!

Bom pessoal, hoje vocês aprenderam a fazer pesos de porta de diferentes tipos e tamanho. O legal é que muitos deles podem ser feitos para vender e possuem uma boa saída.

Se você tem dúvidas de como começar a vender e qual o preço colocar no seu trabalho aqui no nosso site tem ferramentas ótimas e artigos que podem te ajudar a esclarecer essas e outras dúvidas que possam surgir.

Agora é hora de ver os materiais que você já tem e colocar em prática o conhecimento adquirido hoje.

Até a próxima!

braceletes

Aprenda a Fazer Diferentes Pulseiras Para Homens, Mulheres e Crianças

As pulseiras são um tipo de acessório bem versátil e não necessariamente somente mulheres e meninas usam no dia a dia. Cada vez mais homens têm incorporado esse elemento aos seus looks para dar um visual diferente.

E da mesma forma que elas são versáteis, existem muitos materiais que podemos usar para criá-las.

Hoje eu estou aqui justamente para te ensinar como fazer diferentes tipos de pulseira, mostrando inclusive que elas podem acabar se transformando em uma fonte de renda para você.

Se você ficou curiosa, continua lendo o artigo de hoje, pois eu trago várias sugestões bem legais!

Vamos lá!

Modelos feitos com linha

Foto: yoyo-mom

Pulseiras feitas com linha são os modelos mais variados o possível. Podemos montar uma que seja em um estilo de dégradé, ou até mesmo que misture diferentes cores. Elas são bem simples de se confeccionar e não são necessários nenhum tipo de equipamento especial além da linha.

Há que conheça esse tipo de arte como pulseira da amizade e dar ela para alguém significa que aquela pessoa é demasiado importante na sua vida, tanto que você dedicou parte do seu tempo para montar aquela peça de acessório para ela.

As pulseiras da amizade surgiram nos Estados Unidos lá na década de 70 entre os jovens e adolescentes. Inclusive ela tem uma pegada meio hippie, sem deixar de ser fashion. E de lá para cá ela continuou sendo usada ao longo dos anos. (Veja mais aqui sobre o estilo hippie)

E o que talvez você não saiba é que cada cor que você escolhe para fazer a pulseira do seu amigo tem um significado diferente. O azul, por exemplo, significa que a pessoa é leal, o vermelho, que é honesto, o amarelo alegre e assim por diante. Então não significa apenas escolher cores aleatórias, mas sim pensar na pessoa que você vai presentear.

Já que te apresentei um pouco da história dessas pulseiras, nada mais justo do que te ensinar a fazer. Sendo assim, anote os materiais que serão utilizados:

  • Linha para bordado (em duas cores diferentes)
  • Tesoura
  • Um suporte e um preguinho ou alfinete que possamos furar esse suporte para servir de apoio para a nossa pulseira

Passo a passo:

  1. Primeiro você irá cortar 4 fios de aproximadamente 70cm, sendo dois de cada cor de linha e depois vai dobrar ao meio (sem cortar), para que fiquemos com 8 pedaços no total.
  2. Em seguida, prenda as linha no seu suporte sempre alternando as cores.
  3. A partir desse ponto, vamos trabalhar sempre com nozinhos. Faremos um nó duplo em três cordas seguidas do lado esquerdo e depois repetimos a mesma coisa no lado direito.
  4. Quando chegarmos ao meio daremos um nó duplo e você começará a ver uma espécie de V se formando.

Para ficar mais fácil de visualizar, tenho uma figura com o passo a passo para você não se confundir.

Foto: yoyo-mom

No final basta você fazer uma espécie de laço de um lado da pulseira e dois rabinhos de linha do outro para conseguir amarrar. O mais legal nesse tipo de pulseira é que dependendo de como é feito o nó você terá um padrão completamente diferente no final.

Separei alguns modelos para você perceber o quão diversificada pode ficar sua pulseira da amizade feita com linha de bordado.

Pode ser que no início você sinta alguma dificuldade no meio de tanto nó e tranças, mas com certeza depois que você pegar o ritmo vai ficar tudo mais fácil.

DICA: Você pode utilizar essas pulseiras ainda como lembrancinhas em um aniversário e junto delas um cartãozinho explicando o que significa cada cor da pulseira que o convidado pegou. Acho que acaba sendo um presente bem interessante para quem foi à festa. Vejas outras ideias de lembrancinhas aqui

Pulseira com miçangas e pingentes

Miçangas também são bastante utilizadas quando fazemos pulseiras e podemos incorporá-las à nossa peça sozinhas ou com outros elementos como barbantes e tiras de couro sintético.

Alguns artesãos preferem trabalhar com miçangas maiores, já outros optam por aquelas que são bem pequenas e aproveitam para fazer verdadeiras obras de arte através de padrões indígenas e africanos.

Lembrando que as miçangas e os fechos, bem como qualquer outro material que você vá precisar para confeccionar suas pulseiras são facilmente encontrados em lojas especializadas em artigos de bijuteria e são bem em conta. Talvez você só pague um pouco mais caro no alicate.

Pulseiras avulsas


Foto Elo7 por Memphis acessórios

Olha que legal esse modelo de pulseira com miçangas, que na verdade são várias avulsas que compõem um elemento só. Dá para usar miçangas de resina, imitando pérolas e até mesmo aquelas de madeira, tudo vai depender da sua criatividade.

Vamos então aos materiais utilizados:

  • Miçangas coloridas
  • Fios de nylon elástico
  • Pingentes variados
  • Tesoura

Passo a passo:

  1. Primeiro corte tiras do fio de nylon elástico de modo que não fiquem nem muito apertado nem muito largo no pulso de uma pessoa.
  2. Em seguida você dará uns nós em uma das pontas do fio para que ao colocar as miçangas elas simplesmente não saiam pelo outro lado.
  3. Depois vão colocando as miçangas e os pingentes conforme achar melhor e quando chegar perto do final deixe sempre um pedaço de fio de nylon para amarrar as duas pontas (coloque miçangas o suficiente para não fica aparecendo partes do fio).

Viu como é fácil? Você pode fazer quantas pulseiras quiser e usar miçangas do tamanho que preferir.

Pulseira de miçangas com padrão


Foto: Elo7 por Katia Khomenko

Como eu disse anteriormente, pulseiras como essa são verdadeiras obras de arte e exigem um trabalho bem maior do artesão. Por consequência, o valor delas também é bem maior e algumas chegam a custar acima de R$50,00.

Os materiais são os mesmos que utilizamos acima, a diferença é que aqui vamos usar um tipo de fecho que você encontra em lojas que vendam artigos de bijuteria. Aqui também é importante que você conte quantas miçangas vão em cada linha para que o desenho saia certinho.

Como as miçangas são bem menores, eu te aconselho a utilizar uma agulha bem fininha para passar o fio elástico pelas miçangas. Isso vai acabar te poupando tempo.

Quando estiver fazendo a pulseira vá colocando cada camada de miçangas e quando chegar ao final passe a agulha por dentro das miçangas voltando ao começo (quase como e estivesse costurando) e aí você reinicia a carreira. Ao terminar é só passar o fio que sobra pelo fecho e dar um nó para não escapar.

Eu sei que parece difícil, mas com treino logo você pega a prática e passa a fazer modelos mais elaborados.

O interessante nas pulseiras de miçangas é que elas são super rentáveis e costumam ter boa saída com os clientes. Inclusive você pode investir em conjuntos completos com pulseira, colar e brincos, por exemplo. Indo em uma loja que venda miçangas você vai ver o tamanho da variedade que existe, te possibilitando fazer modelos dos mais despojados até os mais chique. Tanto para mulheres, quanto para homens ouviu?

Pulseirinha de elástico

Essas pulseiras de elástico são bem fáceis de fazer e viraram febre entre crianças e adolescentes. Tanto que muito acabam fazendo para vender dentro das escolas (é o espírito empreendedor desde cedo).

Para fazer pulseiras como essas você vai precisar de um kit que eu vou mostrar logo aqui embaixo junto com o passo a passo em fotos, que eu acho que fica melhor do que se eu for explicar cada movimento. Então dá uma olhada como fazer:

Foto: supermastereslass

Para quem já fez crochê, essa técnica lembra um pouco então talvez você não tenha maiores dificuldades.

DICA: Quando você compra o kit ele já vem com vários tipos de elásticos em diferentes cores, mas você também pode adquiri-los avulsos o pacotinho de um determinada cor em lojas de bijuteria.

Bracelete em couro

E para fechar com chave de ouro, um tipo de pulseira que os homens tendem a gostar bastante por ser mais discreta são os modelos feitos em couro sintético, como esses aqui embaixo:

Foto: Wish

Iremos precisar de tiras finas de couro e com elas poderemos fazer tranças mais apertadas, mais largas, ou até mesmo deixar solto, como é possível ver na foto acima. Vale lembrar que é possível encontrar essas tiras em diversos tons, então temos uma variedade boa de peças para fazer.

Com um look mais despojado elas ajudam a dar um visual bem legal para o homem.

Chegamos ao final de mais um artigo e hoje aprendemos a fazer diferentes tipos de pulseiras, das mais simples até as mais complexas. Vimos também que elas podem ser vendidas a preços ótimos dependendo do material utilizado e da complexidade. E não importa se você é mulher, homem ou até mesmo criança, elas são acessórios bem versáteis e bonitos de se usar.

Se você deseja começar a vender, mas não sabe ainda como colocar o preço das suas peças nossa calculadora de preço de artesanato pode ser uma ótima ferramenta para te ajudar a conseguir tirar o melhor proveito do seu trabalho.

Não esquece de deixar o seu feedback aqui nos comentários, pois ele é muito importante.

mudas para por em vaso de garrafa

Descubra Como Criar Uma Horta Na Sua Casa Usando Garrafa PET

Sem dúvidas, o contato com a natureza é algo que renova nossas energias e faz muito bem para nosso corpo e mente.

Acontece que muita vezes moramos em cidades grandes, como São Paulo, Recife e Rio de Janeiro, que são verdadeiras selvas de pedra e por causa disso, não conseguimos ter esse contato diariamente.

Pensando em facilitar esse contato e de quebra te ajudar a criar hábitos mais saudáveis, hoje eu vou ensinar para você aqui no Arte com Papel como fazer uma horta em garrafa pet aí mesmo na sua casa.

E antes mesmo que você diga que mora um uma casa ou apartamento pequeno, já te adianto que trouxe opções até para quem tem pouco espaço em casa. Sendo assim, vem comigo e vamos aprender a criar sua própria horta reciclando garrafas PET.

Vamos lá!

Qual a vantagem de se ter uma horta em casa ou apartamento?

Sendo assim, vou mostrar alguns motivos, bem convincentes, para se fazer sua própria horta:

  • Você vai ter a oportunidade de consumir alimentos mais saudáveis e livres de agrotóxicos (coisa que no mercado, só os produtos orgânicos terão e eles costumam ser bem mais caros não é mesmo?).
  • Sempre haverá alimentos frescos na sua mesa e você não vai correr riscos de ser pego desprevenido por não ter um alface na geladeira, por exemplo.
  • Você vai acabar economizando na conta do mercado, até porque um pacote de sementes é bem mais barato e dura muito mais do que ficar comprando o legume ou a verdura no mercado toda vez.
  • Ajuda a criar hábitos mais saudáveis para você e sua família (inclua as crianças também nos cuidados com a horta de garrafa PET).
  • Aumenta o seu contato com a natureza e ajuda a criar um novo hábito na sua vida.

Se você possui filhos, uma iniciativa bem legal é integrar a criança nessa cultivo. Aliás, muitas escolas possuem hortinhas para que as crianças cuidem(veja aqui um manual de horta na escola). Isso é interessante pois ajudar a criar um laço entre a criança e a terra, como também ajuda a despertar o interesse da criança em comer daquele alimento que ela mesma plantou, cuidou e colheu.

Então, agora que eu já te apresentei alguns motivos para se criar uma horta em casa, vamos aprender a fazer alguns modelos utilizando as garrafas PET que estão sobrando na sua casa e muito provavelmente iriam parar no lixo.

Dicas importantes antes de começar:

Antes de mais nada, preciso te passar algumas informações muito importantes antes de começar a te ensinar como fazer diversos modelos de hortas com garrafa PET. Então se liga nessas dicas valiosas, pois elas vão ajudar no sucesso da sua horta.

O que plantar

Bom, vamos pensar juntos. Vamos utilizar garrafas PET para confeccionar nossas hortas, correto? Então, por mais que a gente tenha vontade de plantar tudo que é verdura e legume, temos que ter em mente que estamos trabalhando com um espaço limitado.

Sendo assim, te aconselho a escolher legumes, verduras e temperos menores, que se adaptem bem dentro do espaço da garrafa PET, como por exemplo a salsinha, cebolinha, couve, hortelã, alface, espinafre, rabanete, orégano, alecrim, manjericão, tomate cereja, morango, entre outros.

Já deu para perceber que não vai faltar variedade na sua mesa depois que você começar a cultivar na sua horta de garrafa PET, não é mesmo?

Cuidado na hora de regar:

Sabemos que a água é essencial para manter a planta viva, porém, em excesso vai acabar fazendo mal para ela.

É importante que você estude um pouco as plantas que você pretende cultivar na sua horta de garrafa PET, pois às vezes elas não precisam de muita água. Além disso, água em excesso em qualquer planta faz com que suas raízes apodreçam(Veja aqui alguns erros comuns ).

Preste atenção quando for colher:

Se você quer manter sua horta por mais tempo antes de replantar, cuidado na hora que for retirar as folhas por exemplo. Não retire tudo de uma vez e procure utilizar aquelas tesouras de jardinagem para esse trabalho (Se a sua estiver cega aprenda aqui como amolar).

No entanto, se você estiver plantando alface ou outras hortaliças, daí é preciso sempre replantar depois da colheita, já que arrancamos até as raízes.

E agora, sem mais delongas, vamos aprender a criar modelos muito legais de horta com garrafa PET para sua casa ou apartamento!

Modelo vertical, na parede, para ambientes com pouco espaço:

E eu quero começar justamente com uma horta de garrafa PET para casas e apartamentos que tem problemas com espaço. E eu sei que em cidades grandes isso acaba sendo uma realidade bem comum, pois os imóveis estão cada vez menores.

Dá uma olhada nesse modelo que legal! Ele fica suspenso na parede e podemos colocar quantas garrafas quisermos, pois elas estarão todas na vertical.

Anota os materiais necessários para fazer uma carreira de horta com garrafa PET:

  • 4 ganchinhos e as buchas
  • Barbante grosso
  • Garrafas PET
  • Furadeira
  • Chave de fenda
  • Tesoura
  • Estilete
  • Fita métrica

E agora vamos ao passo a passo:

  1. O primeiro passo é marcar exatamente os pontos onde vamos furar com a furadeira para colocar os ganchos que irão prender os barbantes. Para isso vamos utilizar o lápis para fazer as marcações e a fita métrica para nos certificar que eles ficarão alinhados.
  2. Segundo, vamos furar os pontos marcados e já encaixar as buchas e prender os ganchinhos (você encontra esses itens em casas de materiais de construção).
  3. Terceiro, com o estilete, recorte uma parte da superfície da garrafa PET para que fique igual na figura (mas deixe espaço nas laterais ok?).
  4. Quarto, esquente a chave de fenda no fogão e faça furos nas laterais da garrafa para passar os barbantes.
  5. Quinto, faça pequenos furos com a tesoura na parte de baixo da garrafa para deixar a água escorrer quando for regar.
  6. Sexto, prenda o barbante no gancho do topo da parede e comece a passar por cada garrafa, deixando uma distância entre uma e outra (dê um nó antes e logo após de passar a garrafa para ela não escorregar.
  7. Finalize a sua horta amarrando o barbante no gancho que ficou no chão.

Viu como é fácil? Agora é só colocar a terra, o adubo e plantar o que você deseja que logo você estará colhendo da sua própria horta.

Utilizando garrafas maiores:

Sabe aqueles galões de água maiores? Com esse próximo modelo vamos utilizá-los para criar nossa horta e inclusive vamos ter a possibilidade de criar plantas maiores.

Por causa do peso depois que colocarmos a terra e conforme a planta for crescendo, minha recomendação é que esse tipo de horta fique pelo chão mesmo. Para quem tem um quintal maior, mas não é de terra, essa é uma ótima opção.

Anote os materiais:

  • Galões PET
  • Estilete
  • Tesoura

Passo a passo:

  1. Primeiro faça os furos na parte de baixo da garrafa para a água escoar.
  2. Segundo, recorte a parte de cima com o estilete (para ficar mais fácil de cortar, aqueça o estilete no fogo antes).

Para finalizar, é só colocar a terra e as sementes. E se você quiser dar um visual diferente na sua horta de garrafa PET, pinte as garrafas por dentro com cores escuras antes de colocar a terra. Tenho certeza de que vai ficar show de bola e ainda vai reduzir a perda de agua em excesso!

Horta de garrafa PET e madeira:

Nesse próximo modelo, além das garrafas PET, também iremos usar uma estrutura em madeira (pode ser em MDF ou até um pallet). Acredito inclusive que os pallets serão mais fáceis de se conseguir se você for em um mercado da região ou no mercado central da sua cidade.

A diferença desses modelos para os anteriores é que podemos transportar a horta toda de uma vez para outros pontos da casa, caso queira.

Materiais necessários:

  • Garrafas PET
  • Suporte de madeira
  • Estilete
  • Pregos
  • Martelo

Passo a passo:

  1. Primeiro recorte a garrafa com o estilete como na foto. Não se esqueça de fazer furos no fundo da tampa.
  2. Segundo, posicione cada garrafa na madeira e pregue pelo menos dois pregos em cada para não soltar.

Depois de pronto é só colocar a terra e as sementes e esperar as plantas crescerem para então colher.

Dá uma olhada nesse outro modelo que separei para você ver usando a mesma técnica, porém com o pallet.

Foto: Wiki.nurserylive

Olha, são muitas as possibilidade de horta com garrafa PET para você construir aí mesmo na sua casa, basta usar sua criatividade e o espaço que você tem disponível. Separei mais alguns modelos para você se inspirar.

Foto: hapylife

Foto: happilife
Foto: happylife

Chegamos ao final de mais um artigo aqui no Arte com Papel e hoje tive a oportunidade de te ensinar a criar modelos bem legais de hortas com garrafa PET para sua casa ou apartamento.

Não importa se você tem muito ou pouco espaço, vimos que existem possibilidades para vários tipos de ambiente, sendo assim, não tem desculpa para não criar sua própria horta em casa.

Vimos também que existem várias vantagens em se ter uma horta em casa, então comece hoje mesmo a produzir a sua e aproveite os benefícios de uma vida mais saudável e que o contato com a natureza podem te trazer.

Agora é hora de pôr a mão na massa. Até a próxima!

Veja também:
Como plantar orquídeas em casa

plantas suspensas com musgo

Kokedama: aprenda o que é e descubra como fazer

Bem-vindo a mais um artigo do Arte com Papel e hoje eu quero iniciar nossa conversa perguntando se você aí já ouviu falar em Kokedama.

Talvez você já tenha ouvido, ou talvez não e talvez você não faça a mínima ideia do que seja, mas hoje estou aqui para te ensinar um pouco mais sobre essa técnica japonesa que produz arranjos belíssimos para decorar os ambientes da sua casa.

Com um pouco de prática, logo você estará fazendo belíssimos arranjos para diversos tipos de ambientes e quem sabe até vendendo na sua cidade.

Somado a isso, nada como trazer um pouco de verde para sua casa. Acredito que deixa o ambiente mais leve e mais bonito.

Vem comido, pois eu tenho muita coisa interessante para te contar!

O que é Kokedama?

O nome Kokedama vem do japonês e significa bola de musgo e assim como a maioria das técnicas orientais ela é bem antiga. Acredita-se que ela teve sua origem lá pelo século XVII.

Uma outra técnica japonesa bem conhecida e que é uma variante da Kokedama é o bonsai e esse, muito provavelmente você já sabe como é.

Há quem diga que ela surgiu quando as raízes das plantas no vasos rompiam os mesmos e davam voltas, criando um vaso natural. Já uma outra teoria diz que o kokedama surgiu a partir de pessoas que não possuíam dinheiro para cultivar o bonsai.

A técnica do Kokedama consiste em fazer uma espécie de vaso natural, utilizando barbante, argila, musgo e substrato. Ela é mais simples do que parece e o visual final é incrível. E além disso, a melhor parte é que não é preciso gastar muito dinheiro para montar seus arranjos de Kokedama.

Mas saiba que nem todos os tipos de planta podem ser cultivados em uma Kokedama. As mais recomendadas são orquídeas, suculentas, kalanchoes, cactos, samambaias, chifres de veado, begônias, entre outras.

E sabe o que é mais legal sobre a kokedama? Para quem tem casas ou apartamentos menores, eles são excelentes opções de decoração, pois não ocupam muito espaço e ficam suspensas no teto, por exemplo.

Como fazer?

Primeiramente, para se aprender a fazer os arranjos de kokedama é preciso saber quais materiais serão utilizados na confecção.

Basicamente os materiais necessários são os seguintes:

  • Planta que você deseja cultivar
  • Substrato
  • Musgo
  • Pedrinhas pequenas
  • Barbante ou corda de juta
  • Areia
  • Tesoura
  • Água

A partir desses materiais você irá conseguir montar qualquer arranjo de kokedama que vier na sua cabeça.

Bom, agora vamos colocar a mão na massa propriamente dita e aprender a fazer alguns tipos diferentes de arranjo para você renovar as energias do ambiente.

Arranjos com orquídea:

Na minha opinião, orquídeas são plantas únicas e possuem uma beleza inigualável. Existe uma grande variedade de orquídeas e todas elas são igualmente bonitas.

Como não necessitam de muita água, elas são uma ótima combinação para arranjos de kokedama. Olha esse exemplo para você ver como elas ficam bonitas.

Antes de mais nada preciso te avisar que as orquídeas não sobrevivem em terra comum, logo, é preciso que você utilize um substrato específico para esse tipo de planta.

Anota aí os materiais utilizados:

  • Orquídea de sua preferência
  • Musgo sfagno
  • Substrato para orquídea (você encontra facilmente em lojas especializadas e floriculturas)
  • Barbante ou fios de juta
  • Saco de laranja

Passo a passo:

  1. Primeiro, deixe o musgo de molho na água por cerca de 20 minutos.
  2. Segundo, recorte uma parte do saco de laranja e com ele faça uma bolinha com o substrato de orquídea por dentro.
  3. Terceiro, posicione a muda de orquídea na sua bolinha de substrato.
  4. Quarto, utilize o musgo que ficou de molho para forrar a bolinha (enquanto você for cobrindo, aperta para se certificar de que ficou bem preso.
  5. Para finalizar, pegue o barbante, amarre em volta do seu kokedama e deixe uma alça para pendurar na parede.

Viu como não tem mistério nenhum fazer o seu próprio kokedama? Com o tempo o musgo vai se misturar ao barbante e ao substrato e você terá um efeito bem legal.

Kokedama de suculenta:

Assim como as orquídeas, as suculentas também são plantas que não precisam de muita água para sobreviver, uma vez que elas armazenam o líquido no interior de suas folhas. Outro fato legal também sobre ela é que o tamanho que elas vão ficar depende do tamanho do vaso onde serão plantadas. Logo, se você deseja que elas fiquem menores é só utilizar um vaso menor e isso também vai valer para a sua bolinha de substrato do kokedama.

Dá uma olhada nesse outro exemplo de kokedama que separei para você se inspirar, mas dessa vez com suculentas:

Nesse tipo de kokedama, ao invés de utilizar o substrato específico para orquídeas você irá usar terra comum. Já o resto do passo a passo é igual ao do que eu te ensinei anteriormente.

E ao invés de deixar o barbante pendurado e colocar seu kokedama na parede, nessa foto optou-se por colocar mais barbante e deixar nesse suporte duplo. Com isso dá para perceber o quão versátil esse tipo de trabalho pode ser.

Perceba também que ele não ocupa muito espaço, assim como o bonsai, então podemos utilizar kokedamas no escritório, no quarto, em uma mesinha de centro ou até mesmo na varanda de um apartamento. Tudo depende da sua criatividade.

Criando com samambaia:

Outro tipo de planta que também se dá super bem no kokedama são as samambaias e com elas ainda temos um visual diferenciado, pois a medida que elas crescem suas folhas vão caindo, então no final das contas elas ficam muito bonitas quando penduradas em um local mais alto.

Olha esse exemplo de arranjo que eu separei para você ver como fica:

Minha dica para você que pretende fazer o kokedama com samambaia é que seja feito uma bolinha de musgo maior pois elas tendem a crescer, então para que a planta não sofra no futuro, melhor deixar mais espaço para ela se expandir.

Quando ela for crescendo o visual será muito bonito, você vai ver só!

Como cuidar do seu arranjo:

Bom, agora que você já sabe como montar o seu próprio kokedama, é importante que você também aprenda a cuidar da manutenção do seu arranjo, pois senão, como toda planta que não recebe cuidados, ele pode acabar morrendo.

Independentemente da planta que você escolha para criar o seu kokedama, o mais importante é a água. E com relação a água, a dica é que você pegue sua bolinha e mergulhe na água até que saiam bolinhas do interior. Deixe escorrer um pouco e coloque de volta no lugar.

Outra forma de manter seu kokedama hidratado é borrifando água no seu arranjo até que fique bem húmido. Desse segundo jeito creio que não ficará pingando muita água igual o primeiro. É importante manter seu musgo húmido para que ele fique sempre verdinho e bonito.

Regularmente também é bom aplicar adubo no seu kokedama para manter a planta nutrida. Procure uma loja de produtos de jardinagem e veja qual é o melhor para o seu tipo de planta.

A luz do sol também é fundamental para o seu arranjo, mas sem exageros é claro. Deixe sua planta no sol da manhã todos os dias por um tempo e em seguida traga para um lugar à sombra. E nada deixar seu kokedama no solzão da tarde viu? Ele pode fazer mal não só para sua planta, mas também para os musgos.

Outro aspecto igualmente importante é sempre adquirir substratos e musgos de qualidade. Os musgos de preferência orgânicos. Produtos de qualidade podem fazer a diferença em qualquer trabalho então invista nisso.

É possível ganhar dinheiro fazendo kokedama?

Você pode até se perguntar isso e eu te respondo com uma outra pergunta: E porque não ganhar dinheiro fazendo kokedama?

Conforme você for pegando prática já pode começar a oferecer seus arranjos no trabalho, pela vizinhança ou até mesmo pela internet. Como o kokedama é preferencialmente feito com plantas mais resistentes e que não precisam tanto de água, é perfeitamente possível anunciar em sites como o elo7 e o Mercado Livre.

E se você não tem a mínima ideia de como colocar o preço nas suas peças, utilize nossa calculadora aqui mesmo no site e leve em consideração todos os seus gastos para fazer seu kokedama, inclusive o tempo gasto.

Tire fotos bem bonitas e depois é só anunciar por aí e esperar as primeiras encomendas chegarem.

E eu gostaria de finalizar com algumas sugestões diferentes de kokedamas para você colocar em casa ou vender. Ah! Um uso legal também é fazer lembranças de festa com eles. Tenho certeza de que os convidados vão adorar.

Foto Medium

Bom pessoal, no artigo de hoje conversamos sobre essa técnica japonesa que surgiu a muitos anos atrás e é uma espécie de parente do nosso já conhecido bonsai. Aprendemos que o kokedama é uma técnica simples e muito fácil de se fazer.

São muitas opções diferentes de arranjos para se produzir e eu tenho certeza de que ficarão todos muito bonitos!

Até a próxima!

tecido rosa estampado

Aprendendo como colar tecido na parede

Já se perguntou como colar tecido na parede? Às vezes nos pegamos em casa olhando para nossas paredes lisas e de repente surge uma vontade enorme de dar uma repaginada no ambiente, não é mesmo?

Renovar o ambiente de vez em quando é bom e acaba renovando também as energias da casa. Mas aí você olha para sua conta bancária e vê que seu orçamento não é tão grande quanto pensava para uma reforma maior.

Só que hoje eu trago a solução para esse problema, uma forma de mudar os ambientes da sua casa sem gastar muito: TECIDO.

Isso mesmo que você leu! No artigo de hoje o Arte com Papel traz para você técnicas e sugestões de como decorar as paredes da sua casa usando tecido, alternativa essa que pode sair até mais em conta e ficar melhor do que o papel de parede convencional.

Sei que você ficou curiosa para saber mais sobre essa técnica, então vem comigo que eu já te mostro como fazer.

Dicas importantes antes de começar:

Antes de mais nada, é importante que você saiba que não é só sair colando o tecido na parede e pronto. É preciso que você deixe a parede onde ele será colado limpa, seca e sem nenhum tipo de imperfeições(se sua parede tem mofo, veja aqui como tirar). Recomendo inclusive que você passe uma lixa antes de iniciar seu trabalho.

Outra coisa que você precisa ter em mente, uma parede branca interfere menos na cor do tecido e não corre o risco de alterar as cores dele. Então se por acaso você pretende colar em uma parede que hoje é colorida, te aconselho a deixar ela branca primeiro.

Ah! Tecidos 100% sintéticos não são bons para aderir a parede. Opte por aqueles que tenha pelo menos 70% de algodão em sua composição. Assim aumenta as chances do seu trabalho dar certo.

Escolha tecidos mais finos, pois eles são mais leves. Com tecidos mais pesados você corre o risco de que eles acabem descolando com o tempo. Já os leves só vão sair quando você quiser mesmo.

Se você estiver pensando em tecidos com estampas muito complexas, como Jacquard , o ideal é que você já compre na medida da parede para evitar ficar fazendo encaixes, o que pode não ficar bom no final. Além disso, deixe sempre sobrando cerca de 10cm em cada lado para depois de colado retirar o excesso.

Existem inclusive lojas na internet onde podemos comprar tecido na medida para a parede e tem estampas muito legais viu. Vale a pena dar uma olhada. São tantas que o difícil será escolher uma.

Depois que estiver tudo dentro dos conformes aí sim vamos poder começar a colar.

Trazendo charme para a sala de estar em parede de alvenaria:

Possivelmente esse é o cômodo mais visitado da sua casa, afinal de contas é onde você recebe suas visitas. Tenho certeza de que se você usar o tecido para decorar suas paredes, todos vão elogiar e já querer saber como fez.

Para escolher o tecido ideal para sua sala pense nas cores dos móveis e nas cores que conversem com eles. O ideal é ter uma ideia de como as cores se arranjam no círculo das cores. Vou te mostrar como funciona:

No círculo das cores temos as chamadas cores complementares e análogas. Complementares (representado pela seta preta) são aquelas que estão opostas no círculo das cores, elas fornecem contrastes maiores, mas sem ficar muito gritante.

Já as cores análogas (representada pela seta verde) são as cores que estão lado a lado no círculo das cores então se colocadas em um ambiente promovem uma certa gradação de cores. Veja aqui um artigo só sobre cores (Como combinar cores)

Tendo isso em mente, quando for montar sua decoração com tecido na parede pensa nesse círculo e veja qual efeito você deseja dar ao ambiente levando em consideração os objetos que já existem nele.

Separei uma sugestão aqui para te ensinar um passo a passo bem fácil de como colar seu tecido na parede, olha só:

Fonte: thesproce

Nesse exemplo o tecido escolhido é preto, então certifique-se de que o ambiente tenha bastante luz natural, assim não fica muito escuro. E o preto também deu um ótimo contraste com o vermelho e dourado das almofadas e combina com o chão e os detalhes nos móveis.

Para colar o tecido vamos precisar de:

  • Tecido à sua escolha.
  • Cola Branca.
  • Água.
  • Bandeja de tinta.
  • Rolo de pintura.
  • Espátula.
  • Estilete.
  • Um par de mão extras para te ajudar a colar o tecido na parede.

E agora que você já tem todos os materiais, vamos ao passo a passo:

  1. Primeiro, prepare a parede conforme ensinei acima, lixando e deixando a parede branca.
  2. Segundo, misture na bandeja, 2 medidas de cola branca para 1 medida de água.
  3. Terceiro, aplique a cola com água na parede sem miséria. Quando ela fica grudenta vai estar na hora de colar o tecido.
  4. Quarto, cole o tecido de cima para baixo, deixando sobra nas laterais (o par de mão extras vai ser importante para colar tudo certinho, ainda mais se precisar de emendas.
  5. Quinto, utilize a espátula para tirar qualquer enrugado ou bolha de ar que possa ter ficado na sua parede.
  6. Sexto, passe mais uma mão de cola nas laterais e onde tiver alguma emenda no tecido.
  7. Finalize cortando os excessos com o estilete.

Agora é só esperar secar para recolocar os móveis no lugar. Viu como é fácil? Você mesmo pode fazer com a ajuda de sua família.

DICA: Um tipo de tecido que fica muito legal usar nessa técnica é o jacquard, pois ele por si só já é bem trabalhado e fica lindo na parede. Inclusive existem estampas jacquard de tijolos, floresta, água, entre outros.

Nota: Temos um ótimo artigo sobre Cinco Tipos de Cola para Artesanato que você Precisa Conhecer

Para o quarto dos pequenos:

As crianças também vão adorar uma renovada no quarto deles!

Dependendo da idade, opte por tecidos com estampas de bichinhos ou outros temas infantis.

Fonte Etsy

Agora se seus pequenos já não são mais tão pequenos assim, existem tecidos que possuem estampas mais adolescentes que vão mexer com a cabeça dos seus filhos. Olha essa sugestão que legal:


Fonte Etsy

Como remover o tecido da parede

O mais legal dessa decoração nas paredes com tecido é que se vocês enjoarem dele, para tirar não é nenhum bicho de sete cabeças.

Existem duas formas de se tirar, usando aqueles ferros a vapor para passar roupa no cabide, ou com um pano molhado com água quente. Basta você ir passando no tecido de cima para baixo e ir desgrudando aos poucos.

Vai acontecer da sua parede acabar ficando manchada do tecido, mas para tudo se tem uma solução e se isso acontecer, basta lixar a parede e pintar novamente. Daí vai de você colocar um novo tecido ou deixar somente pintada.

Uma cara nova também no banheiro:

Outro lugar da casa que talvez você não tenha pensado em usar o tecido é o banheiro. Você pode até pensar que existe risco de mofar por causa da humidade, mas o que talvez você não saiba é que existem alguns modelos de tecido impermeáveis e que podem ser usados sem problema nesse cômodo da casa.

Lembrando que o passo a passo para colar todos esses tipos de tecido é o mesmo que ensinei na sala de estar a única coisa que vai mudar mesmo será a cor e a estampa do tecido escolhido, porque o resto será tudo igual.

Decorando a festa com tecido:

O tecido também é muito usado na decoração de festas de aniversário e casamento, entre outros eventos. E existe uma forma ótima de colá-lo na parede e que vai durar a festa toda.

Em uma situação como essa podemos usar fita dupla face ou cola quente. No entanto, a cola quente pode acabar danificando a parede por trás quando retirada e se sua festa for em um local alugado, isso pode ser um problema.

A vantagem da dupla face, na minha opinião, é que depois que a festa terminar conseguimos tirá-la mais facilmente usando álcool, assim não corremos riscos de danificar a parede.

Nesse caso, de preferência por tecidos mais leves como a organza. Existem várias opções no mercado e eu tenho certeza de que uma delas ver servir nas cores do seu evento. Ah! E vale lembrar que esses tecidos podem ser utilizados em festas infantis, de 15 anos, bodas, casamentos ou qualquer outro tipo de festa que você estiver pensando em realizar.

Bom, deu para perceber que existem muitas possibilidades para decorar sua casa usando tecido. Ele é uma alternativa bem legal ao papel de parede, sendo bem fácil de aplicar e retirar.

Antes de escolher o seu tecido não esqueça das dicas que te dei hoje sobre as cores e pense em quais estampas ficarão melhores no cômodo que você quer reformar. Também não deixe de preparar a parede corretamente para que seu tecido não acabe caindo no futuro.

Não é preciso gastar rios de dinheiro para dar uma renovada na sua casa. Existem soluções práticas e baratas que no final ficam parecendo um trabalho bem caro e que vai arrancar elogios de todos. Espero ter te inspirado!

Agora é a hora de colocar a mão na massa e renovar sua casa!

Até a próxima! E deixa um comentário abaixo dizendo o que você achou dessas dicas

Artigos interessantes:
Como impermeabilizar tecido

lettering com caneta preta

Saiba tudo e mais um pouco sobre lettering

Leterring….Concurseiros que fazem mapas mentais provavelmente saberão do que eu estou falando logo de cara e talvez até você já conheça ou tenha feito, porém nunca ouviu falar nesse nome.

Hoje em dia a moda é apresentar trabalhos escolares em apresentações do Power Point ou no Prezi. Elas vêm cheias de detalhes, figuras, fontes diferentes e animações que deixa o trabalho todo high tech.

Mas nós bem sabemos que quando estávamos na escola, sem computadores naquela época, isso não era possível, então entravam em cena cartazes com xerox de fotos e títulos que tentávamos fazer com a letra mais bonita possível.

E é justamente essa “letra bonita” que evoluiu, se reinventou e voltou com tudo hoje em dia com o nome de lettering e está caindo nas graças de muita gente novamente. E não pense que essa técnica é coisa de amadores não, muitos designers trabalham exclusivamente com ela e produzem diversos projetos para marcas usando o lettering.

No artigo de hoje vamos aprender o que é o lettering e diferentes formas de fazê-lo, para deixar nosso trabalho, resumo ou apresentação com outra cara.

Preparada? Então vamos lá!

Mas afinal, o que lettering?

Fonte: Creativelive

Aposto que você está se perguntando o que raios é esse tal de lettering eu você nunca ouviu falar. Vamos com calma que eu já vou te explicar como funciona essa técnica direitinho.

Podemos dizer que lettering é a arte de desenhar letras. Diferente da tipografia onde usamos letras pré-estabelecidas, como acontece no Word por exemplo, o lettering é uma criação gráfica única e possui um objetivo específico.

Podemos usar o lettering em diversas situações, como por exemplo na criação de uma logo, elaboração de mapas mentais, de apresentações, entre outras.

Mais do que uma simples caligrafia, o lettering é um trabalho de design e inclusive profissionais que trabalham com essa arte não usam a mesma criação em dois trabalhos diferentes, pois ele carrega a identidade daquele projeto.

E diferentemente da caligrafia, que busca a forma das letras todas perfeitinhas, o lettering não está tão preocupado com isso. O resultado final pode conter inclusive algumas imperfeições, até porque muitas vezes essas imperfeições são resultado das ideias que o criador teve para o trabalho.

Já deu para perceber que o lettering não é só desenhar letrinhas bonitas. Para muita gente que vive desse tipo de trabalho é uma coisa bem séria e comprometida, pois envolve todo um trabalho de criação e produção de conteúdo único para cada cliente que contrata os serviços.

Como fazer lettering:

Opa! Se você acha que é só se sentar, pegar um papel e já começar a fazer as letras no lettering você está enganado. O ideal seria receber orientações ou um curso de um profissional de design, mas como sabemos que isso pode sair meio caro, existem tutoriais no YouTube que podem ser de grande ajuda para te ensinar a fazer diversos trabalhos.

Eu separei aqui algumas dicas bem legais para você que está interessado em fazer lettering, dá uma olhada:

Tenha bons materiais:

Para qualquer tipo de trabalho manual que a gente faça, é sempre importante que tenhamos bons materiais, mas óbvio que você não precisa gastar nenhuma fortuna com materiais caros, principalmente se você não for viver disso.

Para o lettering é legal que você tenha bons lápis, lápis de cor, canetas e canetinhas. Entre os lápis tenha variedades dos mais claros aos mais escuros, com as canetas, prefira aquelas de ponta fina tipo Stabilo.

Já com as canetinhas, meu conselho é que você procure por aquelas com ponta pincel, pois elas te permitem fazer traços mais finos ou mais grossos e fica bem legal no final. Algumas pessoas também usam marca texto por causa dos tons neons.

Outra coisa que também é importante é o tipo de papel que você vai usar. O papel A4 comum até serve, mas tendo em vista que você irá utilizar canetinhas, entre outros materiais, pode acabar acontecendo um rasgo no papel se ele ficar molhado demais, ou também ficar enrugado.

Pensando nisso e querendo evitar algum acidente, te aconselho a comprar papeis com uma gramatura mais dura, como o papel canson. Ele é um papel mais duro e mais grosso e vai evitar que seu trabalho fique muito molhado por causa das tintas das canetinhas.

Algumas pessoas também usam papel cartão colorido dependendo do trabalho que elas vão desenvolver com o lettering, aí fica à sua escolha.

Comece praticando:

Você já ouviu falar que a prática leva a perfeição? Pois bem, pode ser que as suas primeiras tentativas de lettering fiquem meio esquisitas, mas se você praticar um pouco a cada dia seu trabalho vai melhorando aos poucos.

Uma dica bem legal é praticar alguns traços e letras como se você estivesse fazendo um caderno de caligrafia, assim você vai pegando o jeito do lettering e logo não precisará mais treinar.

Fonte: Creativelive

Depois de praticar bastante aí então é chegada a hora de começar a fazer o seu lettering de fato!

Hora de colocar a mão na massa com frases e letras:

Bom, a essa altura você já comprou os materiais necessários, já praticou e está doido para começar a fazer diferentes desenhos de letras, não é mesmo?

E que tal começar agora?

Então se liga nesse passo a passo:

  1. Primeiro, separe seus materiais e pense em algumas palavras pequenas para você fazer pela primeira vez, como por exemplo o seu nome.
  2. Segundo, utilize um lápis mais claro para fazer o esboço (nas primeiras vezes esse passo será necessário, mas depois com o tempo você verá que nem vai mais precisar esboçar primeiro).
  3. Terceiro, observe se no esboço as letras possuem um espaço regular entre elas e se as letras não estão destoando muito umas das outras.
  4. Quarto, agora é a hora de colocar cor na sua palavra. Porém, se você quiser apenas trabalhar com preto e branco fique à vontade, afinal de contas o mais legal do lettering é a diversidade e poder fazer do jeito que mais nos agrada.

DICA: Treine colocar a cor em seu desenho algumas vezes para você ir aperfeiçoando suas técnicas de acabamento e aproveite para usar letras de forma, letras cursivas, em 3D, enfim, existem infinitas possibilidades de se fazer lettering.

Na internet você encontra um monte de sugestões de fontes de lettering, mas você quer um conselho especial aqui do Arte com Papel, esqueça todos esses modelos e moldes. Para que se prender a eles se o legal do lettering é justamente deixar a imaginação rolar?

Use e abuse da sua criatividade, você pode até usar esses modelos e o trabalho de outras pessoas como inspiração achados no Pinterest, mas o legal é criar seus próprios modelos e quem sabe até fazer uma pastinha só sua com as suas ideias de fontes, assim você pode sempre consultar letras que você já fez e se inspirar.

Faça seus próprios trabalhos com lettering:

Fonte: Elo7

Depois de praticar bastante eu já tenho certeza de que você vai ficar um craque no lettering de dar inveja a qualquer designer experiente.

Agora é a hora de produzir seus próprios trabalhos para valer. Se você está estudando para a escola, faculdade ou concursos públicos, utilize o lettering para construir mapas mentais bem diferentes.

Os mapas mentais são uma ótima ferramenta de estudo e com um título em destaque usando a técnica do lettering vão ficar ainda mais bonito. Tem gente que inclusive produz esses mapas, depois passa para o computador e vende nas redes sociais e acredite se quiser, bastante gente compra esse tipo de material.

Se você for ainda aluno de escola, tenho certeza de que com o lettering seus trabalhos nunca mais serão os mesmo e receberão muito elogios.

Outra dica legal para quem quer investir no lettering como uma forma de negócio, é produzir alguns trabalhos que envolvam a técnica, como quadros motivacionais, cadernos, agendas, planners e até adesivos para colar na parede.

Para quem trabalha com madeira por exemplo, se você possui um marceneiro de confiança e que tenha máquina de cortar MDF à laser, outra sugestão legal de peça é escrever palavras ou frases usando lettering, depois fazer o molde e levar na marcenaria para que seja cortado. Depois você pode pintar e decorar do jeito que achar melhor e vender como enfeite ou até mesmo decoração para festas.

Fonte: Elo7

Bom minha gente, hoje vocês puderam conhecer um pouco mais sobre a arte de desenhar letras, conhecida como lettering. Diferentemente de outras formas de caligrafia e tipografia, o lettering te permite criar uma infinidade de trabalhos diferentes com toda a liberdade do mundo.

Você viu que com os materiais certo (sem precisar serem caros), com pesquisa de ideias e com prática é possível até se tornar um profissional de lettering. Com o tempo você será capaz de produzir os mais variados tipos de trabalhos usando essa técnica, que se torna cada vez mais popular, que é o lettering.

Deixe sua imaginação fluir e faça lindos trabalhos usando essa técnica super criativa.

Hora de pôr a mão na massa!

Até a próxima! Se você tem algo a acrescenter ou contribuir deixa um comentário abaixo e não deixe de ver nosso artigo sobre string art e como fazer carimbo

Veja também:
Desenho para imprimir

tecidos pintados

Como Tingir Roupa: Veja as Melhores Maneiras e Como Fazer

Certamente você já se deparou com a seguinte situação: abriu seu armário, olhou para as suas roupas e teve a sensação de já usou todas elas pelo menos um milhão de vezes, não é mesmo?

Nessas horas, a vontade que temos é de se arrumar, partir para o shopping e renovar todo o nosso guarda-roupa. No entanto, esse sentimento passa assim que a gente se lembra que somos meros mortais e que não temos tanto dinheiro para trocar todas as peças de roupa todo mês.

Mas calma minha amiga, eu hoje trago a solução perfeita para você que não tem aquele cartão de crédito sem limites. Já que não dá para comprar roupas novas, que tal tingir as roupas antigas?

A melhor coisa do tingimento é que além de dar uma cara de nova a uma peça que já estava com cara de meio surrada, ele pode nos ajudar a criar peças totalmente nova a partir de uma antiga.

Eu aposto que você ficou curiosa para aprender a tingir suas roupas não é mesmo? Então vem comigo, que hoje tem muita coisa interessante para você aprender.

Antes de começar, uma dica:

Porém, antes de te passar todas as dicas que eu tenho, é preciso que você saiba de um detalhe quando se trata de tingir tecidos no geral.

Os tecidos naturais como o algodão, ou que possuam em sua composição pelo menos 50% de algodão são mais fáceis de serem tingidos.

Em contrapartida, tecidos sintéticos como a lã acrílica, poliéster, lycra e suplex costumas não pegar a cor quando tingimos (veja a comparação entre poliéster e algodao aqui). Sendo assim, preste atenção antes de começar o processo de tingimento.

Tingindo roupa preta:

Ah, eu tenho certeza de que essas são as primeiras peças que começam a ficar com cara de desgastadas no seu guarda-roupa.

Você já deve ter ouvido um monte de técnicas ninja para manter as roupas pretas como novas por mais tempo. Seja lavando somente roupa preta junto, lavar na mão somente, enfim, são muitas técnicas, mas mais cedo ou mais tarde o resultado sempre chega: elas começam a desbotar.

Daí, ao invés de jogar a peça fora, eu vou te ensinar a tingir a sua roupa preta com água quente e água fria, dá uma olhada:

Com água quente:

Para tingir sua peça, o principal é ter um bom corante e uma marca que eu super recomendo é a Guarany. A Guarany é uma marca que está no mercado a mais de 90 anos e possui uma vasta paleta de cores para você escolher.

Sabendo disso, agora vamos aos materiais que serão utilizados:

  • Peça de roupa preta.
  • Corante Guarany preto.
  • 1 panela grande o suficiente para caber a roupa (de preferência uma que você não use mais para cozinhar).
  • Água.

Passo a passo:

  1. Primeiro, lave a peça de roupa normalmente.
  2. Segundo, quando a peça estiver terminando de lavar, aquela água na panela e acrescente o corante preto.
  3. Terceiro, com a peça ainda úmida, coloque na água quente e deixe fervendo ainda um pouco em fogo baixo (você pode utilizar uma colher de pau para mexer um pouco a peça e deixar que ela fique molhada uniformemente).
  4. Quarto, escorra a água quente e deixe a peça esfriar.
  5. Para finalizar, é só enxaguar com água morna e colocar para secar.

DICA: Tecidos mais escuros podem levar mais tempo para pegar a cor, por isso é importante mexer a panela de vez em quando e ver em que ponto está a coloração da roupa.

Com água fria:

O tingimento com água fria tem algumas diferenças com relação ao anterior, mas de qualquer forma você precisará ferver água para dissolver o corante, porém você não colocará a peça no fogo para ferver junto com a água.

Materiais necessários:

  • Peça de roupa preta.
  • Balde.
  • Água fervente.
  • Corante preto.
  • Fixador de cor.
  • Colher de pau.

Passo a passo:

  1. Primeiro, ferva a água e em seguida coloque no balde.
  2. Segundo, acrescente o corante e mexa com a colher para misturar bem.
  3. Terceiro, acrescente o fixador na água.
  4. Quarto, coloque a peça de molho por cerca de 1 hora na mistura.
  5. Para finalizar, é só enxaguar.

A vez da roupa branca:

Se o problema com as roupas pretas é que elas ficam esbranquiçadas com o tempo e o uso, o problema com as roupas brancas é que elas tendem a fica amareladas e feias conforme a gente usa.

Você pode usar o corante para tingir sua peça igual eu ensinei para as roupas pretas, porém agora eu vou te ensinar uma técnica que utiliza tinta para tecido para tingir.

Uma marca bem boa e famosa, que também já possui anos de mercado é a tinta Acrilex, porém se onde você mora não tiver essa marca em específico, saiba que dá para utilizar outras marcas de tinta para tecido sem problemas.

Vamos então aos materiais necessários:

  • Peça de roupa branca.
  • Água Sanitária.
  • Vinagre.
  • Água.
  • Panela grande o suficiente para caber a peça de roupa.
  • Colher de pau.
  • Tinta para tecido branca.

Passo a passo:

  1. Primeiro, misture uma medida de água sanitária e a mesma quantidade de água fria e coloque a roupa de molho nessa mistura por 1 hora.
  2. Segundo, transfira a peça para um balde onde tenha uma medida de vinagre para duas de água e deixe descansando por mais 30 minutos.
  3. Terceiro, lave a roupa para eliminar qualquer resquício de qualquer uma das misturas anteriores.
  4. Quarto, aqueça a água na panela e acrescente a tinta para tecido.
  5. Quinto, coloque a peça na água quente e continue mexendo até ferver.
  6. Para finalizar, retire a camisa do fogo e lave com água fria e coloque para secar.

Viu como é fácil? Agora você tem uma peça branquinha novamente, como se tivesse acabado de sair da loja.

Como tingir peças jeans:

Eu tenho certeza de que aí na sua casa tem aquela peça de jeans que já está meio surradinha, mas que você não quer abrir mão dela, ou então, que quer trazer de volta a cor que se foi.

Aqui no Arte com Papel você já aprendeu a customizar sua calça jeans de várias formas, não é mesmo? Mas hoje você vai aprender a tingir elas e dar uma cara nova para uma peça velha.

As mesmas técnicas que eu ensinei anteriormente com corante e com tinta para tecido podem ser aplicadas aqui com o mesmo resultado final, é só trocar a cor do corante ou da tinta pela cor azul.

Mas como eu gosto de inovação, vou te dar uma dica que vai deixar seu jeans mega colorido e bem divertido (se você tem dúvida sobre cores leia esse artigo).

Opção colorida:

Para inovar de vez e criar um visual completamente novo e bem alegre como o desse shorts jeans, não serão necessários muitos materiais diferentes do que usamos até agora. O grande diferencial aqui será a sua criatividade em elaborar desenhos para tingir sua peça.

Materiais necessários:

  • Peça de roupa jeans.
  • Água sanitária.
  • Esponja.
  • Tinta para tecido.

Passo a passo:

  1. Primeiro, com a peça seca, respingue a água sanitária em diferentes pontos e em seguida deixe secar.
  2. Segundo, molhe a esponja na tinta para tecido e pinte as partes que desbotaram com a água sanitária.
  3. Para finalizar, lave a peça de roupa sozinha para tirar o excesso de tinta que ficou.

DICA: Você Pode amarrar partes da peça de roupa com elástico para descolorir com a água sanitária, ou mesmo usar moldes.

Foto: paperblog

Só para te avisar que você não precisa necessariamente usar essa técnica para amarrar para fazer efeitos coloridos somente. Fica legal também usar um corante azul mais claro em um jeans mais escuro ou vice e versa, como na foto abaixo.

Foto: paperblog

Transformando uma simples camiseta branca:

Se você gostou da ideia do jeans colorido, vai gostar mais ainda do que eu vou te mostrar agora.

Uma simples camiseta branca pode se transformar um várias outras camisetas única somente com elástico e corante. Basta você amarrar partes da camiseta de acordo com o padrão que você deseja montar e em seguida mergulhar a peça de roupa em um balde com água quente e o corante com o fixador.

Depois de um tempo, você retira a camiseta, enxágua e espera secar para então tirar o elástico. O mais legal é que você nunca saberá ao certo como ficará o resultado final, será uma grande surpresa.

Foto Parents

E que tal aproveitar e chamar as crianças para participar dessa atividade com vocês? Tenho certeza de que eles vão adorar!

Ah! E aproveite o periodo de carnaval que tem todo ano, algumas dessas peças podem ser customizadas e vendidas como fantasias. Os foliões vão se amarrar na ideia.

Bom pessoal, hoje vocês descobriram que é possível transformar peças no guarda-roupa que estão desbotadas, ou mesmo aquelas que vocês já usaram muito e querem repaginar.

Utilizando corante ou a tinta para tecido e alguns poucos materiais a mais você terá peças novas e prontas para serem usadas e sem gastar muito dinheiro. Aposto que depois desse artigo aquela sensação descrita lá no início vai ser mais difícil de acontecer.

Então agora é hora de colocar a mão na massa.

Até a próxima!

Leia também:
Como fazer desinfetante caseiro cheiroso
Como fazer slime
Molde de letra e números

fotos para exibir no mural

Dicas Reveladas para um Lindo Varal de Fotos:

Às vezes só um porta-retrato não dá conta para o tanto de foto legal que a gente tem, não é mesmo? E como não somos obrigados a escolher só uma foto para colocar na nossa casa, a solução para quem tem um monte de memórias legais é criar um varal de fotos.

A vantagem de um varal em relação a um porta-retrato, é que ele não vai ocupar tanto espaço, até porque eles geralmente são pendurados na parede.

Além disso, tem uma forte tendência nas festas hoje em dia, principalmente de noivado e casamento, de fazer um varal de fotos com as fotos do casal como parte da decoração. É uma solução bonita e barata para deixar o ambiente bem bonito.

E se você gostou dessa ideia e quer aprender a fazer diferentes tipos de varais, fica ligada no artigo de hoje que tem muita coisa interessante para eu te mostrar.

Mini varal com moldura:

Nem todo varal de fotos precisa ser grande ocupar uma parede inteira por exemplo. Esse aqui por exemplo fica lindo na mesa do escritório, por exemplo.

Vamos dar uma olhada na lista de materiais que serão utilizados:

  • 1 moldura em MDF.
  • Linha.
  • Cola quente.
  • Pregadores de metal.
  • Tinta PVA branca.
  • Fotos no tamanho polaroid.

E agora se liga no passo a passo como é simples:

  • Primeiro, pinte a moldura com a tinta branca e espere secar para continuar.
  • Segundo, meça o local onde ficará cada linha, cuidando para que no final uma foto não acabe ficando por cima da outra (veja aqui dicas para tirar fotos melhores com o celula).
  • Quarto, cole as linhas na parte de trás com a cola quente (muito cuidado para não se queimar ok?).
  • Quinto, posicione os pregadores de metal.
  • E para finalizar, pendure as fotos e escolha um lugar bem legal para colocar seu trabalho pronto.

Para os amantes de viagens por no quarto:

Foto: homedit

Se você é daquelas pessoas que ama viajar e sempre que pode está descobrindo um destino novo pelo Brasil e pelo mundo, sem dúvidas esse varal vai ficar um arraso no seu quarto ou na sua sala.

Ele é um pouco mais complicado de se fazer, mas depois de pronto fica lindo e com as fotos nele, não faltarão estórias para contar.

Materiais necessários:

  • Pregos pequenos.
  • Martelo.
  • Linha.
  • 1 mapa mundo para se basear.
  • Lápis.
  • Pregadores.

Passo a passo:

  • O primeiro passo e o mais importante é fazer o esboço de onde ficarão os pregos. Com o auxílio do mapa, desenhe pontos com o lápis nos locais que você irá furar (lembre-se que o mapa não precisa ficar exatamente perfeito, até porque é uma versão mais estilizada).
  • Em seguida você irá prender os pregos na parede com o martelo.
  • Depois, passe a linha desenhando o mapa como está na foto acima.
  • Finalize colocando os pregadores e as fotos.

Utilizando tronco de árvore e barbante:

Foto: Homedit

Olha que sofisticado esse modelo de varal. Tenho certeza de que ficará lindo na sala da sua casa e que todos irão elogiar.

Nesse trabalho vamos precisar dos seguintes materiais:

  • Pedaços de troncos de árvore.
  • Parafusos.
  • Furadeira.
  • Linha.
  • Fita dupla face.

Passo a passo:

  • Primeiro, corte os troncos em pedaços menores como os da foto.
  • Segundo, faça um buraco na parede e no tronco para encaixar o parafuso corretamente.
  • Terceiro, prenda o tronco no parafuso e amarre a linha.
  • Quarto, prenda o tronco na parede.
  • Quinto, escolha as fotos que você deseja usar e cole na linha e na parede com a fita dupla face.

Varal de fotos para o casamento ou noivado:

Foto: framaroot

E olha que legal essa ideia para decorar a festa de casamento ou de noivado. Um varal de fotos com momentos importantes do casal, seja sozinho ou com os amigos. Dá uma olhada porque separei mais dois modelos aqui embaixo.

Foto: pinimg
Foto: pinimg

Como você pode ver, esses dois últimos modelos são feitos com pallets e também ficam bem legais para um evento com um ar mais rústico.

Como você pode ver, na segunda foto com pallet temos ao invés de barbantes, um pisca-pisca, o que também é uma ótima alternativa para deixar seu trabalho mais charmoso.

Para montar um desses varais vamos precisar dos seguintes materiais:

  • 1 moldura de madeira grande ou 1 pallet.
  • Barbante.
  • Cola quente.
  • Pregadores.
  • Caneta ou lápis.

O passo a passo também é bem simples:

  • Primeiro tire as medidas certinho de onde cada barbante deve ser preso e faça a marcação com lápis ou caneta.
  • Em seguida, cole os barbantes com a cola quente.
  • Para finalizar, coloque as fotos nos pregadores e decore com flores, ou outros adereços.

DICA: Se você optar pelo pisca-pisca, não utilize a cola quente, coloque uns preguinhos e pendure as luzes neles.

Viu como é fácil? Uma decoração simples e bonita, para deixar esse momento ainda mais especial.

Bom pessoal, no artigo de hoje aprendemos a fazer diferentes tipos de varal de fotos, até porque ninguém é obrigado a ter uma foto só em cada cômodo não é mesmo.

Essa é uma solução bem prática para expor os nosso momentos importantes, sem ocupar muito espaço no ambiente, apenas na parede. E o legal é ir trocando as fotos de tempos em tempos, assim ele estará renovado constantemente.

Vimos também que eles podem se transformar em um elemento decorativo muito charmoso para uma festa de noivado, casamento, ou até um chá de bebê por exemplo.

Pois se você gostou dessas dicas, agora é hora de colocar a mão na massa e começar a produzir seu próprio varal de fotos.

Te vejo na próxima!

flores em papéis diversos

5 Dicas Prática de Decoração com Flores de Papel:

Sem dúvidas, a decoração de um evento ou mesmo da nossa casa é mega importante e procuramos deixar tudo impecável, não é mesmo?

E a decoração com flores de papel é um elemento que sempre se destaca nos eventos. Variadas e coloridas, elas podem ser feitas em diferentes tamanhos e com diferentes tipos de papéis.

No artigo de hoje você vai ficar por dentro de como montar essas lindas flores e ainda vai receber dicas bem legais para decorar sua festa da melhor forma.

Você vai ver que elas ficam tão perfeitas, que algumas até parecem que são de verdade!

Se você está curiosa, continua lendo, porque tem muita coisa legal por aqui hoje!

Usando Papel cartão:

O papel cartão se encontra facilmente em papelarias e oferece uma variedade bem grande, que vão te permitir fazer flores em diferentes cores e tamanhos, sejam elas pequenas, médias, grandes e até mesmo gigantes, devido ao fato dele ser mais estruturado que um papel comum.

Flor gigante para decorações:

Pode até parecer complicado à primeira vista, mas você vai ver que com o molde certo, será possível construir flores belíssimas para o seu evento. Ah! Inclusive você pode aproveitar os moldes de flores que já deixamos para você aqui anteriormente.

Para fazer essa flor gigante vamos precisar de:

  • Papel cartão com pelo menos 3 tonalidades diferentes para termos um efeito degrade.
  • Tesoura.
  • Molde de flor.
  • Cola Branca.

Passo a passo:

  • Primeiro use o molde para recortar as pétalas em diferentes tamanhos separadamente e faça um corte com a tesoura no centro.
  • Segundo, passe um pontinho de cola em um dos lados que você recortou e cole para a pétala ficar curva.
  • Terceiro, faça a montagem da flor das extremidades para o centro.

Para não ficar nenhuma dúvida, vou deixar as fotos do passo a passo para você olhar bem certo como se faz.

E olha minha gente, as possibilidades para se fazer flores usando o papel cartão são enormes! Com o molde certo você pode fazer rosas, margaridas e diversas outras flores.

Vou deixar algumas ideias de flores que podem ser feitas a partir de um molde e logo a seguir vou ensinar mais um jeito diferente de se fazer uma rosa de papel cartão.

Uma vez que você já fez as flores, agora é só usar a sua criatividade para decorar o seu evento. Seguem algumas sugestões de decoração com flores de papel. Independentemente do tema, eu tenho certeza de que será possível fazer belíssimas decorações.

Foto: Ebay

Modelo diferente de rosa de papel:

Também com o papel cartão será possível fazer uma rosa, porém, ao invés de usarmos os moldes para fazer as pétalas separadamente, vamos recortar um quadrado de papel e depois recortar ele em espiral.

Para montar a flor basta enrolar a espiral e colar a ponta e estará pronta!

Pelo passo a passo fica super fácil montar, não é mesmo?

Utilizando papel crepom:

Diferente do papel cartão que é mais estruturado, com o papel crepom você será capaz de fazer flores tão mais delicadas que beiram à realidade.

Assim como nas decorações anteriores, veremos que é bem tranquilo e que depois de montadas, as flores poderão ser usadas em diferentes tipos de decoração. E o mais legal é que essas feitas em papel não precisam, necessariamente, ser usadas em festas, arranjos de mesa também ficarão lindos com as dicas que daremos aqui.

Flor delicada em espiral:

Para esse tipo de flor não é preciso muita coisa além do papel crepom. Você vai precisar dos seguintes materiais:

  • Papel crepom na cor que você preferir.
  • Uma haste de metal ou palito de churrasco.
  • Cola Branca.
  • Fita adesiva.

Passo a passo:

  • Primeiro recorte uma tira de papel crepom (quanto mais longa for a tira, mas cheia ficará sua flor).
  • Em seguida, dê uma ligeira amassada em um dos lado para ficar enrugado.
  • Depois, enrole na haste de metal ou palito de churrasco e vá moldando sua flor.
  • Finalize passando fita adesiva na base (utilize fita verde).

Com pétalas individuais:

Foto: gtrend

Pois se você achou que não seria possível fazer flores com pétalas individuais estava muito enganada. Inclusive você pode acrescentar pequenos detalhes a tinta ou lápis, para deixar seu artesanato ainda mais realista.

Basta você recortar as pétalas uma a uma usando moldes e colando com a cola quente.

É claro que também existem vários outros modelos que podem ser feitos de acordo com a sua criatividade. Vou deixar algumas inspirações para você logo a seguir ok?

Foto: gtrend

Agora com relação a utilizar essas flores na decoração eu não preciso nem dizer que vai de acordo com o seu gosto, não é mesmo?

Dá para fazer arranjos de mesa, se as flores maiores você pode fazer um painel para deixar atrás do bolo e inclusive buquês de flores podem ser feitos desse modo e eu garanto que os convidados nem notarão a diferença a menos que eles toquem na flor.

Olha esse buquê lindo que foi feito somente com flores de papel crepom. Aposto que ninguém dirá que não são naturais:

Foto: gtrend

Bom pessoal, espero que vocês tenham gostado das dicas de hoje sobre decoração com flores de papel e que as utilizem bastante fazendo o seu próprio artesanato.

Lembre-se que as possibilidades são enormes, basta você deixar sua criatividade rolar. E no final das contas a decoração do seu evento vai ficar muito mais charmosa com essas lindas flores em papel.

Agora é só colocar a mão na massa.

Até a próxima!

papel para escrever recado

Mural de Recados: Como Fazer Passo a Passo

Sem dúvidas, um mural de recados é uma ferramenta bem prática para se pendurar avisos e lembretes, seja no escritório, ou em casa.

Além disso, é muito comum encontrar murais nas escolas para expor atividades dos alunos, e também na casa de um concurseiro, como uma ferramenta de controle de estudos por exemplo.

Se você for em papelarias ou lojas especializadas no shopping, você vai encontrar alguns para vender, porém a um preço pode acabar sendo bem salgado.

E pensando nisso, hoje estou aqui para te ensinar a fazer murais de recados simples e práticos, sem precisar gastar muito dinheiro (eu sei que vocês adoram essa parte). Ao final, tenho certeza de que você vai estar com a cabeça cheia de ideias e pronta para fazer o seu próprio mural de recados.

Então continua comigo e vamos começar logo, porque tem muita coisa legal para gente aprender hoje!

Fugindo da cortiça tradicional:

Com toda certeza você já viu ou já teve um mural de recados de cortiça em casa. Para quem não sabe ou não se lembra, a cortiça é aquele material que usamos para fazer rolha de garrafa de vinho, por exemplo.

Tá ok, admito que ele é simples e prático, mas pode acabar sendo meio sem graça. Daí a minha ideia aqui é reinventar o modelo basiquinho, ainda usando cortiça, mas não da forma como sempre vemos, quer ver só como vai ficar?

Para construir nosso mural de recados reinventado vamos precisar de:

  • Rolhas de garrafa.
  • 1 círculo de MDF.
  • Tinta PVA.
  • Corda.
  • Cola quente.

Passo a passo:

  • Primeiro, pinte o círculo de MDF com a tinta de sua preferência.
  • Segundo, comece a colar as rolhas depois que a tinta já estiver seca (o ideal é colar primeiro o círculo maior e depois encher o interior do círculo).
  • Terceiro, meça o quanto de corda será necessário para contornar o círculo e deixar espaço para pendurar na parede, para então cortar e colar com a cola quente.

Depois de pronto é só arrumar um lugar para colocar o seu mural de recados e prender uns alfinetes para fixar as mensagens. Muito simples, não é mesmo?

Utilizando isopor e tecido:

O isopor é uma material leve e barato, que vai cair super bem na confecção desse mural de recados. Já o tecido vai dar o toque diferente que a gente quer.

Foto: kenarry

Nesse projeto vamos precisar de:

  • 1 placa de isopor de pelo menos 3cm.
  • Tecido suficiente para cobrir a placa.
  • Fitas de tecido.
  • Tachinhas.
  • Cola quente.
  • Grampeador.
  • Gancho para pendurar na parede.

Passo a passo:

  • Primeiro, meça o tecido e forre a placa de isopor (na parte de trás você pode colar com cola quente e depois prender com o grampeador).
  • Segundo, com a fita de tecido faça um X na parte da frente e a partir dele trace outras linhas e prenda atrás com o grampeador.
  • Terceiro, nas intersecções das fitas, coloque uma tachinha.
  • Para finalizar, prenda o gancho de parede na parte de trás.
Foto: kenarry

DICA: Um mural de recados como esse pode ser usado em diversos locais, tudo depende da cor de tecido e da fita que você irá usar.

Para deixar a escola ainda mais bonita:

Nas escolas, os murais de recado são bastante utilizados, seja nos corredores, ou mesmo dentro de sala. E nesse projeto vamos usar um material que todos os professores adoram: o EVA.

O legal do mural escolar é que ele está sempre mudando de acordo com a época do ano e com o assunto trabalhado em sala de aula. Para esse tipo de mural então, a cortiça é o material mais indicado, por causa da sua maior resistência.

Foto: pinimg

Utilizando papel e o EVA os professores vão poder montar seu mural de acordo como eles querem, seja para um evento na escola, ou para deixar um trabalho de aluno em exposição.

Definitivamente não tem mistério, é só deixar a imaginação rolar!

Recadinho do convidado para o anfitrião:

Em muitas festas é comum que haja um espaço para que os convidados deixem um recado para o anfitrião, seja em um aniversário, chá de bebê ou até mesmo em casamentos.

A dica que eu tenho para te dar então é montar um mural de recados que se pareça com um varal, assim como esse da foto aqui em cima. E ao lado do mural você deixa uma mesinha com esses mini pregadores para que depois que os convidados escrevam suas mensagens, possam pendurar no mural.

A parte legal desse mural é que ao final da festa você poderá ver e se divertir com todos os votos de felicidades que seus convidados te deixaram ao longo do evento.

DICA: Os papéis podem ser distribuídos aos convidados durante a festa, ou também há a opção de deixar ao lado do pregador, assim o convidado fica mais a vontade de escrever quando quiser.

Bom pessoal, no artigo de hoje, eu trouxe para vocês diferentes exemplos de mural de recados e como customizá-los da melhor forma.

É claro que existem várias outras opões e formas de se fazer um mural, tudo vai depender da sua criatividade. O fato é que esses murais são muito práticos e ótimos para ajudar na organização, por exemplo.

Se eu sou você já tratava de separar os materiais necessários e começava a fazer meu próprio mural de recados. Tenho certeza de que ficará ótimo.

Te vejo na próxima então! Até lá!