Arte com Papapel

faca em casa sua propria arrara para pendurar roupas

Dicas e Ideias Para Fazer Arara de Roupa Artesanal

 

Atualmente as pessoas estão ficando cada vez mais preocupadas com a organização e decoração dos cômodos de suas casas. Móveis planejados e otimizações dos espaços estão super em alta e quando o assunto é decoração de quartos a criação de um closet aberto é uma das opções mais desejadas.

Os quartos com closets abertos ficam super bonitos e funcionais. Mesmo em ambientes pequenos com pouco espaço eles são ótimas alternativas para otimização do espaço.

closet aberto

 

Todo mundo que assiste programas de televisão, séries ou filmes, provavelmente já viu pelo menos uma vez o closet aberto. E como é algo comumente associado aos artistas, várias pessoas deixam de fazê-lo, pois acreditam que é necessário gastar muito dinheiro.

No entanto, há muitas opções baratas para fazer um closet aberto, e uma das principais características destes closets são as araras de roupas. As araras de roupas são fáceis de ser encontradas e não costumam ser muito caras.

Porém, para quem gosta de fazer artesanato, vale a pena fazer arara de roupa artesanal em casa. As opções são bastante diversas com materiais também diversos. Os processos para fazê-la são fáceis e garantem um bom resultado.

Então, se você pensa em fazer um closet aberto ou apenas uma arara de roupa artesanal, confira neste artigo dicas e ideias para fazer sua arara de roupas e renovar seu ambiente!

Dicas para Organizar sua Arara de Roupa Artesanal

As araras de roupas atribuem um ar moderno e sofisticado para a decoração de seu quarto. É importante mantê-las bem organizadas para não perder esta grande vantagem.

Ao otimizar o seu quarto com as araras, você ganha espaço para se vestir, caminhar e limpar o seu quarto com mais conforto. Quando você opta por eliminar o armário com portas você elimina a preocupação com o espaço para abrir as portas interferir na passagem ou batê-las em outros móveis.

Utilizando arara de roupa artesanal, você facilita e agiliza o acesso às suas roupas e acessórios. Pois, visualizará suas peças, sapatos e acessórios para fazer as melhores escolhas de acordo com cada evento.

Além disso, a ventilação natural elimina cheiro de roupa guardada e evita o mofo. É importante não usar muito protetores plásticos, pois além deles deixarem o aspecto feio, eles evitam que suas roupas respirem. Portanto, só utilize-os nas roupas mais delicadas.

Caso você queira dar um ar mais alegre para sua arara, a dica é utilizar cabides coloridos com as cores de sua preferência. Eles deixam as araras com o ar mais divertido. Se o seu estilo for mais sóbrio e elegante, utilize cabides de uma única cor. Como apenas cabides brancos. Também tem a alternativa para as pessoas mais estilosas, como utilizar cabides pretos e brancos alternados. Sua arara ficará com muita personalidade!

Outra dica importante para quem quer ter uma arara é colocar ganchos na parede e caixas organizadoras de diversos tamanhos para guardar suas meias, lingeries, colares, cachecóis e acessórios. Para guardar seus sapatos você pode mantê-los em suas caixas.

Agora que você já sabe como organizar sua arara de roupa artesanal, confira a seguir como fazê-la de forma artesanal.

Ideias para Fazer sua Arara de Roupa Artesanal

cabideiro com pvc simples de fazer

A primeira ideia que daremos é fazer sua arara com cano PVC. Você precisará de canos de PVC com 40mm de largura. Anote com você os tamanhos que você vai precisar: 8 de 5 cm; 6 de 20 cm; 4 de 48 cm; 4 de 100 cm; e 2 de 65 cm. Os canos podem ser nas cores que você preferir. Para fazer sua arara você precisará encaixá-los utilizando conexões, você deverá utilizar 10 conexões do tipo T e 6 do tipo Joelho. No final, o resultado fica super estiloso.

escada de madeira para fazer arrara com o objetivo de pendurar roupas

Você também pode optar por um modelo de arara de roupa artesanal mais simples de fazer. Uma ótima ideia para este caso é utilizar uma escada de madeira deitada na horizontal. Para transformá-la em arara você pode pintá-la da cor que você quiser ou deixá-la de madeira com o ar mais rústico. Ela já vem pronta para ser arara, basta fixá-la na parede com a ajuda de furadeira, bucha e parafusos. É importante colocar uma mão francesa em cada uma das extremidades para ela ficar presa de forma mais firme na parede.

gualho de arvore utilizado para fazer cabideiro

Por último, uma ótima ideia, bastante simples é fazer sua arara de roupa com um galho de árvore. Para fazê-la você vai precisar de um galho que não seja muito grosso, pois lembre-se que seus cabides devem encaixar-se nele. Após conseguir o seu galho, basta fixá-lo da forma que você preferir. Você pode prendê-los com a ajuda de um suporte descendo do teto ou duas madeiras na vertical com base nos pés para ficarem equilibradas. Esta alternativa de arara é perfeita para as pessoas que amam estarem conectadas com a natureza. Se este for o seu caso, aproveite e faça agora mesmo!

 

Qual Ideia Você Mais Gostou? Comenta Aqui Em Baixo:

 

Fonte imagens:

  1. www.grosgrainfab.com/2012/08/ladder-closet-diy.html
  2. www.planb.annaevers.com/en/inspiracion-perchero-de-rama/

Como Criar um Painel de Inspiração Para Fazer Artesanatos Criativos

 

Você já ouviu falar sobre painel de inspiração? Também conhecido como mood board ou painel semântico, é uma ferramenta utilizada por diversas área que trabalham com produção e criatividade. Então, também pode ser muito bem utilizada por todas as pessoas que fazem e trabalham com artesanato.

É possível criar diversos painéis de criação de acordo com cada trabalho que você desenvolverá. E você também pode ter um painel de inspiração mais fixo que funcionará sempre para situar você sobre tudo que auxilia na parte criativa de seu trabalho.

O painel de inspiração deve conter informações que você utilizará toda vez que estiver precisando criar algo novo, mas que continue se comunicando com suas preferências artísticas. Geralmente eles são compostos por um imagens, frases e textos inspiradores.

É importante que ele esteja por perto no momento em que você está produzindo. O ideal é deixá-lo em evidência no seu ateliê, escritório ou na parte da casa em que você costuma fazer suas peças.

Você também tem a opção de fazer um painel de inspiração digital, caso prefira ter tudo organizado digitalmente. E também pode optar por ter os dois modelos, físico e digital.

painel de elementos para ajudar na criacao de novas artes

Além de ser um painel que contribui bastante para manter a sua inspiração, fazer um mood board físico é ótimo, pois ele ajuda a decorar seu ambiente com tudo de mais relevante para a criação de seus artesanatos.

Sendo assim, vamos aprender a fazer lindos painéis de inspiração super criativos? Vem com a gente que você aprenderá!

Como Escolher o que Colocar no Mood Board?

Para montar seu mood board, ou painel de inspiração, você deve pensar quais são suas principais referências, o que te inspira para criar suas peças? Uma vez que você definir todas as referências fica mais fácil para começar a produção do painel.

Você pode colocar fotografias de peças que você ama, até mesmo aquelas produzidas por você. Pode também fazer uma seleção de imagens com trabalhos de outros artesãos e artistas que você admira.

Outra opção que ajuda bastante é pensar quais são as cores que você gosta de usar e combinar em suas peças artesanais. Você pode pintar e fazer seus estudos de cor no próprio painel de inspiração, assim terá um histórico de suas combinações para te inspirar.

Apesar do trabalho de artesanato ser mais visual, você também pode colocar frases, trechos de livros ou textos que inspiram você. Vale até colocar trechos de suas músicas preferidas, trabalhando com as letras você aproveita para treinar a caligrafia artística e brinca com a tipografia.

Materiais para Criar seu Painel

A opção mais comum de painel é aquele de cortiça que funciona muito bem para você colocar suas referências. Mas você também pode optar por alternativas mais criativas.

painel de cortica para fazer mood board

Um material que é bastante é o quadro magnético. Nele você pode colocar as imagens e tudo o que desejar utilizando imãs para prendê-los. Para personalizar seu quadro magnético ainda mais você pode pintá-lo com tinta acrílica utilizando as cores de sua preferência.

Outra opção de painel de inspiração bastante criativo é colocar um varal com o material de sua preferência e prender os papéis e imagens com pregadores. Funciona perfeitamente!

Também existe a opção de colocar uma grade de arame fino em seu ambiente de trabalho e adicionar as suas referências prendendo as imagens e papéis com pregadores ou clipes.

Há outras opções como colocar suas referências em blocos de papel ou telas que ficam em cavaletes. Enfim, existem muitas possibilidades para você criar seu painel de inspiração.

Criando seus Painéis Digitais

Existe também a opção de fazer seus painéis digitalmente. Você pode fazê-los em um processo de curadoria offline ou online.

O processo offline consiste em criar pastas em seu computador com suas imagens e referências inspiradoras. Este processo é bom porque em qualquer momento você pode carregá-lo com você utilizando pendrives, por exemplo. E tem a vantagem das imagens já estarem baixadas em seu computador, portanto, para acessá-lo você não precisará de internet.

Já o painel digital online você pode criar tanto pelo Google Drive, armazenando suas imagens em pastas, como em redes sociais como o Pinterest. Outra opção bastante bacana é criar uma pasta no Canva que é uma ferramenta para desenvolvimento de design gráfico, mas pode ser utilizada para armazenar referências.

Enfim, são muitas ideias e todas são muito vantajosas para quem precisa trabalhar com aspectos artísticos e criativos.

Vantagens em Criar um Mood Board

O painel de inspiração pode te ajudar bastante na criação de novas peças e também te ajuda a treinar sua percepção e lado artístico. Nele você contará com referências valiosas para você e seu trabalho.

As suas referências podem auxiliar bastante no processo de desenvolvimento criativo. Sem inspiração fica muito difícil criar qualquer arte. Dessa forma, o mood board ajudará você a sentir-se sempre inspirado.

Ao estar em contato com suas referências você consegue compreender melhor a identidade do seu trabalho artesanal. E consegue desenvolver cada vez mais produtos seguindo sua lógica de produção e criação.

 

Como Você Busca Inspiração Pra Sua Arte? Comenta Aqui Embaixo:

 

 

Fonte imagem:

http://www.anagoesgreen.co.uk/

cortar papel tipos maquinas

Tipos De Guilhotina Para Cortar Papel

 

Você sabia que existem diferentes tipos de cortadores de papel e aparadores? Pois saiba que há vários tipos de guilhotina para cortar papel. E esta informação é fundamental para quem trabalha com artesanato.

É importante que você conheça os diferentes tipos de cortadores de papel para que possa escolher o ideal para cada tamanho de papel e para cada um de seus artesanatos.

O aparador de papel serve para você apenas aparar partes que não deseja. Já o cortador de papel faz cortes muito variados e em tamanhos maiores.

Os cortadores de papel têm usos e finalidades diferentes, dependendo da aplicação. Aqui veremos alguns dos tipos de guilhotina para cortar papel.

Confira agora mesmo, qual destes tipos é o ideal para o trabalho que você está fazendo. Vem com a gente!

Guilhotina de Mesa

maquina de mesa para cortar papel

A guilhotina de mesa é a opção que apresenta menor porte. Ela é conhecida como guilhotina de facão, pois nela o corte é feito por uma lâmina que parece uma faca.

Na guilhotina de facão ou de mesa é possível cortar poucas unidades de folhas. Geralmente no máximo 5 folhas. E o corte depende da mão da pessoa que vai operar o corte.

Existem marcas que possuem sistemas que ajudam a fixar as folhas no momento do corte. Há também marcas que oferecem uma forma de visualizar o local exato para o corte do papel.

Para pessoas que trabalham com embalagens e plotadoras, há um modelo de guilhotina de mesa com uma faca que possui 1 metro de comprimento. Este modelo serve principalmente para cortar papelão ondulado em grandes folhas. O corte é feito um por um.

Refiladora

refiladora de mesa

Quando substitui-se a faca gráfica por uma roda afiada, a guilhotina de mesa transforma-se em uma refiladora. Ela tem medidas bastante parecidas com as das guilhotinas de mesa, vai desde os 30 cm podendo chegar até pouco mais de 1 metro.

O corte da refiladora é feito através do movimento da pequena roda afiada ao longo de uma guia. Dessa forma, o corte da refiladora é ligeiramente mais preciso do que a guilhotina de facão.

A refiladora é uma ótima opção para quem precisa de um corte mais preciso. Ela é comumente usada em estúdios, algumas copiadoras e pequenas gráficas.

Guilhotina Manual

maquina corte papel manual

A principal diferença entre a guilhotina manual e a guilhotina de mesa é que a manual permite fixar uma pilha de papéis e cortá-los ao mesmo tempo. Seu corte também é bastante preciso por contar com fixadores de papel.

O corte da guilhotina manual é feito por meio de um braço mecânico. Este braço amplifica a força do operador sobre a faca gráfica.

Existem opções de guilhotinas manuais que vão de 1 cm a cerca de 10 cm de boca. Dependendo do tamanho escolhido você consegue cortar de 100 folhas de 75 gramas até cerca de 1000 folhas por vez. Apesar de cortar papéis grossos a quantidade diminui variando de acordo com a espessura destes papéis.

A guilhotina manual pode apresentar uma régua que dá a medida exata do corte através de um visor. Algumas podem também ter uma luz de corte, que aponta exatamente onde a lâmina vai pegar na folha.

Guilhotina Semiautomática

corte papel semiautomatico

Diferente da guilhotina manual que exige bastante força para que o corte seja preciso, na guilhotina semiautomática foi inserido um motor elétrico para deslocar a faca de corte, dessa forma, não há tanto esforço.

Para ser acionada geralmente usam-se dois botões ou dois pedais para evitar acidentes com as mãos.

Na guilhotina manual o ajuste do papel e a descida da prensa continua sendo feita manualmente. Por este motivo ela é chamada de semiautomática, sendo uma intermediária entre a manual e a automática.

Guilhotina Automática

maquina de corte papel automatico

Este tipo de guilhotina para cortar papel é totalmente automática. Não há praticamente nenhum esforço da pessoa que está operando-a, ele só fica responsável pelo ajuste da máquina.

Para utilizá-la o operador coloca as folhas na máquina, acerta as folhas usando os botões de ajuste do batente lateral e traseiro. Depois deste processo usa-se o comando duplo e a máquina desce a prensa e executa o corte.

Algumas guilhotinas automáticas possuem pequenos furos de ar comprimido, que fazem as folhas deslizarem na mesa da guilhotina. Graças à estes furos pilhas de folhas pesadas parecem pesar muito menos.

Neste tipo de guilhotina um pequeno computador controla a movimentação do batente traseiro, deixando as folhas sempre na posição correta. Assim, você faz o ajuste inicial do trabalho e a própria máquina vai repetindo o trabalho sem nenhum esforço.

As guilhotinas automáticas costumam ser muito maiores tanto em relação à sua dimensão quanto ao seu peso. Isto acontece porque precisa comportar mais maquinários.

Sendo assim, elas são ótimas opções para quem precisa cortar muitas pilhas de papel, porém, exige muito mais espaço do que os outros tipos de guilhotina.

É fundamental que você defina a quantidade de folhas que precisa cortar para saber qual tipo de guilhotina para cortar papel é ideal para você.

Qual a Guilhotina dos Seus Sonho 🙂 ? Comenta Aqui Embaixo:

como fazer flores com papel

7 ideias para fazer flor com papel

 

 

Flores de papel são excelentes opções de decoração e artesanato para você poder trabalhar e estimular seu lado artístico. Hoje iremos dar 7 ideias para fazer flor com papel, utilizando somente folhas de papel A4, e por meio de um passo a passo simples, você verá como pode ser fácil.

Através do artesanato, você consegue transformar simples matérias-primas, que muitas vezes são descartáveis em nosso dia a dia, em lindos artigos e peças decorativas.

Com somente uma folha de papel A4, por exemplo, você poderá criar lindas flores artesanais, podendo enfeitar diferentes ambientes, ou mesmo que sejam utilizadas em decorações de eventos e festas.

Verá que por meio de um processo bem simples, não exigindo maiores investimentos e habilidades, verá como você poderá encontrar a grande parte dos materiais utilizados, aí mesmo em sua própria casa. Confira.

Nas 7 ideias de flores para fazer com papel, verá como poderá ser feitas por qualquer pessoa, apenas tendo boa vontade e poucas noções de colagem e recorte.

#1 Flor de cartolina

flor de papel cartolina

A cartolina, um papel bem simples, ou com qualquer tipo de papel que você deseja, como color set, papel colorido, scrapbook ou folhas de revista, caso preferir, você pode fazer uma linda flor.

Você precisa inicialmente, riscar um espiral no papel, e depois ir cortando com a ajuda de tesoura.

Depois vá enrolando, fixando com cola branca, e deixe em um dos cantos de suas flores de papel, pressionadas, e depois das mesmas estiverem bem coladas, estarão prontas.

#2 Flor de papel com botões

Para fazer essa flor de papel, você vai poder utilizar papel colorido, cartolina ou o tipo de papel de sua preferência. Vai precisar somente de cortadores de papel, aqueles personalizados, ou então as flores uma a uma, com o auxílio de moldes.

Depois de feitas as flores de papel, você deverá colar uma miçanga ou um pequeno botão, bem no meio de suas flores de papel. Dessa maneira, terá uma flor de papel personalizada, podendo enfeitar algum artesanato, ou mesmo utilizar como decoração de uma festa.

#3 Flor de papel – copo de leite

flore de papel estilo copo de leite

Você já havia imaginado fazer uma flor copo de leite, somente de papel? É possível sim, bastando contar com a ajuda de moldes específicos para esse tipo de flor.
Basta você imprimi-los e depois transferir os mesmos para o papel, modelando com a ajuda dos dedos, da maneira que está sugerindo nossa imagem abaixo.
Depois cubra um palito de churrasco, pela metade, com papel de seda na cor branca, e você poderá utilizar como base para sua flor de papel estilo copo de leite.

#4 Flor de papel – papel higiênico

linda flor delicada feita com papel de banheiro

Você certamente nunca imaginou fazer uma guirlanda de flores, com tão pouco investimento! Isso mesmo, você pode criar uma linda flor de papel higiênico.

Além do papel higiênico, você vai precisar de alfinetes e isopor ou espuma para poder fazer uma base para a mesma. Depois é só contar com sua própria criatividade.
Faça um amontado de papel higiênico, com aproximadamente 10 cm, e depois basta cortar em círculos, e não existe a necessidade de o círculo ser completamente perfeito, fique tranquila.

Utilize cola quente, colando os círculos, fazendo o formato que você preferir para sua flor de papel, basta somente ir colando um a um. Depois basta colocar as flores em sua base, com o auxílio de alfinetes.

#5 Flor de papel – papel de seda

ramo de flores com papel seda

Pegue o papel de seda, na cor que desejar, e corte em forma de um retângulo, dobrando a parte do meio verticalmente, para poder cortar uma franja com a ajuda da tesoura.

Enrole as pontas de sua franja, e cole em um palito de churrasco, encapando o mesmo com papel de seda verde.

Caso acabe a tira, você deverá completar, com o auxílio de uma cola, inserindo a cola na parte de trás das franjas, e enrolando toda a composição, desde o começo do palito.

Vá descendo e preenchendo toda a extremidade superior, junto ao caule que você criou inicialmente.

#6 Flor de papel – papel crepom

flor com papel crepom com 2 cores

Você vai precisar cortar diversas pétalas para sua flor de papel crepom, e faça como se fossem ondas, utilizando fita adesiva dupla face, para colar a base inferior de um dos lados da mesma tira.

Enrole-as em um palito de churrasco e terá uma linda flor!

#7 Flor de papel – girassol

lindo girassol feito com cartolina colorida

Para fazer essa flor de papel, além dos materiais comuns, você vai precisar de um limpador de cachimbo, deixando o caule de sua flor mais firme.
O papel deverá ser em formato quadrado, com aproximadamente 10 cm de largura. Depois basta cortar as pétalas de seu girassol, e separar um círculo de 6 cm para fazer o miolo do seu girassol, como está na imagem abaixo.

Essas são algumas dicas de flores de papel, para você mesmo fazem em sua casa. Qual delas é a sua favorita? 😀

 

 

 

 

Fonte imagens:

  1. www.maxpixel.freegreatpicture.com
  2. www.ar.pinterest.com/pin/295056213061090053/
  3. www.sweetmetelmoments.blogspot.com.br
  4. www.comofazeremcasa.net
  5. www.craftinomicon.blogspot.com
como fazer envelopes

Ideias de como fazer envelopes de papel

 

 

Com a tecnologia e todas suas facilidades, a prática da escrita foi praticamente deixada de lado, infelizmente! Um dos hábitos mais saudáveis para conseguir a manutenção de atividades cerebrais, é a prática da escrita, vocês sabiam?

E mesmo que você não tenha o intuito de escrever cartas, e deseja algumas dicas de como criar diferentes envelopes de papel. Como? Utilizando jornais, papéis de revista e etc., e você pode utilizá-los para inúmeros objetivos, desde convites para festas, ou mesmo para demonstrar o apreço por seus clientes, amigos ou quem você desejar.

Confira com a gente agora, dicas de como fazer envelopes de papel.

Quando se deve utilizar envelopes criativos?

Existem inúmeras atividades, como também eventos, que pedem uma maior dedicação de nossa parte, não é mesmo? Além das atividades corriqueiras do dia a dia, vira e mexe, surge algum evento que saia do esperado, ou alguma atividade que solicite um maior cuidado, como envio de convites de formaturas, aniversários, reuniões entre amigos, convites de casamento e etc.

São nessas situações, que comumente, temos a necessidade enviar um envelope diferente, até mesmo para conseguirmos economizar em tempos de dinheiro mais curto, como vivemos atualmente.

E tenha certeza, esse gesto será altamente apreciado por quem o receber, e será lembrando por muito tempo!

Confira agora algumas ideias de envelopes lindos e criativos, deixando seus convites e envios ainda mais diferenciados.

Como fazer envelopes de papel

Fazer envelopes criativos e ao mesmo tempo muito bonitos, é algo muito simples. Através de nossas dicas, você vai poder começar a praticar essa linda arte, e depois utilizar sua criatividade pessoal, incrementando cada vez mais suas próprias peças.

Para fazer seus envelopes, você vai precisar inicialmente de um molde (clique aqui para pegar um molde básico). E com esse molde, você poderá fazer diferentes modelos, mas que os mesmos tenham a medida correta, fazendo sempre envelopes de maneira uniforme.

Para fazer seus envelopes de papel, recomendamos que utilize papel cartão, primeiramente para fazer o seu molde, ou então, papelão, que pode ser feito através de caixas antigas de sapatos.

Pegue algum envelope que você tenha em sua casa, e utilize-o como molde, para conseguir fazer basta você abrir o envelope delicadamente, e você terá um excelente molde.

Depois do molde feito, você poderá criar inúmeros tipos de envelopes. Uma boa dica, é utilizar revistas velhas, que fica muito diferente e ao mesmo tempo muito descolado. Você também pode usar papel decodo como esses deste link aqui.

Sendo possível também a produção de envelopes artesanais, para festas de crianças, natal, páscoa e etc.

Envelope de tecido

Se você deseja um envelope mais charmoso e enfeitado, o envelope de tecido certamente é a melhor opção. Você poderá escolhera estampa de sua escolha, sedo ela desde a mais descontraída, ate as estampas mais elegantes.

Para confeccionar o seu envelope de tecido, você vai precisar somente de papel cartão colorido, tecido de algodão estampado, cola, tesoura e caneta. Pegue o papel cartão o dobre-o em uma de suas metades, deixando uma delas para o lado de cima. Pegue a cola, passando nas laterais e mantenha pressionando com os dedos, até que as mesmas se mantenham bem fixadas.

Depois de já fixadas, é o momento de pegar o tecido, medindo do mesmo tamanho que seu envelope, e recortando com o auxílio da tesoura, passando cola na superfície e colando o tecido sobre o envelope. Fixe bem o tecido, para evitar que se formem bolinhas em seu envelope.

Depois basta aplicar cola, sobre cada um dos recortes e fixar na superfície de seu envelope. Recomendados colar somente algumas bolinhas de cola no tecido, evitando que a cola se espalhe por completo e deixe um aspecto “grudento” demais em seu envelope. A dica é utilizar um ferro de passar roupas, ajudando na fixação do tecido.

Envelope de coração

envelope no formato de coração feito com papel

O envelope em formato de coração, pode ser eito com papel de scrap, tecido engomado, papel colorido, papel craft ou papel com tecido.

Basta usar sua imaginação, deixando a criatividade fluir e falar mais alto!

Para fazer o envelope de coração, você vai precisar de algum dos tipos de papéis citados acima, cola, tecido de algodão, ferro de passar e tesoura.

Primeiro você deve laminar o tecido, cortando do tamanho que você deseja para o seu envelope, colando o tecido, e passando o ferro de passar roupas, ajudando na fixação do mesmo.

Depois basta desenhar um coração na parte de dentro do papel e recorte o mesmo no formato de coração. Dobre o coração, com a ajuda de uma régua para deixa-lo mais firme, mas tenha cuidado para não acabar rasgando o material.

Com todas as dobras feitas, você terá um lindo e delicado envelope, podendo ser finalizado com alfinetes, botões ou somente colocar a aba para o lado de dentro, por isso o formato de coração para poder efetuar as dobras.

Lindo, não é?

Utilize nossas dicas de envelopes de papel, e deixe seus envios, correspondências ou convites, ainda mais com sua cara e gastando menos, é claro!

 

 

 

Fonte imagens

  1. www.auntannie.com
  2. www.elizadomestica.com
  3. www.pixnio.com
  4. www.mommysavers.com

 

ideias de artesanato para fazer utilizando papel jornal

7 ideias de artesanato com jornal

 

 

Para a redução de resíduos, a reciclagem é extremamente importante, além de ser uma ótima maneira de poder reaproveitar diferentes materiais, no momento de criar diferentes artesanatos.

Hoje vamos apresentar a vocês, 7 ideais de artesanato com jornal, de maneira muito simples e fácil para vocês, caros leitores.

Utilizar materiais recicláveis no artesanato, vem se tornando algo cada vez mais comum, até porque pode ser feito, por meio de um item que quase todo mundo tem em suas casas.

Até você que não tem intimidade com as artes manuais, poderá facilmente começar a produzir artesanato com esse material, que além de muito comum é extremamente versátil.

Através do jornal para artesanato, você poderá criar muitas peças, desde peças para organização, decoração, acessórios e até brinquedos para crianças. As possibilidades são enormes.

Você certamente vai se surpreender com essas 7 ideias de artesanato com jornal, então chega de blá blá blá e confira nossas dicas.

Abajur de jornal

abajur revestida com papel jornal

Quando falamos sobre decoração, não são todas as pessoas que optam por artigos luxuosos e caros. Diversas pessoas, no momento de decorar suas casas, preferem peças que sejam únicas, personalizadas e que sejam ao mesmo tempo aconchegantes.

Para poder customizar um abajur, reaproveitando o jornal velho, que você certamente jogaria fora, pode ser transformado em uma peça descolada e ao mesmo tempo bem diferente. Basta reaproveitar um abajur, cobrindo a cúpula com folhas de jornais.

Porquinho de jornal

Utilizando somente tiras de jornal, cola, rolhas e um balão(bexiga), você vai conseguir produzir uma peça incrível e muito diferente para decoração do quarto da criançada, ou mesmo para algum tipo de festa ou evento que tenha a ver com esse tema. E claro, pode ser utilizado como um cofrinho para suas economias!

Porta trecos de jornal

caixa sapato com jornal

Se você tem em sua casa, caixas de sapato juntando somente pó, está na hora de utilizá-las em seu artesanato com jornal. É uma excelente ideia para transformar uma peça tão simples, em algo que seja útil para sua própria casa. Basta efetuar rolinhos de jornal, e ir colando um a um sobre a caixa. Ou mesmo, revestir com diferentes recortes de jornais.

Você nunca mais vai querer deixar suas caixas de sapatos escondidas.

Você poderá guardar bijuterias, documentos, cd´s, brinquedos, tudo que sua imaginação permitir.

Flor de papel – com jornal

flor feita com papel jornal

Como já demos dicas de diferentes flores de papel, basta você utilizar o modelo que quiser, utilizando jornal para sua confecção. Uma decoração diferente e muito autêntica, vale a tentativa!

Cestas de jornal

passo a passo para fazer cesta utilizando jornal

Com jornal velho, você pode fazer lindas cestinhas, podendo guardar pequenos objetos, ou mesmo suas bijuterias e até ser uma cesta para guardar suas revistas e livros que estão jogados em algum cantinho de sua casa.

Você vai precisar somente de jornal, grampeador, cola, tesoura e fita para poder dar o acabamento.

Descanso de panela ou sousplat para pratos – feitos com jornal

Esse é um item essencial, principalmente para pessoas que adoram receber amigos e família em volta da mesa. Um objeto que poderá ser produzido tanto de jornal, como de revistas, dando uma nova cara para sua mesa de jantar em momentos que você deseje impressionar.

E para fazê-lo, você só vai precisar de jornal e cola. E faça rolinhos com o jornal, mas a dica é fazer rolinhos mais frouxos, senão, você não conseguirá dar o formato necessário, finalizando o rolinho com cola, quando já estiver no final da folha.

Fazendo uma média de 30 rolinhos, você deverá enrolar como se fosse um.

Viu só como existem ótimas ideais de artesanato com jornal, que você pode começar a dar uma nova cara para sua própria casa, e quem sabe, começar a investir em peças com essa matéria prima tão simples de ser encontrada?

Utilize sua criatividade, imaginação e crie lindas e diferentes peças! Experimente você também!

 

 

 

 

Fonte imagens

  1. www.wecknerdesign.com
  2. www.rentersinlove.wordpress.com
  3. www.hometalk.com
  4. www.homedzine.co.za
  5. www.flickr.com/photos/40925099@N04/
  6. http://www.noivaplugada.com.br
embrulhar artesanato para envio correios

Dicas para embalar artesanato corretamente

 

No artesanato, como na parte final de todo e qualquer processo de compra, é o momento da entrega de seu produto. E para os clientes, é o momento mais aguardado, o de finalmente receber o item em sua casa, onde o mesmo tenha comprado em um espaço físico ou via internet.

Receber um artesanato quebrado, ou mesmo mal embalado, além de causar uma impressão extremamente negativa de seu trabalho, vai fazer com que o cliente provavelmente não volte em procurar seus trabalhos.

Para criar uma boa impressão, fazendo sua embalagem com carinho, surpreendendo seus clientes com aquele “quê” a mais, será um mimo que certamente fará ele se lembrar de você em compras futuras.

O primeiro contato físico com o seu trabalho, está na embalagem do seu produto, então você não poderá subestimá-la, pelo contrário! Todas as pessoas que trabalham com artesanato, inclusive quem vende criatividade e estética, normalmente lida com produtos frágeis, precisando de uma proteção correta para seu artesanato.
E nada melhor do que entregar uma embalagem segura e ao mesmo tempo, bonita para os seus clientes. Hoje daremos dicas para embalar artesanato corretamente, e você arrasar em suas entregas. Confira.

embalagem para artesanato

Embalagem interna

Opte por uma caixa de papelão, onde você entregará para os correios, e dentro você precisará fazer uma proteção para o seu produto, aproveitando o espaço para colocar sua marca própria e ainda humanizar o seu contato com seus clientes.

De jeito algum, você deverá deixar o produto solto dentro de uma embalagem. Como? Pode ser por meio de plástico bolha, algum tipo de saquinho e etc.

Se a encomenda conter mais de um item, a dica é embalar separadamente, um a um, e assim coloca-las em uma caixa forrada por dentro.

Para dar aquele famoso toque especial, agregando ainda mais valor para sua embalagem, borrife alguma essência em seus produtos, criando uma maior atmosfera de aconchego e acolhimento de seus produtos.

A essência deve ser escolhida corretamente, e utilizar a mesma sempre, criando um estilo de marketing olfativo com seus clientes. Utilizando sempre a mesma marca, porém, tendo o cuidado de não escolher por algo muito forte ou mesmo que possa causar manchas em seu artesanato.

Uma excelente ideia também, é adicionar um “mimo” aos seus clientes, que pode ser tanto um bilhete personalizado ou algum tipo de brinde, fazendo-se agradecido pelo cliente optar por seu trabalho, contando sobre como o produto foi feito artesanalmente, e com todo o carinho que o mesmo merece.

O contato com clientes já acaba sendo tão virtual, ou mecânico melhor dizendo, que ao humanizar o seu contato, você vai fazer a diferença no momento da experiencia de compra de seus consumidores. (Veja algumas ideias de embalagens neste outro artigo aqui.).

Embalagem externa

A embalagem externa não foge muito do comum, mas tome o cuidado de escolher uma caixa de papelão, que seja um pouco maior do que o tamanho do seu artesanato.
O ideal mesmo, é que ela não seja excessivamente maior, até porque os Correios efetuam suas cobranças pelo tamanho e peso de sua encomenda.

Os Correios efetuam a venda de diversos tamanhos de caixas, mas isso pode ser um gasto extra que você não queira arcar. Uma boa dica, é reutilizar caixas de papelão, fazendo você mesmo sua decoração, dando toques de sua personalidade à suas embalagens.

Você pode utilizar fitas adesivas coloridas, carimbos ou adesivos que citem sua marca. Mas fique atento as sugestões de embalagens dos Correios.

Tome o cuidado de embalar a caixa escolhida com papel pardo, vedando toda a embalagem com fita adesiva, e a dica é optar sempre pela transparente.
Carimbe o papel pardo, com o logo de sua marca, e coloque um toque a mais, mesmo que discreto, tendo somente o cuidado de não tampar informações como remetente, nome de entrega e endereço dos mesmos.

Para terminar

Não se esqueça de antes de enviar seus produtos, deixar bem claro para seus clientes, em quanto tempo ele poderá chegar até seu destino final. Uma boa dica, é não falar o tempo exato, deixando alguns dias a mais de “folga”.

Por exemplo, se você conseguir entregar seus produtos, em até 10 dias, fale que você irá entrega-lo em aproximadamente 15 dias. Dessa maneira, você poderá contar com algum tipo de imprevisto, que infelizmente as vezes acontece, e mesmo assim vai deixar seus clientes satisfeitos, quando fizer a entrega em somente 10 dias.

E para deixar o contato e o processo ainda mais cuidadoso, envie um e-mail após o recebimento do produto para seus clientes, agradeça por terem efetuado a compra, e aproveite para apresentar algum tipo de oferta, aguçando a vontade do mesmo comprar novamente.

A palavra de ordem, é tentar se manter o mais “próximo” de seus clientes, fazendo com que eles se sintam acolhidos e especiais. Essa é uma excelente característica de quem trabalha com artesanato, e você deve aproveitar dessa proximidade e qualidade, para conseguir vender cada vez mais.

Capriche na embalagem de seu artesanato, tendo o cuidado de fazer o processo cuidadosamente, e verá como terá diferença em seus resultados.

Quais outros cuidados você tem ao embalar seus artesanatos? Escreve um comentário abaixo e ajude outras pessoas 🙂

 

 

 

Fonte imagens

www.pixabay.com

materiais e ferramentas utilizadas para encadernar

Dicas de materiais e ferramentas para encadernação artesanal

 

 

A encadernação artesanal é uma prática do artesanato que consiste em agrupar e encapar livros, cadernos ou outros objetos de papelaria. Esse processo leva uma boa dose de criatividade e ornamentação que envolve vários materiais.

A tendência do momento é o DIY (Do it yourself) ou “faça você mesmo”. A ideia é que você possa criar seus próprios produtos. Além de garantir economia, você pode também usufruir de um item que tem tudo a ver com a sua personalidade.

E ainda há a possibilidade de conseguir ganhar dinheiro através desta técnica. A encadernação está ganhando muitos seguidores e você pode fazer parte deste crescimento.

Nesse artigo, nós apresentaremos a você dicas de materiais e as ferramentas necessárias para a elaboração dos produtos.

Ferramentas necessárias

É muito importante que você saiba quais ferramentas devem ser utilizados para a confecção dos seus produtos. Você pode ganhar bastante tempo com o uso de peças adequadas e moldadas para aquela função.

  • Base de corte. É o local onde você irá realizar o trabalho. Fazer cortes e colagens. Deve ser resistente. A base de corte já vem com numerações e medidas que facilitam muito o trabalho.

Dica de substituição: Vidro plano, de preferência temperado e régua.

  • Gabaritos. São os substitutos das réguas. Já vem com medidas e também facilitam bastante as marcações.
  • Dobradeira. Peça fundamental para fazer vincos e dobras. É um investimento que deve ser considerado.

Dica de substituição: espátula.

  • Rolo de espuma. Serve para espalhar cola nas peças. Evita bastante sujeira.
  • Pincel. Esta ferramenta também é usada para espalhar a cola. Só que em lugares que o rolo de espuma não alcança.
  • Régua. É a ferramenta curinga. Utilizada para fazer medidas. Prefira as mais resistentes de alumínio, por exemplo.
  • Espátula. Utilizada para fazer vincos e dobrar tecidos e peças.
  • Fio de cabelo. Ferramenta com formato triangular, de material Super indicado para fazer as pontas das capas. Também pode ser feita com papel.

Dica de substituição: a sua própria ferramenta feita com outros materiais.

regua fio de cabelo feita com papel
Régua fio de cabelo feita com papel
  • Estilete ou cortador circular. Ferramenta indispensável para fazer cortes, principalmente de papel.
  • Tesouras. Se possível reserve uma para cada tipo de material.
  • Agulha. Nesta seção existem vários tipos: para costura interna, apenas para facilitar a costura, para furar materiais mais resistentes etc.
  • Furador de papel. Também encontrado em dois tipos. O estilo alicate, para furos menores e o de furos variados em formato de figuras por exemplo.

 

Agulhão furador

Essas ferramentas são conhecidas de quem já trabalha com artesanato. Caso estejacomeçando agora neste ramo e não possa adquirir todas as peças, você pode substituí-las por objetos encontrados em casa. Ou pode fazer as suas próprias ferramentas.

De forma alguma a ausência de alguma destas ferramentas é motivo para você desistir de trabalhar com encadernação artesanal. Experimente ir trabalhando com o que você possui ou for mais fácil adquirir e pesquise meios de fazer substituições.

Curso Online Grátis

Se divirta fazendo um álbum artesanal que seus amigos irão amar

À medida que o tempo for passando e o seu trabalho for aumentando, você incrementa sua mala de ferramentas para encadernação.

Materiais necessários para encadernação artesanal

Procure adquirir um pouco de cada material. Ofereça beleza e variedade aos seus clientes. Além de focar na qualidade dos mesmos que vão refletir na durabilidade do seu produto.

  • Tecidos de algodão. Para forrar capas e caixas cartonadas. É um dos materiais mais utilizados.
  • Renda. Dá um toque romântico ao objeto. Escolha cores diversas.
  • Fitas. Podem ser de tecido, de cetim etc. Tenha estas fitas em boa variedade.
  • Letras e apliques em MDF. Perfeito para ser usado em capas de álbuns de casamento.
  • Adesivos. Meia pérolas para temas mais sofisticados e variados adesivos para scrapbook.
  • Carimbos decorativos. Para enfeites em geral.
  • Cola branca. É a cola para uso comum. Pode ser usada em colagens diversas no artesanato.
  • Papel para scrapbook. Para forro interno e externo. Procure oferecer bastante variedade de papéis.
  • Ilhós. São pequenas peças de metal que ficam ao redor dos furos.
  • Fio encerado. Para fazer a costura interna dos livros e cadernos.
  • Papéis variados. Para miolos e contracapas. Existem muitas estampas bonitas, para diferentes gostos.

Onde encontrar as ferramentas e os materiais?

Essas ferramentas que listamos podem ser facilmente encontradas em:

  • Lojas de artesanato
  • Papelarias
  • Armarinhos
  • Lojas de tecidos
  • Lojas físicas ou virtuais

Quanto investir?

O valor que você deve investir na compra de ferramentas e materiais para começar o seu trabalho de encadernação artesanal vai depender muito do quanto você realmente tem disponível.

Para baratear os custos, que são inevitáveis em qualquer negócio, você deve fazer pesquisa de preços de tudo o que vai precisar. Produto caro não significa produto de qualidade, muitas vezes.

Converse com pessoas do ramo e peça dicas de locais com preços acessíveis. Geralmente as lojas virtuais possuem preços menores que os das lojas físicas.

Busque formas de fazer algumas substituições com objetos ou materiais que você tenha em casa ou tente criar as suas próprias ferramentas.

Importância da organização

Organizador de materiais em forma de prateleira

Mesmo que esteja começando agora a trabalhar com artesanato, não esqueça de manter organizado o seu local de trabalho.

Por trabalhar com muitos materiais diferentes e de vários tamanhos, é possível que você, em algum momento, misture peças e não consiga localizar um material imprescindível para aquele momento. Para evitar apertos:

  • Utilize caixas ou cestos organizadores com o nome de cada material.
  • Um pequeno armário ou baú para guardar as ferramentas com segurança.

Lembre sempre e prezar pela qualidade do seu produto. Capriche na costura, no acabamento, na decoração e nos detalhes. Utilize bons materiais e ferramentas adequadas. Mesmo que use substituições, procure dar o melhor de si na hora do trabalho.

E converse bastante com o seu cliente até entender o que ele realmente deseja. A recompensa financeira vai depender muito da boa aceitação e da qualidade do produto que você oferece.

 

E aí, espero que tenha gostado de todas as nossas dicas. Diga o que achou do texto nos comentários. Nos vemos no próximo artigo.

 

Fonte das imagens:

https://bainbridgebarn.wildapricot.org

https://br.pinterest.com

Como combinar cores no artesanato

 

cores-no-artesanato-como-usar

 

As cores presentes em peças artesanais fazem toda a diferença para o apreciador, mesmo que este não perceba. São graças a elas que as obras artesanais são capazes de transmitir sua delicadeza ou ferocidade de maneira mais singela.

Quando as cores são escolhidas e aplicadas de maneira harmônica, estas têm a capacidade de deixar as peças trabalhadas manualmente mais bonitas e podem agregar mais valor a este material, sendo assim, de vital importância para o resultado final.

Porém, a criação de uma paleta de cores pode não ser fácil para muitas pessoas e, por isso, existe a teoria das cores, que é uma forma mais simples para trabalhar a distribuição dos tons. Essa teoria serve para diferentes formas de artesanato, desde pinturas em porcelanas até contas para bijuterias.

Apesar disso, muitos artistas não sabem trabalhar com as combinações perfeitas de cores, e isso afeta diretamente na qualidade da sua obra. Se você tem dúvidas sobre como trabalhar a harmonia perfeita dos tons, acompanhe as dicas nesse artigo para aplicar no seu artesanato de forma eficaz e bonita.

 

#A teoria das cores

 
O que é?
 
A teoria das cores é o resultado de vários estudos relacionados à luz em contato com os diferentes tons. Este sistema procura organizar todo esse estudo para tornar mais fácil trabalhar com a escolha de cores.
 
O estudo da difração consistia, antigamente, na decomposição da luz solar em várias cores. Essas cores foram, então, trabalhadas de melhor forma como um espectro.
Esse espectro é formado, respectivamente, pelas cores laranja, amarelo, verde, azul, anil, violeta e vermelho, que são as que compõem o arco íris.

Cores no artesanato

O círculo cromático.
 
O círculo cromático, que é o espectro apresentado anteriormente, contém os 12 tons que cada uma dessas cores pode apresentar inicialmente. O círculo nos ajuda a visualizar as cores primárias, secundárias e terciárias, como se pode perceber.

 

  •  Cores primárias: São as cores puras, como o vermelho e o azul e o amarelo.
  • Cores secundárias: As cores secundárias são à união dessas cores primárias, como o laranja (amarelo e vermelho) e o verde (Amarelo e azul).
  • Cores terciárias: As terciárias, seguindo o exemplo das outras combinações de cores, é a mistura das cores secundárias com primárias. Por exemplo, a cor vermelho-arroxeado e o amarelo verde.

 

Preto e branco.
 
As cores preto e branco, apesar de não estarem visivelmente expostas no círculo monocromático, ambas fazem parte dele. A cor branca é uma reflexão total das setes cores, ou seja, é a luz pura. O preto é a ausência total dessa luz, já que estas não serão refletidas e sim, absorvidas.

 

#Como usar a teoria das cores no seu artesanato

 
A teoria das cores é a melhor forma para criar uma boa combinação de cores e aplica-las em diferentes peças artesanais. Com esse método e um pouco de criatividade, é possível transmitir, através dessas combinações, diversos sentimentos que o próprio artista deseja que o observador da peça sinta.
 
Seguindo algumas regras de combinações do círculo cromático, fica mais fácil provocar inspirações, reações fisiológicas e mudança no estado de espírito.

 

 

  • Cores acromáticas: As cores acromáticas são geralmente utilizadas com o intuito de transmitir calma e discrição. São as que possuem tons pasteis, como o cinza, marfim, bege e o preto.
  • Tríade: A combinação tríade é quando são escolhidas três cores distintas do círculo cromático. O método utilizado para escolher as cores ideais é através de um triângulo “imaginário” dentro do círculo. Por exemplo, se você quiser usar este método, e a cor que não pode faltar no seu artesanato é o azul, então as outras duas cores que deverão ser escolhidas serão o amarelo e o rosa.

 

nas cores triadicas o amarelo rosa e azul combinam

  •  Cores análogas: As cores análogas são as que estão uma do lado da outra no círculo. Dão uma impressão de decomposição da cor, quando utilizadas no artesanato e, por isso, parecem bastante alegante

 

cores como o laranja e amarelo são analogas

  • Cores complementares: As cores complementares são encontradas, no círculo cromático, sempre opostas umas às outras. Esse método é utilizado para criar maior contraste na combinação de cores que serão adicionadas ao artesanato. Neste caso, quando se quer dar destaque a alguma cor, é necessário usar sua cor oposta.

o vermelho e verde são complementares

  • Cores complementares decompostas: Esta segue o mesmo raciocínio das cores complementares, pois também tem o intuito de fazer um contraste. Mas, nesse caso, são utilizando três cores para isso.

o laranja, roxo e verde são complementares decomposto

Com as técnicas apresentadas, já será possível trabalhar de maneira mais objetiva e com melhor resultado na escolha das cores que deverão fazer parte das peças artesanais.

 

#Temperatura das cores

O conceito de “temperatura das cores” afirma que as cores podem ser separadas em duas temperaturas: quentes e frias.
 
As cores quentes são as que podem ser associadas ao fogo, que no caso são as cores vermelho, amarelo e laranjas. E as frias são as associadas à água, como o azul, violeta e verde.
 
As cores quentes e frias também serão separadas dentro de suas características quando se tornarem terciárias, como o vermelho-alaranjado, por exemplo.
 
Representação das cores.
 
Essas denominações influenciam, inclusive, nas representações das cores. Veja respectivamente a representação de cada uma delas, para que seja mais eficiente a influencia e sentimento que deseja transmitir através das obras artesanais.

 

  • Vermelho: Está relacionada a sentimentos intensos, representa ação, raiva, paixão e rebeldia.
  • Amarelo: Criatividade, otimismo e felicidade.
  • Laranja: Vitalidade e energia.
  • Roxo: Nobreza, mistério e magia.
  • Azul: Inteligência, paz e pureza.
  • Verde: Frescor e renascimento.

 

#Característica das cores

 

Além de todas essas técnicas e estudos relacionados a melhor maneira de utilizar as cores e o que cada uma pode transmitir, existem algumas curiosidades interessantes que devem ser levadas em consideração.

 

As três importantes características das cores são:

 

  • Matiz: O matiz é o que define a tonalidade das cores. Como o amarelo e o roxo, não importando se estas são primárias secundárias ou terciárias.
  • Tom: O tom é a quantidade de luz que está presente em cada cor, quanto mais luz esta cor refletir, mais clara essa tonalidade será. Como no caso do preto e branco.
  • Intensidade: A intensidade se refere ao brilho presente na cor, isto é, se é uma cor forte ou baixa. A cor amarela, por exemplo, apresenta uma forte tonalidade, devido ao seu alto brilho Diferente da cor marrom, que é bastante opaca.

 

 Quer aprender mais sobre o uso das cores, textura e mais dicas sobre artesanato? Confira o nosso E-book abaixo disponível na Amazon (Clique Aqui)
 
guia-completo-do-artesanato

 

Gostou do Artigo? Deixa um comentário Abaixo:

artigo encadernação artesanal

Curso de Encadernação Artesanal

 

 

O Único Curso de Encadernação Artesanal Feito Para Transformar Iniciantes em Profissionais Sem Sair de Casa

 

Não seria legal poder começar do zero a fazer um curso de encadernação artesanal feito para transformar iniciantes em profissionais e com isso conseguir você mesmo:

 

►Fazer encadernações artesanais para vender e aumentar a renda da casa

Presentear os amigos com peças úteis feitas com todo carinho

►Relaxar e se divertir

 

Por incrível que pareça, hoje em dia, é possível sim! Foi justamente isso que aconteceu com a Eva Augusta, que mora em Minas Gerais, ela conheceu o curso de encadernação artesanal com o método o passo a passo da Arte com Papel e começou a fazê-lo com a intenção de descontrair e ajudar nas despesas de casa.  

 

Assim como a maioria das pessoas, ela começou totalmente do zero e em pouco tempo começou a fazer encadernações artesanais profissionais pra presentear e vender, e tudo isso em sua própria casa.  Veja o vídeo que ela gravou mostrando os trabalhos dela:

 

 (Vídeo com as encadernações artesanais da Eva Augusta – MG)

 

Veja Como a Eva Aprendeu a Fazer Lindas Encadernações Artesanais:

 

A Eva aprendeu no curso de encadernação artesanal da Arte com Papel que é um curso 100% online. Ele é bem diferente do que se vê por ai porque é composto pelo livro “o passo a passo da encadernação artesanal”, edição digital, que possui mais de 100 fotos coloridas ilustrando…

 

…todo processo da encadernação manual e também vídeo aulas bônus que mostra tudo de forma clara para que qualquer pessoa consiga fazer lindos trabalhos em casa, é como se alguém estivesse pegando na sua mão e mostrando o caminho.

 

  O curso vem com moldes e gabaritos prontos para serem utilizados, isso agiliza a encadernação e deixa o acabamento muito melhor.

 

Nesse curso ensina como fazer várias técnicas de encadernação artística ideais para:

  • Livros
  • Cadernos
  • Bíblias
  • Agendas
  • Agenda de noiva
  • Álbuns
  • Bloquinhos
  • etc.

 

O melhor de tudo é que os materiais são fáceis de encontrar pois podem ser encontrados em qualquer papelaria. Além disso, tem um guia que orienta como substituir os materiais e ferramentas por objetos que todos já temos em casa!  Já dá pra se divertir fazendo a primeira encadernação artesanal na primeira aula.

 

Da mesma forma que a Eva, tiveram centenas de outros alunos, como a Alessandra, Adalva, Aline, Celina etc. que estão fazendo excelente trabalhos utilizando os ensinamentos, dicas e macetes deste curso de encadernação artesanal que não existe igual.

 

 

Vários dos trabalhos dos alunos, incluindo os da Eva, podem ser vistos na 1ª Exposição Virtual sobre encadernação artesanal organizado pela Arte com Papel. A maioria dos trabalhos expostos foram de alunos que…

 

….começaram do zero, e como dá pra perceber pelas fotos, eles estão cada vez mais se aperfeiçoando e se destacando na área da encadernação.

 

Clique aqui e veja você mesmo os trabalhos dos alunos expostos na exposição.

 

exposição encadernacao artesanal

 (Trabalhos dos alunos expostos na exposição online)

Quer Saber Como Também Se Inscrever no Curso de Encadernação Artesanal? 

 

Esse curso que a Eva fez é online, ela comprou e recebeu todo o acesso no e-mail dela. Vale lembrar que o acesso é por tempo indeterminado, ou seja, dá pra assistir na hora e dia que quiser. Clique aqui pra ver a página do curso que a Eva adquiriu.

 

 

O processo pra adquiri-lo é bem simples, primeiro você acessa a página de inscrição (clique aqui para acessar), e depois clica no botão verde de compra localizado no final da página.

 

Em seguida, você preenche seus dados (digite o seu e-mail corretamente porque é para ele que será enviado a confirmação e seus dados de acesso ao curso)

 

Depois de preencher, você escolhe a forma de pagamento que pode ser cartão de crédito, boleto bancário, Paypal ou débito bancário. Veja, o pagamento é realizado apenas 1 vez, você não precisa se preocupar com mensalidade:

 

curso-de-encadernação-artesanal-compra-

 (página com as opções de pagamento)

 

Todo processo é seguro porque, como você pode ver na imagem acima, ele é feito pela Hotmart que é uma empresa confiável e segura do grupo Buscapé. 

 

Depois de confirmado, você recebe o acesso ao livro e a área do curso via e-mail. Tudo é bem prático porque você pode acessar pelo computador, notebook e tablet. Abaixo você pode ver a área exclusiva do curso com algumas das aulas:

 

curso-de-encadernação-artesanal-artística-area-do-curso

 (Tela de entrada do Curso)

 

Todo processo é bem rápido e você já pode começar a fazer suas primeiras encadernações, hoje mesmo, após a confirmação da inscrição que leva por volta de 10 minutos quando é realizada por Cartão de crédito, Paypal ou Débito bancário. Boleto pode levar até 3 dias pra confirmar.

 

A Eva e os outros alunos já compraram e receberam, mas caso você não tenha segurança em comprar cursos online fique sabendo que  você ganha 60 dias de garantia, isso significa que você tem 60 dias pra pegar todo seu dinheiro de volta caso não goste do curso de encadernação artesanal,

 

…inclusive tem explicando melhor na página de venda do curso (clique aqui pra você ver a garantia). Este tipo de garantia de 60 dias eu nunca vi em lugar nenhum, isso demostra a confiança com a qualidade do curso.

 Saiba Mais Sobre o Curso Aqui 

O legal é que você pode fazer lindas encadernações artesanais sem sair de casa e se você tiver sorte pode ser que ainda consiga pegar a promoção e ganhar bônus especiais.