Arte com Papapel

tipos de materiais utilizados no artesanato

Dicas de material diferentes para usar no artesanato

 

 

Uma das melhores partes do artesanato certamente está na sua criação de objetos que mesmo simples são de alta qualidade, aqui, não existe uma linha de produção definida ou mecanicista.

A criação de todas as peças vem por base de um trabalho manual e com a sua diversidade podem trazer diversas formas e características para cada criação.
Pensando nessa diversidade, trouxemos dicas de diferentes materiais dos quais podem ser utilizados na criação de trabalhos artesanais.

Dicas de material diferentes para usar no artesanato

Artesanato com Reciclagem

luminaria com material reciclado

A reciclagem no meio artesanal não é tão incomum quanto pode parecer para alguns. O material reciclado além de ser um grande contribuinte para o meio ambiente ajuda o artesão a economizar bastante com o material.

Existem hoje vários objetos que são compostos por materiais recicláveis, mas que não mão de ótimos fabricantes se tornaram obras de arte.
Com esse tipo de material você consegue criar vasos de flor, fruteira criadas a base de disco de vinil, adquirindo pneus usados e fazendo-os se tornarem uma linda mesa de centro, a comum garrafa pet também ganha destaque, sem esquecer de mencionar as caixinhas de leite.

Quem nunca ouviu falar da luminária feita com colheres de plástico? Ou uma mesa de centro criada com base em caixotes de feira?
São certamente esse tipo de criatividade que torna o artesanato um destaque.

Artesanato com Papel Contatc

gaveta decora da com papel contact

Com a diversidade de cores, o papel contatc está entre as melhores opções de material quando falamos de artesanato. Não somente usado para trabalhos escolares, mas também trabalhos profissionais necessitam algumas vezes desse tipo de papel. (Aprenda mais sobre tipos de papéis clicando aqui.).

Entre uma das maiores vantagens de utilizar esse tipo de papel é o fato de ele ser barato e encontrado em qualquer papelaria.
Ele pode ajudar não somente para decorar por inteiro o ambiente de um quarto por exemplo, mas também pode complementar outros objetos.

Artesanato com Sabonete

kit de sabonete artesanal

Outro material que você consegue fazer lindos trabalhos e criativos quando o assunto é artesanato são os sabonetes.
Quando se fala em trabalhar com esse tipo de material, criatividade não pode faltar, afinal de contas, são animais desenhados, objetos entre outras coisas que se pode modelar com o sabonete e torná-lo uma ótima forma de rentabilidade.

Os produtos costumam ser vendido para eventos de lembrancinha e em hotéis onde a diversidade artesanal com sabonetes ganham destaque.

Artesanato com Latas

luminarias feitas com latas

Outra boa forma de você conseguir fazer boas produções com artesanato é o trabalho com latas, que podem ser de tinta, de óleo, de Nescau entre outras opções.
O que se melhor faz com esse tipo de material, além de vasos, são as conhecidas luminárias.

Além de ter um design que cabe em todos os tipos de ambiente, as luminárias são ótimas para decoração, sem esquecer de mencionar que é um item interessante quando o assunto é iluminação.

Os estilos podem ser variados, o modo de preparação também, mas certamente, esse tipo de trabalho artesanal não deixará a desejar.

Artesanato com Biscuit

Muito pouco provável que você não tenha ouvido falar ou até mesmo ter comprado um produto do qual tenha sido feito com base em Biscuit.
Com as características desse material você consegue executar diversos trabalhos manualmente e criar objetos, personagens de filmes, séries entre outros itens, ou até mesmo fazer um personalizado, a pedido do cliente.

É importante que você saiba exatamente como trabalhar com esse tipo de material, pois o mesmo pode ao mesmo tempo lhe dar uma ótima renda mensal, mas também um prejuízo caso você não saiba nada sobre ele e decida sair por aí produzindo.
Use a sua criatividade com o material, mas use-a com sabedoria.

Artesanato com Pintura

Outra forma bastante conhecida de você conseguir produzir e ganhar uma grana extra é a pintura em tecidos ou em qualquer outro tipo de pano ou local.
Certamente você tem ou já foi lhe oferecido produtos que contêm pinturas que foram feitas à mão. Suas características pinturas são diversas, muitas vezes é a gosto do cliente o que pode tornar esse tipo de trabalho ainda mais atrativo.

O preço para que você possa começar a criar esse tipo de trabalho é bem em conta, podendo ser bastante produtivo e nem um pouco maçante, pois você poderá criar diversas formas com um mesmo trabalho. Tudo isso irá depender da sua criatividade.

Conclusão

Podemos concluir desta forma que os tipos de materiais artesanais conseguem ser variados, ajudando assim no desenvolvendo da criatividade e produção dos objetos artesanais.

Com a diversidade, dificilmente os trabalhos artesanais podem se tornarem repetitivos, pois o manuseio com o mesmo material se pode fazer diversos trabalhos.
Portanto, utilizar a diversidade dos itens que o artesanato nos proporciona pode lhe ajudar a desenvolver trabalhos mais avançados e de maior qualidade, conquistando assim uma maior rede de pessoas para que você possa ter uma rentabilidade maior no seu trabalho.

 

Deixa um comentário abaixo dizendo qual material você costuma usar nos seus artesanatos 🙂

 

Fonte imagens

  1. blog.consumercrafts.com
  2. http://ideav.club
  3. www.hometalk.com
  4. www.diyprojects.com
  5. www.pexels.com
dicas para fazer atelier para artesanato

Como Montar Um Atelier De Artesanato Em Casa Com Baixo Custo

 

 

Em meio a periodos de crise financeira , muitos não veem saída para se manter. A maioria dos brasileiros perde seu emprego e são obrigados a abrir mão de seus próprios sonhos. Diversas pessoas ficam endividadas com faturas de cartão, conta de luz, telefone, água,… E outras tantas ficam sujeitadas a pedir empréstimos para bancos.

Porém, apesar de todas as dificuldades financeiras, há uma parcela da população brasileira que não se deixa vencer. Essa parcela muito mínima, mas que vem crescendo diariamente saiu de sua zona de conforto para alcançar lugares altos. Tanto que alguns deles viraram notícia em vários meios de comunicação.

Estamos falando de ninguém mais que os empreendedores! Pessoas visionárias que olharam por cima da crise e avançaram em direção ao sucesso. Foram totalmente na contramão da realidade brasileira e conquistaram salários sempre desejados pela maioria dos assalariados.

É claro que empreender no Brasil ainda é algo muito novo. Mas, é graças a periodos de crise que cada dia mais as pessoas têm conhecido e se apaixonado por esse ramo de negócios. É através do empreendedorismo que os trabalhadores podem conciliar sonho com um excelente salário. Indo totalmente contra a ideia que sempre nos foi imposta desde pequenos: ou você trabalha com o que gosta e morre de fome ou é rico fazendo o que detesta.

E as vendas vieram com tudo nesse meio. Os profissionais especialistas em suas áreas vendem o seu conhecimento e vão atrás dos seus sonhos. E não são apenas produtos que são vendidos. Os clientes adquirem autoestima, satisfação e realização pessoal, alegria de viver, novos amigos,… E com o artesanato não é diferente. Se você sonha em montar um atelier de artesanato e viver da arte sem ter que passar fome, não deixe de ler esse artigo até o final.

O Artesanato É Um Bom Negócio Para Se Investir?

O empreendedorismo te permite investir no produto que quiser. Pode ser desde um alto negócio até um simples doce. O que vai fazer a diferença no seu sucesso serão o planejamento e a exclusividade do seu serviço. Se você é especialista no ramo do artesanato use seu talento para oferecer novidades para os seus clientes.

Você deve investir, por exemplo, em peças que tragam novidades para o seu público além de superar a qualidade do que já existe no mercado. Afinal, de nada vai adiantar você montar um atelier todo produzido se o que você oferece já está ultrapassado.

De modo geral, o artesanato é sim um ótimo negócio para se investir. Mas você deve encara-lo como um trabalho, um empreendimento, e não como um simples hobby casual. Você deve sempre se capacitar e buscar na internet ferramentas que possam te auxiliar na divulgação do seu produto e assim atrair mais clientes. Pesquise também o seu público-alvo e o que eles estão procurando de fato. Assim, seu sucesso estará garantido.

Como Faço Para Montar Um Atelier De Artesanato Sem Gastar Muito?

atelier feito com materiais simples

Uma boa maneira para começar a montar seu atelier é fazendo uma lista com todos os materiais que você vai precisar. Aproveite a tecnologia de hoje e pesquise na internet o melhor preço, as melhores peças, as melhores lojas,… Tente avaliar também a qualidade dos materiais. Nem sempre o produto mais caro é o melhor.

Se sentir necessidade vá às lojas físicas e peça ajuda as atendentes. Só não pare na primeira loja. Geralmente, os vendedores das lojas de artesanato possuem um bom conhecimento na área. Mas infelizmente, isso não é uma regra em muitos estabelecimentos. Por isso, reserve um horário para pesquisar em bastantes lojas.

Outra dica bem interessante é você fazer uso do que já possui em casa. Dê uma olhadinha em sua residência e veja se tem algo que você não gosta mais para poder aproveitar. Uma mesa ou cômoda que está há muito tempo parada pode ser muito útil para o seu atelier. Mas faça uma boa seleção para não abarrotar seu atelier com coisas que certamente você não irá utilizar.

Como Faço Para Organizar Meu Atelier De Artesanato?

sala decorada para fazer artesanato

O passo inicial é escolher o cômodo para montar seu atelier de artesanato. Analise bem o cômodo escolhido e veja se todos os móveis poderão se acomodar. Veja também se sobrará algum espaço para a locomoção das pessoas. Se estiver tudo certo, esvazie-o por completo, se possível for, deixe somente um espaço para os móveis do seu atelier.

Separe o seu material de trabalho e deixe todos os seus instrumentos em um lugar que seja fácil de acessar. Organize os materiais pequenos em gavetas (caso haja uma cômoda com gavetas) para não correr o risco de perdê-los. Vale ressaltar também, que o ambiente deve estar bem limpo, perfumado, com boa ventilação e leve para auxiliar na criatividade de um bom artesão.

E pronto! Viu como é simples montar seu atelier de artesanato?! Em poucos dias você pode montar. Por isso, não tenha medo de investir em seus sonhos. Pegue papel e caneta e comece agora mesmo a planejar seu atelier.

 

 

Fonte imagens

  1. www.pinteret.com
  2. Pixabay
  3. www.hgtv.com
dicas para torar fotos de artesanato

→ 5 Dicas E Truques Para Fotografar Artesanatos

 

 

Para uma excelente divulgação é necessário que as fotos de suas peças artesanais estejam impecáveis. As pessoas são extremamente visuais. Elas são atraídas pelo que veem. Você pode elaborar um lindo texto, com todas as informações que o seu cliente precisa saber. Pode oferecer uma promoção irresistível e até mesmo uma boa garantia. Mas… Se a foto não convencer, a venda não será realizada.

Se o artesão utiliza a internet como principal meio de vendas então, aí mesmo que o cuidado com as fotos deverá ser redobrado! Elementos como luz, posição, fundo,… São fatores que fazem uma grande diferença nas fotografias. É por isso que neste artigo você vai encontrar 5 grandes dicas e truques que vão te auxiliar na hora de fotografar.

1. Conheça Sua Câmera

controle manual da camera

Para que sua foto saia com qualidade é fundamental conhecer muito bem as funções da sua câmera. Para isso, a leitura do manual será indispensável. Pode ser bem chato ler o guia do usuário, mas sem ele você jamais saberá o que sua câmera é capaz de fazer. Por exemplo, se sua câmera for das mais antigas, você saberá que a colocando no modo manual poderá brincar mais com efeitos na hora de editar as imagens.

Reserve um tempo e quando você estiver com bastante paciência e disposição teste toda a configuração da sua câmera. Algumas câmeras de celular disponibilizam efeitos como neve, retrato, pôr-do-sol que ajudam a dar um efeito especial nas fotos. Teste também a posição. Um bom posicionamento na hora de fotografar fará uma diferença enorme em suas imagens.

2. Saiba Usar A Luz Natural

uso da luz natural para fotos

Geralmente o flash é para ser usado durante a noite para iluminar a escuridão. Porém, apesar de iluminar a fotografia, a imagem não fica com uma qualidade tão boa. As fotos podem ficar com um brilho em excesso. Além disso, quando a foto é tirada durante a noite com a luz artificial, o limite entre sombra e claridade ficam bem definidos. O que resulta em uma aparência não muito agradável.

O ideal é que as fotos de peças artesanais sejam tiradas durante o dia. Aproveite a luz natural da manhã ou do fim da tarde. Você também pode tirar várias fotos ao longo do dia para ver qual momento que mais lhe agrada. Escolha um ambiente de sua casa que tenha uma boa claridade. Caso não tenha, você pode usar uma placa de isopor para rebater a luz sobre a peça de artesanato.

3. Preste Atenção No Fundo Das Fotos

use fundo de cores neutras ao tirar fotos de artesanato

Para que suas fotos saiam profissionais, você deve evitar usar fundos estampados e coloridos. Prefira fundos com tons neutros. O fundo branco é sempre o mais utilizado. Ele é como se fosse o padrão das fotos artesanais. Basta que você coloque a sua peça sobre uma parede ou uma placa branca. Alguns artesãos utilizam até mesmo um pano branco. Só tome cuidado com a tonalidade. Certifique-se de que ele esteja bem branquinho.

Porém, caso sua peça artesanal tenha grande quantidade de branco aí você pode optar por um fundo mais estampado. No entanto, faça uma escolha minuciosa da estampa. Tente fazer um bom contraste entre as cores do fundo e da peça. E nada de tirar as fotos em cima de sofás, camas, chão,… Preste atenção também se algum tecido está amassado, pois isso pode passar a ideia de relaxamento.

4. Faça Um Estúdio Caseiro

estudio caseiro para fotografar feito com papelão

 

Montar um estúdio caseiro é bem fácil. Você não vai precisar de muito dinheiro e nem de um grande espaço para colocar. Basta que escolha um espaço pequeno dentro de sua casa para que possa fotografar. Escolha um ambiente em que tenha uma boa claridade e que a limpeza do local possa ser bem feita.

Após, com o auxílio de um martelo, pegue dois pregos ou parafusos e pregue-os na parede, com uma distância de aproximadamente 1 metro entre eles. E prenda-os a uma distância de 60 cm do chão. Pegue um barbante e amarre-o nos pregos. Depois, coloque um tecido branco de 1,00 x 1,40 metros e prenda-o com pregadores. Ficará uma espécie de varal em sua parede.

Você poderá observar que o tecido não ficará reto junto à parede. Ele ficará com uma “barriguinha” no centro do pano. Essa elevação é quem vai fornecer um contraste de nível na foto dando a ideia de um fundo infinito. Suas fotos ficarão com um efeito magnífico.

5. Use Sua Criatividade

No mundo do artesanato a criatividade é 100% liberada. Você pode e deve abusar dela não só nas suas produções, como também em suas fotografias. Uma boa foto será fundamental para que sua divulgação tenha sucesso. Por isso, é que você deve colocar sua mente para funcionar e pensar bastante nos elementos.

Examine bem suas peças artesanais e tente encontrar elementos que possam compor sua fotografia. Por exemplo, se você tem um objeto de passarinho experimente tirar foto perto das árvores. Se vai fotografar bichinhos safári, coloque umas folhas naturas junto dele. Além de deixar a foto mais harmoniosa e alegre, você estará demonstrando um capricho especial em seu trabalho.

 

 

Fonte imagens

  1. www.pxhere.com
  2. www.pt.wikipedia.org
  3. www.Pixabay.com
  4. www.miniaturas.jiap.com.br

Cinco tipos de cola para artesanato que você precisa conhecer

 

 

 

Quando decidimos fazer artesanato, nos deparar com várias etapas no processo do trabalho, dentre essas etapas está a de escolher os melhores materiais para o projeto. Trouxemos então alguns tipos de cola para artesanato que você precisa conhecer antes de iniciar o trabalho.

É bem verdade que as opções de cola são diversas, mas nem sempre sabemos exatamente como utilizá-las, com tantos materiais como borracha, tecidos, cordas e pedraria, fica difícil escolher a correta.

Abaixo trouxemos cinco tipos de cola para você conseguir descobrir qual é a melhor para o seu trabalho.

Cinco tipos de cola para artesanato que você precisa conhecer

1- Cola Branca Escolar:

Muito tradicional e muito conhecida, a cola branca é vendida em qualquer papelaria e é mais indicada para projetos que são escolares ou caseiros. Ela até que consegue colar alguns tipos de tecido, entretanto, esses tecidos não podem ser muito grossos.

Entre as suas opções ele fica melhor no papel seda, cartolina, crepom e sulfite.

A sua maior vantagem é que além de barata ela é facilmente encontrada, e sua maior desvantagem é que ela não costuma ser utilizada para trabalhos profissionais.

cola branca scotch para trabalho escolares em diversos materiais

2-Cola Branca Extra 

Mesmo tendo características parecidas com a cola branca escolar, esse tipo de cola tem algumas outras qualidades o que a torna mais utilizada no mercado profissional.

A sua diferença começa exatamente nisso, ela pode e consegue atender as necessidades do mercado profissional, ao contrário da primeira opção.

As opções das quais ela pode suprir a necessidade do mercado profissional está na encadernação artesanal, projetos de decoupage e álbuns de capa dura.

Ela cola vários tipos de tecidos e materiais não compactados. Entre as suas melhores qualidades está em ser barata assim como o primeiro tipo de cola mencionado e ter um bom rendimento, sem esquecer de mencionar que após secar ela consegue ficar transparente.

Entretanto, ela também tem seus pontos negativos, além de ser necessário itens específicos para conseguir aplicá-la, sua secagem demora cerca de quatro horas (podendo levar mais tempo dependendo da região onde você mora e da umidade) e não pode ser utilizada em trabalhos profissionais que serão lavados.

Tubo de cola branca da marca cascorez

3-Cola E6000 Importada e E600 Nacional 

As duas colas citadas, E6000 e E600 tem os mesmos objetivos, colar materiais que contém uma difícil aderência, com alta qualidade e muita precisão.

Entre os itens dos quais elas conseguem colar com êxito está plástico, acrílico, borracha e vidro, não esquecendo de mencionar trabalhos artesanais que envolvem pedrarias.

Obviamente entre uma das suas várias qualidades está a sua resistência a água. Ela também seca rapidamente e não tem a necessidade de nenhum item para conseguir aplicá-la.

Entretanto, existe também algumas desvantagens que vale a pena ser mencionada, como por exemplo, o seu preço elevado e não ser fácil de serem encontradas.

cola para colagem de peças

4-Cola Pano 

Dentre a sua utilização, a cola de pano é comum em trabalhos com decoupage em tecidos, marcar bainhas e costuras.

Assim como todos os outros tipos de cola, ela tem suas vantagens. Ela vem pronta para uso e não necessita de nenhum tipo de preparação. Sua aplicação pode ser feita com itens comuns, como por exemplo bico aplicador e também pinceis, é solúvel em agua, ou seja, caso você mude de ideia do que pretende fazer no seu trabalho, você consegue fazer mudanças e também pode substituir costuras.

Com tantas qualidades, não poderíamos deixar de mencionar as suas desvantagens. Entre elas está que os tecidos que podem aplicar esse tipo de cola precisa ser 100% algodão e ela consegue manchar alguns tecidos que são muito finos, sem esquecer de mencionar que você não pode lavar muito.

Cola ideal para colagem de tecidos e panos

5-Cola Permanente 

Utilizada em materiais como madeira, feltro e tecido, a cola permanente consegue ser aplicada em vários tipos de trabalhos. Sua secagem ocorre em 30 minutos, mesmo dentro das diversidades de materiais que podem ser trabalhados.

Ela também consegue fazer o reposicionamento de outros matérias várias vezes.

Dentre as suas qualidades está a sua resistência a água e diferentemente da cola quente ela não fica amarela com o passar do tempo. Ela consegue ser aplicada com tipos de itens como pincel e consegue remover as peças, caso mude de ideia.

Entre os seus malefícios está que ela não pode ser removida depois de colocada na superfície e em algumas circunstancias ela terá que ser aplicadas novamente dependendo da frequência em que é utilizada. Ela é muito grudenta quando molhada e possui um odor muito forte, sendo necessário usá-la em locais bem ventilados.

Tudo de cola permanente da marca acrilex

6-Cola Quente

Pouco provável que você trabalhe com artesanato e nunca irá precisar da cola quente. Conhecida no meio artesanal ela consegue colar vários tipos de materiais, entre eles acrílico, plásticos, tecidos, EVA e até renda.

Entre as suas qualidades está a sua ótima aderência em materiais não compactados e ela consegue secar instantaneamente, substituir a costura em alguns tecidos, e utilizável para quase todos tipos de matérias e não perdendo a sua aderência com o tempo.

Entre as suas desvantagens está a necessidade de o profissional ser ágil quando aplicá-la, pois, ela seca rapidamente. Não podemos esquecer de mencionar que ela pode aderir um tipo de cor amarelada com o passar do tempo e que deve ficar longe de crianças, pois a sua alta temperatura pode machucar.

pistola e tubo de cola quente

Conclusão

Mesmo existindo outros tipos de colas para artesanato, essas mencionadas no post de hoje são as mais utilizadas, sem esquecer de mencionar que podem ser utilizadas em qualquer tipo de trabalho.

Se você gostou deste artigo ou tem alguma sugestão de cola, deixa um comentário abaixo 🙂

 

 

 

 

Fonte Imagens:

  1. www.papelariaartnova.com.br
  2. www.delishbeads.com
  3. www.armarinhosaojose.com.br
  4. www.aquarelapapeis.com.br
  5. www.flipkart.com
  6. www.extra.com.br
  7. www.pxhere.com
aprenda sobre dobraduras para decorar a casa

6 ótimas ideias de dobraduras de papel para fazer e decorar a casa

 

 

Com o artesanato, temos várias possibilidades de decorar a casa, eventos, aniversários, entre outras coisas que se pode promover. 

Um dos modos de se decorar a casa é utilizando dobraduras.

De uma forma variada e formatos diferentes, você consegue modificar todo o design do seu ambiente, apenas aplicando esse tipo de itens, que deixa o local sempre muito atraente e convidativo.

Pensando em tantas formas de se fazer uma decoração em casa com dobraduras, trouxemos 6 ótimas ideias, para que você conseguir utiliza-las e decorar o seu ambiente.

6 Ideias de dobraduras de papel para fazer e decorar a casa

1. Abajur com dobradura

Você já pensou conseguir fazer um abajur à base de cola quente e pratinho de papel? Não? Bom. Essa ideia é incrível e os abajures ficam realmente maravilhosos. Você pode colocar em qualquer ambiente da sua casa, como sala, escritório e até mesmo no quarto.

Para que você consiga desenvolver essa ideia você irá precisar apenas de:

• Pistola de cola quente;
• Pratinhos de papelão descartáveis.
• Base para lâmpada de abajur;

Depois de concluído ele deve ficar assim:

2. Escultura feita de dobradura

Essa é definitivamente uma das melhores ideias para se decorar a sua casa, além de decorar muito bem todo o ambiente, você consegue com muita facilidade customiza-lo para qualquer local. Quarto, sala, cozinha, enfim, todos os lugares conseguem receber muito bem essa escultura.

Para que você consiga desenvolver esse projeto você irá precisar de:

• Régua (de preferência de metal);
• Lápis;
• Tesoura;
• 8 1/2 por 11 polegadas (Papel da cor que preferir – Se não souber qual papel utilizar leia esse artigo);
• Superfície de corte;
• Fita de pintor removível;
• Lâmina para recorte;
• Placa de espuma (opcional);

Após finalizado, a escultura deve ficar assim:

 

escultura de parede feita com papel

3. Cachepô feito de papel

Outra ótima ideia que pode ser desenvolvido para deixar o design da sua casa ainda mais aconchegante e lindo é fazendo vasos de Cachepô, que é feito de papel. A ideia é você escolher algum tipo de recipiente que possa colocar água para envolver a moldura.

Para que você consiga fazer esse objeto você irá precisar:

• Lápis;
• Tesoura;
• Cola;
• Régua;
• Ferramenta para vincar o papel (pode ser tampa de caneta);
• Papel colorido tamanho A4;

Ao final, ela deve ficar assim:

Cachepô utilizando papel cinza

4. Guirlanda em Dobraduras

Para quem quer decorar o seu ambiente deixando ele ainda mais colorido e acolhedor, tudo isso de uma forma simples e econômica, a melhor indicação é as Guirlandas em dobraduras, além de você conseguir colocar em qualquer ambiente da sua casa, eles ficam lindos, em um fundo branco.

Mesmo tendo a necessidade de muitos materiais, eles podem ser encontrados nas melhores papelarias por um baixo custo.

Para que você consiga fazer esse objeto você irá precisar:

• Papéis Filiperson;
• Filipaper metálico;
• Filipaper Artes;
• Filipaper Décor;
• Pistola de cola quente;
• Tesoura;
• Estilete;
• Régua
• Lápis;

Após concluído, ele deve ficar assim:

guirlanda circular feita com papéis decorados

5. Quilling

Ele passou a ganhar mais atenção em ambientes decorativos apenas nos últimos anos, entretanto, as opções de Quilling conseguem ser diversos, dando-lhe os melhores formatos de desenhos, do qual a criatividade não vai faltar.

Caso você não goste de alguns formatos, existem vários outros, do qual com certeza, irão lhe interessar.
O melhor de fazer esse design é que ele é bem econômico e não necessita de muitos materiais.

Para que você consiga desenvolver essa atividade, você irá precisar de:

• Papéis color set plus;
• Cola branca;
• Palito de dente;
• Moldes do desenho;

Depois de finalizado, a escultura que você escolher fazer deve ficar, mais ou menor com essa aparência:

6. Borboletas de papel com dobraduras

Esse definitivamente é um design que não deve sair de moda enquanto o artesanato existir. Dificilmente hoje, algum ambiente fica desconfortável ou feio quando se tem essas borboletas de papel executadas através das dobraduras.

Digo isso porque, elas cabem em todos os ambientes podendo ser diversos em vários requisitos, partindo apenas do seu executor na hora de fazer, que pode escolher quais cores podem ser utilizadas, fazendo esse design combinar com o ambiente.

Para você executar essa atividade você irá precisar:

• Cordão ou barbante (você escolhe);
• Lápis;
• Tesoura;
• Fita adesiva;
• Bolinhas plásticas;
• Papel cartão (as cores ficam a sua escolha);
• Galho seco de arvore (não é obrigatório);

Após concluído, ele deve ficar assim:

Conclusão

Podemos concluir então que, definitivamente, existe hoje várias formas de você conseguir decorar a sua casa sem precisar gastar muito. Com essa técnica de artesanato utilizando dobraduras, você consegue modificar totalmente o ambiente da sua casa ou do escritório, deixando-o assim ainda mais cativante e convidativo.

Outro item que é interessante mencionar é que não é preciso de nenhum profissional de design para executar essas atividades, sendo totalmente possível mesmo se feito por você.

As técnicas são simples e facilmente aprendidas.

 

Qual ideia você mais gostou? Deixa um Comentário Abaixo:

 

Fonte das fotos:

  1. https://br.pinterest.com/pin/757941812258882864/
  2. http://crazzycrafts.com/category/quilling/
  3. http://howaboutorange.blogspot.com.br/2012/08/make-easy-diy-wall-art-from-folded-paper.html
  4. http://crocheepontos.blogspot.com.br/2014/11/luminaria-de-pratos-descartaveis.html
  5. http://decorarmaispormenos.uol.com.br/confira-um-passo-a-passo-de-cachepo-de-papel/
  6. http://rioartesmanuais.com.br/artesanato/2015/12/passo-a-passo-guirlanda-em-dobraduras/
foto com livros antigos enfileirados

Breve História da encadernação artesanal

 

 

Encadernar é organizar a união de todos os arquivos de uma obra, com uma costura sólida, este tem o intuito de formar um único volume compacto. A encadernação é feita para que esta obra seja mais bem protegida e apresentada ao leitor da obra arquivada.

A encadernação também permite que seja mais fácil manusear as folhas que apresentam tudo o que foi escrito, facilitando a compreensão do material. Além de ser usada para o intuito comercial, a encadernação, quando é bem feita, também auxilia na prevenção de documentos.

Apesar de interessante, a história da encadernação artesanal é pouco conhecida, e muitas vezes não é percebido sua importância para a história da própria humanidade, já que são através de vários documentos que temos acesso aos acontecimentos de outras épocas.

Se você tem dúvidas sobre como ocorreu a história, acompanhe o artigo para conhecer melhor sobre esse assunto, desde o império romano até os dias atuais.

História da Encadernação

A origem verdadeira da encadernação está no códices, que possuíam uma formato parecido com os dos livros atuais. Estes apareceram em maio ao século I/II depois de Cristo, na época do império Romano.

Os cadernos, antigamente, eram costurados com tiras de couro flexíveis em ângulo reto, e os livros eram feitos de folhas simples de pergaminho, costurado na dobra com nervos.

Pergaminhos.

pergaminho escrito

Após alguns anos, o papel se tornou maior e era preciso ser dobrado mais vezes. Por isso o pergaminho tendia a ondular, o que atrapalhava no trabalho de escrever. Então, para manter as folhas planas, se prendia duas pequenas tabuletas nas extremidades do papel.

Depois de um tempo passou-se a cobrir essas tabuletas e o dorso com couro, criando-se, assim, a lombada. E estes foram os primeiros passos para a encadernação artesanal, porém é importante salientar alguns antecedentes que podem ter sido responsáveis por esse resultado.

  • Egito: Ainda no Egito, desenvolveu-se um método para a proteção do papiro (o primeiro papel, criado na própria região). Através da colagem de tiras na borda do papiro era possível que os documentos fossem mais preservados.
  • Grécia/ Roma: Os rolos de papiro ou pergaminhos, chamados de volumia, eram envolvidos em caixas ou estojos. Os documentos que ficavam nas bibliotecas eram guardados dentro de um cilindro de madeira ou metal.

• Período medieval.

Este é o período mais importante para o aperfeiçoamento da arte de encadernação. Durante a alta idade média os mosteiros e abadias detiveram todo o controle de produção de livros.

Os únicos que poderiam exercer o ofício de encadernador eram os frades escolhidos para a tarefa. Algumas outras encadernações tinham autorização de serem executadas em oficinas particulares.

Nesse caso os encadernadores trabalhavam juntos com os copistas. Estes eram responsáveis por fazer manuscritos para as pessoas leigas. As principais características da encadernação medieval eram sua solidez e peso, podendo conter até fechos de metal.

• Encadernação renascentista.

No fim do século XV, surgiu na Itália a encadernação renascentista, patrocinada por bibliógrafos. Fazendo com que estas fossem bem realizadas e tivessem um estática bastante agradável, representando toda a beleza estética que a sociedade tanto admirava.

Nessa época as encadernações passaram a ser mais leves e mais sofisticadas. Além de surgirem encadernações de pequenos formatos.

Evolução das Técnicas de Encadernação

Homem em atelie preparando lombada de um livro

Essas épocas citadas foram as mais influentes para a encadernação artesanal que temos nos dias atuais, a partir delas podemos identificar diferentes formas de trabalho que surgiram ao longo dos anos e como o trabalho artesanal sempre é bem está em desenvolvimento. As técnicas vão se aperfeiçoando, e a partir delas, vão surgindo novos modelos de decoração de encadernação.

Durante alguns anos a encadernação não evoluiu, ou não se alterou, devido ao pouco espaço que era dado à essa arte. Porém, ultimamente essas técnicas estão cada vez mais populares e conquistando mais admiradores.

A encadernação é uma arte que está presente desde a época dos Egípcios, que criaram a primeira forma de proteção para seus documentos. Mas, hoje em dia, já é algo utilizado para a estética e embelezamento na produção de livros ou cadernos.

E o principal influenciador disso, acredite ou não, é a tecnologia. Com os métodos de arquivo de documentos de maneira digital, a arte artesanal ficou mais valorizada devido à sua beleza física que hoje pode ser substituída por máquinas. Portanto, é algo exclusivamente feito para ser bonito.

Claro, ainda é utilizado para anotações ou para guardar arquivos, porém tem um intuito mais nostálgico de admiração do que de realmente necessidade, e isso fez com que a encadernação artesanal se tornasse uma obra de arte.

Processos de Encadernação

Existem muitos tipos de processos de encadernação hoje em dia, mas, ainda assim, é possível classificar as mais utilizadas e valorizadas na encadernação artesanal.

• Costuras

O processo mais variado é o método da costura, este apresenta algumas opções que poderão ser escolhidas dependendo da maneira como deseja que o caderno ou livro aparente.

  • Longstitch: Nessa técnica, a costura é iniciada no miolo e fica à mostra. Essa costura vai em direção às extremidades da peça. Não possui a necessidade de uso de cola e o resultado é muito bonito. Geralmente mais utilizada em álbuns de fotografias. (Veja fotos dessa e de outras técnicas nesse outro artigo)
  • Brochura: Esse método é mais utilizado para a produção de cadernos e agendas, e por isso geralmente são feitos em grande escala, de maneira automatizada. Porém, também é bastante feita de maneira artesanal, e não existe muita complicação.
  • Bradel: O método bradel lembra o longstitch, porém nesse tipo de costura o miolo não fica aparente, só vemos o bloco de costura sobre a lombada.
  • Belga: Nessa costura é feita a união da capa, contracapa, lombada e miolo. É bastante elegante e um pouco diferente das que somos mais acostumados a ver.
  • Encadernação japonesa: A costura japonesa é uma das mais antigas e pode ser feita com diferentes padrões. Ou seja, existe uma grande variedade à ser explorada para realizar esse tipo de encadernação artesanal, desde os métodos mais simples aos mais complexos. Geralmente essa costura é utilizadas para encadernar pequenos volumes.

Deixe seu comentário abaixo dizendo o que achou da história da encadernação artesanal 🙂

Ganhe um cupom de 10% de desconto na primeira compra de um dos nossos produtos ou cursos.

Ganhe um cupom de 10% de desconto na primeira compra de um dos nossos produtos ou cursos.

 

Fonte Imagens:

Dicas Para Ganhar Dinheiro Com Encadernação Artesanal

 

 

Se você está precisando ganhar dinheiro e tem habilidade com trabalhos manuais você pode começar a trabalhar com encadernação artesanal.

A encadernação artesanal consiste em uma técnica de encadernar objetos como agendas, álbuns de fotografia, diários etc. Por ser um procedimento manual, a encadernação artesanal oferece total personalidade ao que é manipulado.

A encadernação artesanal está muito em alta ultimamente. A tendência do momento é o “faça você mesmo”. A ideia é que você possa fazer seus próprios produtos. Além de garantir economia, você pode também usufruir de um item que tem tudo a ver com a sua personalidade. Com a sua marca.

Se você achou interessante e gostaria de aprender mais como fazer renda extra aplicando esta técnica do artesanato, fique atento às ideias que lhe mostraremos a seguir.

 

# Para que serve essa técnica?

 foto de encadernacao artesanal ganhar dinheiro

O objetivo inicial da encadernação é a reunião de papéis soltos que se relacionam ao mesmo assunto. Livros e cadernos são bons exemplos. Com o tempo e a criatividade das pessoas, esta técnica passou a abranger mais duas funções:

  1. Conservação do conteúdo escrito.
  2. Conferir beleza a itens de papelaria como agenda e cadernos.

E aí é que começamos a falar de encadernação artesanal. É uma prática feita totalmente a mão, sem uso de máquinas. Com cores e apliques diversos que dependem da criatividade de quem está produzindo.

A encadernação artesanal possui diferentes modelos de costura como a brochura, modelo que mais conhecemos, o que proporciona variedade na confecção. Além disso, podem ser utilizados materiais como velcro, tecido, papelão dentre outros.

 

# Idéias de encadernação artesanal

 

  • Agendas: É um dos itens mais procurados e é também um dos procedimentos mais simples.
  • Planner: Um pouco diferente da agenda, o planner contém, além dos dias do ano, espaços para escrever sobre quase tudo na vida: séries que está assistindo, o que está estudando, planilhas de controle financeiro etc. 
  • Álbuns de fotografias: casamento, bebês, festas de 15 anos etc. Pode ser para presentear ou apenas para conservar de uma forma criativa os momentos felizes.
  • Cadernos de empresas: Principalmente se a empresa incentiva a produção própria e independente. Pode ser um ótimo local para oferecer seu produto de encadernação artesanal.
  • Trabalhos acadêmicos: É um serviço mais sóbrio, mas também com muita oferta de trabalho, devido ao grande número de universitários.
  • Livros de receitas. Reúna as receitas mais tradicionais que não podem faltar em datas festivas. Ou separe-as por tipos: doces, salgados, light etc. Deixe folhas em branco para anotações de novas receitas.
  • Diário alimentar: Manter uma vida saudável é objetivo de muita gente atualmente. Por que não fazer parte deste movimento que cresce a cada dia?
  • Caderno de assinaturas utilizados em chá de fraldas e outros eventos. Os convidados podem deixar por escrito o carinho pelos anfitriões da festa.

 

# Como aprender a fazer encadernação artesanal?

 

A encadernação artesanal é uma prática simples, porém exige habilidade e aprimoramento das técnicas aprendidas. Veja onde você pode aprender mais.

 

  • Cursos presenciais. Procure por lojas de artesanato no centro da sua cidade. Muitas delas oferecem cursos diversos.
  • Internet. Além de inspiração, você também vai encontrar alguns cursos online que podem ser assistidos no seu tempo livre.
  • Pratique muito em casa. Faça cadernos, pequenos blocos de anotações, faça para a família e amigos. A prática é a melhor forma de aprender.

 

# Características de quem trabalha com artesanato

 

O artesanato em geral é uma forma de trabalho e diversão que exige algumas qualidades de quem a pratica. Listamos algumas dessas características abaixo. Veja se você se identifica.

 

  • Habilidade. Apesar de ser uma técnica que todos podem aprender, o artesanato exige habilidade manual para a realização de um trabalho bem feito. Com a encadernação artesanal não é diferente.
  • Paciência. Afinal, todo o trabalho é feito manualmente e cada material tem seu tempo para secar.
  • Criatividade. É importante ficar atento às novidades, inovações, fazendo novos cursos e buscando inspirações para fazer um trabalho moderno e diferenciado.
  • Concentração. Algumas peças de encadernação, por exemplo, podem demandar foco, devido à delicadeza de detalhes e à diversidade de costuras.
  • Poder de negociação. Muitas pessoas, apesar de se surpreenderem com o trabalho de um artesão, tentam derrubar o preço do produto. Nesse caso, cabe a você decidir se vale a pena ou não fazer essa redução.
  • Dedicação. Dedicar atenção, tempo e carinho faz parte da vida do artesão não só na produção em si, mas também na aquisição de conhecimento.
  • Amor pelo trabalho. É preciso gostar do que faz. Por ser um serviço que demanda muitas qualidades, o artesanato deve ser encarado como uma realização profissional.

 

# Como comercializar seus produtos?

Faça a divulgação do seu novo trabalho. Avise à família e amigos que agora está trabalhando com encadernação artesanal e tenha sempre exemplares prontos para servir de amostra. Mais dicas:

  • Divulgue nas redes sociais. É uma forma muito prática e barata de oferecer o seu produto a uma grande quantidade de pessoas (Aprenda mais sobre divulgação em redes sociais clicando aqui).
  • Visite feiras de artesanato, participe de grupos. Conheça outras pessoas que também trabalham com encadernação artesanal.

 

Qualidade é importante

 

Ao escolher trabalhar com encadernação artesanal não esqueça de prezar pela qualidade do seu produto. Capriche no acabamento e nos detalhes. Utilize bons materiais. E converse bastante com o seu cliente até entender o que ele realmente deseja.

 A recompensa financeira vai depender muito da boa aceitação e da qualidade do produto que você oferece.

O trabalho de encadernação artesanal pode fazer parte de momentos muito emocionantes e importantes na vida de uma pessoa como casamentos, aniversários, colação de grau dentre outros. Isso é um grande estímulo para a produção de um material bonito e de qualidade.

Apesar de estar em crescimento, a valorização do artesão e de seus produtos ainda não é o ideal. Mas isso não é impedimento para você ganhar dinheiro fazendo artesanato. Principalmente se você gosta de trabalhar com isso. Aprenda as técnicas, comece a praticar e consiga sua realização profissional.

 

E então, gostou das nossas dicas? Não deixe de compartilhar com seus amigos. Um grande abraço e até o próximo artigo.

Ganhe um cupom de 10% de desconto na primeira compra de um dos nossos produtos ou cursos.

Ganhe um cupom de 10% de desconto na primeira compra de um dos nossos produtos ou cursos.

Tiaras para Bebê: Como Fazer e Vender Tiaras

Tiaras para Bebê: Como Fazer e Vender Tiaras

 

Muitas mulheres tem dificuldade de vender os artesanatos que fazem em casa, porém o culpado disso não é o artesanato, mas sim o tipo de peça que está sendo oferecido e para quem. Um exemplo deste caso é o da Elaine Freitas, ela começou a fazer tiaras para bebê por causa de…

 

…uma amiga que estava grávida de uma menina. Ela viu que esse mercado era tão bom e promissor que começou a receber encomendas e fazer vendas através de postagens das fotos das suas peças que ela fazia no Facebook, elas eram vistas pelas amigas que estavam gravidas de menina e também por pessoas que queriam comprar para dar de presente.

 

Hoje em dia ela abriu um pequeno ateliê em casa, na mesinha do computador, chamado de Lala laços. O mais incrível é que ela mora em São Paulo, mas isso não a impede de receber encomendas de outros estados pois ela envia todas as tiaras facilmente pelos correios. Segundo ela: “A embalagem é tudo, valoriza muito o produto da gente”.

 

Onde a Elaine aprendeu a ganhar de 2 a 5 mil por mês fazendo tiaras para bebê?

 

A Elaine aprendeu em casa com as aulas da professora Alessandra da Fontoura que tem um curso online bem dinâmico feito exclusivamente para ensina mulheres a fazer e vender tiaras e faixas para bebê, inclusive, ela mostra pra todas as alunas os 51 modelos mais procurados e lucrativos de tiaras para cabelo.

 

A Alessandra já tem várias alunas que estão seguindo as suas dicas e fazendo tiaras no tempo livre pra vender, algumas, inclusive, começaram fazendo tiaras para as próprias filhas ou netas já que não podiam sair pra trabalhar. Veja a produção de algumas das alunas:

 

modelos de tiara para bebê

 

Todas as alunas se reúnem um grupo exclusivo no Facebook onde, juntas, compartilham experiências, dicas, fotos e sugestões, assim todas crescem e se fortalecem com as experiências das outras.

 

No curso online a professora Alessandra ensina como fazer vários modelos que ela mesmo faz pra vender, como, faixas, presilhas, tiara borboleta, tiaras para festas, tiara com fita de cetim, tiara com flor de tecido, tiara para bebê com pérola etc.

 

Veja alguns dos modelos mais vendidos abaixo:

tiara de fita de cetim para bebe 

tiara para criança maior

 

Além de ensinar como fazer, a professora dá dicas para compra de materiais, embalagens e ensina passo a passo os mesmo métodos que ela usa pra ganhar de 2 a 5 mil reais por mês vendendo tiaras para bebê, como, por exemplo, venda usando o Facebook, Elo7, OLX, Mercado livre etc. De Antemão fique sabendo que o método mais rápido é usando o próprio Facebook, e ela dá todas as dicas do que você precisa fazer pra fazer sua primeira venda rapidinho.

 

Todo curso é ensinado por meio de um portal bem organizado, veja uma imagem de como é a sala de aula por dentro:

 Por dentro do curso de tiaras da alessanda da Fontoura

 

Quando as alunas tem dúvidas, elas podem tirar diretamente com a própria professora usando o grupo no Facebook, e-mail ou Whatsapp, ela está sempre disposta a ajudar e sempre traz novidades pra que todas as alunas fiquem por dentro de tudo e melhorem cada vez mais afinal nem todas alunas tem tempo pra ficar procurando novidades em feiras e eventos.


Quem é Alessandra da Fontoura?

 

 professora alessandraÉ uma mulher simples que mora na cidade de Santa Maria, no Rio grande do Sul, ela largou o trabalho de secretária executiva em uma multinacional para se dedicar ao artesanato e, hoje, ela é muito mais feliz como artesã e professora de artesanato.

 

 

Ela está ajudando diversas mulheres do Brasil a quitar suas contas, curtir mais a família e ter uma maior qualidade de vida trabalhando com artesanatos feitos em casa.

 

Será que o curso de tiaras vale a pena pra você?

 

Se seu objetivo for fazer 1 ou 2 tiaras pra suas filhas e netas, o melhor é comprar a tiara pronta, mas se você quer ganhar dinheiro fazendo artesanato na sua própria casa esse curso vai valer muito a pena porque várias alunas já estão fazendo e vendendo.

 

Além disso todo ano no Brasil nascem mais de 2 milhões de bebês sendo que metade é menina e elas geralmente usam faixas e tiaras até os 12 anos de idade! Esse mercado é gigantesco e uma parte dele já conhece você.

 

Quantas pessoas você conhece que tem filhas? Imagine só quando eles começarem a ver as fotos das suas lindas tiaras no Facebook!

 

Veredito: Sim vale a pena! Veja o resultado de outras alunas:

depoimentos alunas curso de tiaras

Como se inscrever no curso de tiaras para bebê da professora Alessandra?

 

Todo curso é 100% online, isso significa que você só vai precisar de um computador com acesso a Internet pra frequentar as aulas. Como todas as aulas são gravadas, você pode assistir na hora que você tiver tempo.

 

A inscrição é bem fácil de fazer basta acessar a página de inscrição: Saiba Mais Aqui

 

Nessa página a Alessandra explica tudo sobre o curso e também mostra os trabalhos feitos pelas alunas de todo Brasil e de todas as idades.

 

O curso tem limite de inscritos, por isso, eu recomendo que você se inscreva logo antes que as inscrições sejam encerradas ou o preço aumente. Hoje o preço do curso completo custa 12x de R$19,70, é mais barato do que uma pizza por mês (vale muito a pena investir em algo que vai trazer retorno).

 

Além disso você tem 7 dias de garantia pra testar o curso, isso significa que você pode pegar seu dinheiro de volta caso não queira continuar com ele.

 

Após clicar no link de inscrição (clique aqui), você vai para uma página da Eduzz (A Eduzz é uma empresa séria que intermedeia o pagamento de cursos online, ela possui certificado de segurança, por isso é 100% segura).

 

Nessa página você insere seus dados de inscrição. Atenção: Ao informar o e-mail verifique se escreveu corretamente porque é pra ele que será enviado os dados de acesso ao curso.

 

Depois de preencher os dados, basta escolher a forma de pagamento que pode ser: cartão de crédito, boleto ou Paypal. Eu recomendo que você escolha a opção de cartão de crédito porque você já consegue acessar o curso no mesmo dia da compra, já o boleto pode demorar pra compensar.

 

Após a confirmação, você vai receber um e-mail da Alessandra com seus dados de acesso ao curso de tiaras para bebê e com o acesso ao grupo das alunas no Facebook.

 

Ao se inscrever com o botão abaixo, nos da Arte com Papel, te damos um presente porque queremos te ajudar! O presente é o Precifico:

 

calculo de preço de artesanato

 

Ele é um programa para que você calcule rapidamente o preço certo das suas tiaras e faixas. O Precifico, atualmente, é comercializado por R$97, mas você receberá de graça, da Arte com Papel, ao se inscrever usando o link ao lado: Saiba Mais Aqui

 

Atenção: Se o link não estiver mais disponível é porque essa promoção já acabou.

 

Algumas coisas a mais que você precisa saber sobre o curso de tiaras para bebês:

 

  • O Curso é 100% online com aulas gravadas em alta resolução podendo ser assistida no computador, tablet e smartphone.
  • O Acesso ao curso é por tempo indeterminado
  • Você tem acesso a uma comunidade no Facebook onde você poderá interagir com as outras alunas
  • Você pode tirar dúvidas diretamente com a professora
  • Várias alunas já estão ganhando de 2 a 5 mil fazendo tiaras em casa (cada tiara você gasta por volta de três reais pra fazer e consegue vender por trinta reais.)
  • Os materiais são simples e fáceis de encontrar, como, agulha, linha, cola quente, tesoura, fita, tiara etc.
  • Você tem 7 dias de garantia pra testar o curso e se não estiver satisfeito basta cancelar
  • O curso é ótimo para mães que querem ficar em casa acompanhando o crescimento dos filhos e que querem manter uma fonte de renda sem depender de ninguém.
  • Você ganha gratuitamente da Arte com Papel o programa Precifico para calcular de forma fácil e rápida o preço das suas peças.

 

Para mais informações acesse o site oficial do curso: tiarasparabebe.com.br

7 Ideias de Embalagens para Artesanato

 

 

Terminar um artesanato e receber elogios é fantástico, mas você sabe que não é tarefa fácil. São vários detalhes que temos que nos preocupar para que o resultado final seja encantador. E a embalagem é um dos elementos  dentre vários outros responsáveis pelo encanto  (eu falo mais sobre isso nesse artigo aqui: 5 dicas para deixar o seu artesanato mais valorizado).

 

Mas nesse artigo eu quero deixar 7 ideias de embalagens para que você possa se inspirar e enxergar o mundo de possibilidades criativas disponíveis para deixar o seu artesanato mais irresistível.

 

Quando eu falo de embalagem  geralmente muitos artesãos pensam em caixas que nem aquelas de papelão ou papel cartão que geralmente encontramos nas papelarias, mas as possibilidades são infinitas.  Existem diversos materiais que você pode utilizar para fazer uma embalagem diferenciada e que agregue real valor ao seu artesanato como papel, tecido, MDF, papel celofane etc.  

 

Atenção: As embalagens não precisam ser complexas e muito elaboradas para que não comprometa o seu tempo de trabalho.

 

O interessante é que muitas  pessoas acabam guardando  as embalagens e o bacana disso é que toda vez que ela olhar essa embalagem ela vai lembrar de você :).

 

… E muitas dessas pessoas acabam guardando com vários objetivos como, por exemplo,  embalagem de outros produtos, para decorar a casa ou simplesmente porque criou um vínculo afetivo tão grande que  não consegue jogar aquela embalagem no lixo.

 

Abaixo você verá as 7 ideias de embalagens e dicas de como usar:

 

#1 Embalagem de tecido

embalagem-artesanato-tecido

 Crédito: dorisyershova

Uma embalagem de tecido é relativamente fácil de fazer e dá um excelente resultado agregando mais valor as suas peças. Você pode utilizar para embalar cadernos artesanais, colares, peças de bisqui etc.   Caso você não saiba fazer ou não tenha tempo você pode encomendar algumas para uma costureira e você pode até personalizar com o tamanho e estampa que combine com as suas peça.

 

Eu só não recomendo utilizar caso você trabalhe com materiais frágeis porque a embalagem de tecido não projete contra impacto a menos que você faça algum tipo de enchimento.

 

Esse é o tipo de embalagem que eu dificilmente jogaria fora! 🙂

 

Uma dica: Quando você for escolher o material da sua embalagem é bom contrastar com o material da sua peça. Ex. Se a sua peça é de pano, uma embalagem em madeira irá agregar mais valor do que uma de tecido.

 

 

#2 Embalagem com caixa de OVO

embalagem-ovo-reciclada

Crédito: paneamoreecreativita

Uma embalagem reciclada é um ótimo material para produtos artesanais, amigos da natureza, e se bem trabalhada pode dar um efeito espetacular. Elas dão um pouco mais de trabalho para fazer, mas dependendo do artesanato que você faça o resultado final compensa.

 

Nesse exemplo foi utilizado uma embalagem de ovos pintada por dentro na cor vermelha e de azul com bolinhas brancas no lado de fora.  Para dar acabamento  foi utilizado um papel texturizado e foi dado um laço com uma fita.

 

 

#3 Embalagem Cônica de papel

embalagem-artesanato-papel-conica

Crédito: woohome

Esse tipo de embalagem de papel é simples e rápido de fazer, em poucos minutos ou segundos você consegue ter várias prontas para o uso. Ela é ideal para embalar pequenas peças artesanais.

 

Para fazer você precisa dos seguintes materiais:

     ►Papel;

     ►Cola ou fita dupla face;

     ►Cordão.

Passo a passo:

embalagem artesanal passo a passo cone

     1 Passo: Corte o papel para que fique na proporção de um quadrado;

     2 Passo: Passe cola ou fixe a fita dupla face em uma das bordas;

     3 Passo: Enrole o papel para deixar no formato de cone;

     4 Passo: Faça um furo na aba de fechamento;

     5 Passo: Feche com uma linha. Para incrementar você pode prender uma tag.

 

#4 Embalagem com rolo de papel

embalagem-artesanato-rolo-papel

Crédito: rightathome

Esse é outro exemplo de embalagem que pode ser feita usando materiais reciclados. Esse tipo de embalagem só pode ser utilizado para pequenos artesanatos.

 

Dica: Na maioria das vezes que você for trabalhar utilizando materiais reciclados você terá que empregar um esforço adicional para mascarar a aparência original desse material assim você irá agregar mais valor a ele.  

 

Materiais:

     ►Rolo de papel higiênico ou de papel toalha;

     ►Tinta;

     ►Pincel;

     ►Fita;

     ►Cordão

Passo a passo:

embalagem artesanal rolo papel

     1 Passo: Amasse as bordas para fazer o fechamento;

     2 Passo: Pinte toda a parte externa;

     3 Passo: Incremente colocando uma fita e outros elementos que você quiser adicionar como uma tag.

 

Outro tipo de embalagem que pode ser reaproveitada é a caixa de cereal, e se você não sabe como fazer basta ver o passo a passo nesse outro artigo (link: reciclagem de caixa de cereal).

 

 #5 Embalagem estrelada de papel     

embalagem-artesanato-papel-estrela

Crédito: bumpsmitten

Esse tipo de embalagem é muito útil e muito charmosa para pequenas peças artesanais, mas também é utilizado para embalar doces como trufas. Ela é super fácil de fazer e requer poucos materiais.

 

Materiais:

     ►Papel;

     ►Fita adesiva;

     ►Tesoura ou estilete;

     ►Fita decorada para fazer laço.

Passo a passo

embalagem artesanal passo a passo estrela

     1 Passo: Marque o molde em um papel colorido (clique aqui para pegar o molde);

     2 Passo: Recorte com uma tesoura ou estilete;

     3 Passo: Dobre as abas e prenda com uma fita adesiva.

     4 Passo: Para finalizar faça um laço.

 

#6 Embalagem 100% natural

embalagem-artesanato-natural

Crédito: welke

Pouca gente lembra dos materiais naturais quando faz artesanato, é bom lembrar que em muitas peças  elas podem agregar muito valor e deixar a sua obra ainda mais especial como, por exemplo, essa embalagem que foi feita utilizado casca de Noz.

 

A desvantagem da casca de noz é que só cabe peças pequenas, mas você pode utilizar outros materiais naturais como a casca de coco que quando lixada e polida deixa um acabamento excelente.

 

Materiais:

     ►Casca de noz;

     ►Glitter;

     ►Cola;

Passo a Passo:

embalagem artesanal passo a passo noz

     1 Passo: Passe cola no interior da casca;

     2 Passo: Aplique o glitter;

     3 Passo: Feche a embalagem com uma fita.

 

#7 Embalagem tipo saco de papel

embalagem-papel-min-curso

Essa é mais um tipo de embalagem feita com papel. Esse tipo de embalagem pode ser feito para artesanatos pequenos ou médios e podem ser decoradas para que combinem com o estilo da sua peça, da pessoa que irá receber ou da data comemorativa.

 

Esse tipo de embalagem é relativamente fácil de fazer e requer poucos materiais como papel e cola. O passo a passo, em vídeo, você pode conferir em uma das aulas do mini curso gratuito de encadernação e se você ainda não assistiu pode se inscrever clicando aqui.

 

banner_blog_artigos

 Você também acha que a embalagem é realmente importante e imprescindível no artesanato? Comenta aqui embaixo:

CTA_comentario_artigo (2)


Como evitar lesões ao fazer artesanato

 

 

Você já sentiu aquela dorzinha no ombro ou aquele incômodo na mão? Pode até não parecer, mas para fazer artesanato é necessário emprego de esforço físico repetitivo nas mãos, pescoço, ombros, olhos etc…

É dai que nasce a LER (lesão por esforço repetitivo). A LER é uma síndrome resultante do uso exagerado do nosso corpo para fazer atividades repetitivas. Esses movimentos forçados e repetitivos causam micro traumas que podem ferir músculos, tendões, ligamentos, nervos e outras estruturas, o que resulta em inchaço e muita DOR! Acredita-se que esse inchaço atrapalhe o fluxo de sangue, na área afetada e nas áreas vizinhas, o que acaba dificultando a cura.

…Mas e se eu já tiver feito isso por muitos anos e já estiver acostumado?

A LER passa mutias vezes despercebida porque ela vai evoluindo de forma lenta e gradativa ao longo de toda a vida e quando é percebida já existe um comprometimento muito sério na área. Fique de olho!

Você sabe quais são os sintomas da LER ? Alguns deles são:

             ►Dor

             ►Rigidez;

             ►Dormência;

             ►Perda de sensibilidade;

             ►Limitação dos movimentos;

             ►Fadiga;

             ►Tensão no pescoço, ombro, mão, punho, cotovelo, costas etc.

Infelizmente, a maioria das pessoas não entendem o que é LER e o quão preocupante ela pode ser.

Por mais simples e inofensivo que pareça, todo trabalho de artesanato exige repetição de movimento. Imagine quantas vezes você repete o mesmo movimento ao costurar um boneco de pano ou ao fazer uma peça de crochet? Muitas vezes!

…E quando vamos fazer pequenas ou grandes encomendas a coisa piora! Já imaginou passar horas fazendo mais de 100 peças iguais?

É nessas horas que é importante saber trabalhar com a tecnologia, com a organização e com algumas outras estratégias que ajudem a reduzir o impacto desse trabalho na sua saúde.

…Mas a melhor arma contra a LER é a prevenção! Nesse artigo você vai encontrar 6 dicas, que você pode aplicar hoje mesmo, para evitar dores pro resto de sua vida.

 

#1 Faça pausas regulares

lesao-artesanato-pausas

Crédito foto: Martin Lopatka 

Quando eu faço um novo artesanato sempre fico ansioso para terminar uma peça, e muitas vezes fico várias horas me concentrando e esforçando para ver o resultado final. Provavelmente você faz isso também, mas é importante fazer pausas durante todo o processo.

Por que é importante? Eu quero terminar logo!

Essas paradinhas permitem que o seu corpo se recupere de todo esforço e movimento aplicado. Uma opção interessante é alternar entre trabalhar sentado e em pé ( para isso é bom ter uma mesa ajustável), mas o recomendado é que a cada hora você pare alguns minutos para descansar, andar, beber água etc.

 

#2 Mantenha sua postura

artesanato-postura

Crédito foto: Nathan O’Nions

Você já sentiu o braço cansado, o pescoço dolorido ou as mão formigando? Isso acontece devido a má postura e aos movimentos inadequados. Eles são muito comuns quando fazemos artesanato, principalmente porque estamos tão engajados e concentrados na nossa tarefa que esquecemos de prestar atenção na nossa postura.

Para evitar esse tipo de incômodo, que no futuro pode virar uma lesão, preste atenção na sua postura enquanto você faz  o seu artesanato e observe sempre  a posição do seu pulso, ele não deve estar dobrado. Na maioria dos movimentos o seu pulso deve estar reto e fazendo movimentos naturais.

Se depois de alguns minutos trabalhando, você não consegue mais  manter a postura, provavelmente você está precisando parar um pouco para relaxar e alongar.

 

#3 Faça alongamento

lesao-artesanato-alongamento

Crédito foto: Benjamin J. DeLong

Depois ou mesmo antes de várias horas de trabalho solte suas ferramentas, pare um pouco o seu trabalho e reserve alguns minutos para relaxar e alongar seus ombros, pescoço, braços, pernas e mãos. É importante também relaxar os olhos focando em um objeto distante (uma árvore, prédio, pássaro etc). Depois disso você pode voltar e continuar o seu artesanato muito mais relaxado.

Se você não conhece técnicas de alongamento aqui embaixo tem um video com algumas opções:

Para aqueles, como eu, que tem dificuldade em lembrar quando parar, você pode programar o alarme do seu celular para tocar ou usar um temporizador de cozinha.

 

timer-artesanato

 

#4 Não force demais

lesao-artesanato-força

Crédito foto: Toffehoff

Muitas vezes para agilizar o trabalho, cortamos manualmente várias folha, vários tecidos e vários papelões de uma vez só, mas essa força adicional que você aplica, para cortar tudo de uma única vez, acaba prejudicando você. Sempre coloque a sua saúde em primeiro lugar.

Outro hábito muito comum é ficar segurando uma ferramenta com muita força. Sempre segure com força o suficiente nem demais, nem de menos e lembre-se, depois de usar, relaxe as mãos. Por exemplo, se você estiver costurando um material resistente como o couro, relaxe a mão depois que a agulha passar por ele.

 

#5 Organize sua área de trabalho

lesao-artesanato-organizacao

Crédito foto: MadLab Manchester Digital Laboratory

A sua mesa de trabalho deve acomodar todas as ferramentas e matérias, que você precisa utilizar, a uma distância que você consiga alcançar facilmente ao esticar o seu braço.

area-trabalho-artesanato

Deixe as ferramentas que você usa, com mais frequência, próximos a sua mão, assim você evitar futuras lesões por não ter que se contorcer para pegar algo em uma prateleira alta ou se curvar para pegar algo dentro de uma gaveta.

Outro ponto a observar é se a sua mesa e o sua cadeira estão na altura correta. A altura da mesa deve ser de aproximadamente a altura do seu cotovelo quando você estiver sentado.

 

#6 Ajuste a iluminação

lesao-artesanato-iluminacaoCrédito foto: Dennis Jarvis

Mesmo que uma iluminação fraca possa estimular a criatividade a iluminação da sua área de trabalho deve ser clara o suficiente para você fazer o seu artesanato confortavelmente. No artesanato é comum forçar os olhos para ver pequenas peças e para fazer detalhes minuciosos, por causa disso certifique-se de que você tem iluminação clara o suficiente para fazer esse tipo de trabalho, mas não exagere porque uma luz muito forte pode acabar prejudicando. 

 Você já sentiu alguma dor ao fazer artesanato? Compartilhe a sua experiência aqui embaixo:

Conclusão

O trabalho repetitivo em si não causa doença o problema é quando ele está associado a uma má postura, aplicação de muita força e a um ambiente inadequado. Quando respeitamos o limite do nosso corpo, trabalhando da forma correta, dificilmente causaremos danos a nós mesmo.

 

CTA_comentario_artigo (2)