Arte com Papapel

mesa com materiais para aula de artesanato

7 Dicas Para Quem Deseja dar Aulas de Artesanato

 

 

Por meio da arte as pessoas expressam seus sentimentos e emoções mais profundos. É uma forma de relacionamento entre pessoas. Assim, no caso do artesanato, esse contato pode ser feito através de exposições e vendas ou através de ministrações de aulas.

Infelizmente não é todo mundo que possui essa sensibilidade e talento para passar adiante. Mas se você possui esse dom e não está mais aguentando guarda-lo com você e deseja transmiti-lo ao mundo, confira só essas 7 dicas para dar aulas de artesanato.

#Dica 1: Domine a Técnica Que Você Deseja Ensinar

É praticamente impossível dar aulas de algo sem ter o mínimo de conhecimento sobre o que se quer ensinar. Com o artesanato não é diferente. Você deve analisar o que sabe e só então pensar em lecionar. Descubra qual é a técnica em que você se sai melhor e especialize-se nisso. Até porque se você não conhecer muito bem o assunto, de alguma forma seus alunos saberão. E imagina só que chato perder os alunos por não dominar a própria área?!

#Dica 2: Aposte nas Apostilas de Artesanato

Por não ser obrigatório o uso de apostilas, vai a critério do professor. Alguns gostam de utilizar por acharem uma ferramenta eficaz de aprendizagem. Outras já nem tanto e preferem mais a prática a anotações. No entanto, independente das preferências, estudos comprovam que fazer alguns registros durante a aula podem ser benéficos para absorção do conteúdo.

Com isso, você pode até não instituir a utilização de apostilas como regra em suas aulas. Mas seria interessante se você orientasse seus aprendizes a levar algum material para fazer alguns registros do que está sendo dito. Como a maioria das pessoas não conseguem absorver tudo o que um professor diz, as anotações podem ser fundamentais para dar continuidade dos estudos em casa.

#Dica 3: Se Comunique de Forma Didática

Se seus alunos forem iniciantes no mundo do artesanato, você deve ter em mente que eles vão precisar de uma explicação bem clara. Procure passar o conteúdo de forma mais didática possível. Faça comparações, gesticule durante as aulas, pratique junto,… Torne o ambiente mais descontraído. Busque sempre novas formas de ensino para que as técnicas sejam bem compreendidas por eles.

Mas não abra mão de termos técnicos. Os aprendizes precisam se habituar a linguagem própria do artesanato. Independente do motivo de cada aluno, o seu objetivo deve ser o de formar artesãos profissionais e não apenas curiosos com um mero conhecimento sobre o assunto. Eles precisam fazer a diferença no mercado e demonstrar que foram muito bem ensinados por um profissional.

#Dica 4: Escolha um Bom Lugar para Ministrar as Aulas de Artesanato

Você pode escolher uma loja, casa ou ateliê para ministrar suas aulas. Mas a atenção deve ser redobrada quanto à estrutura do ambiente. A iluminação deve ser adequada para visualização do que está sendo feito. Arejado para que seus alunos fiquem confortáveis. E aconchegantes para estimular a criatividade deles. A instalação de um banheiro também se faz necessário.

#Dica 5: Saiba Lucrar

Há quem pense que dar aulas de artesanato não gera um bom lucro. Mas estão completamente enganados. A partir do momento que você domina bem o assunto, explica de forma clara em um bom ambiente, suas aulas terão um sucesso incrível. Mas para isso você deve também conquistar os alunos.

Um professor não é só alguém que transmite o que sabe. Ele deve se tornar um amigo do seu aluno. É claro que cada um possui suas especificidades. Portanto, você tem que se atentar para o perfil de cada um. E só então, depois de possuir a permissão para se aproximar, mantenha certo nível de amizade e preocupação. Isso ajuda a estreitar os laços e construir uma boa reputação.

Dessa forma, o dinheiro será uma consequência prazerosa do seu trabalho. Dinheiro este que, poderá ir além de uma renda extra e tornar a renda principal de sua casa. Mas saiba que para chegar a esse nível, é preciso muita dedicação e amor pelo seu trabalho.

#Dica 6: Avalie o Preço que Deseja Cobrar

Geralmente os artesãos cobram em média um valor entre R$50,00 e R$150,00 em cada aula de 3 a 4 horas. Porém, esse preço varia muito de região para região e se o material está incluso ou não. Normalmente em lojas as aulas costumam ser um pouco mais baratas. No entanto, os alunos ficam totalmente influenciados a comprar o material. Por isso, avalie muito bem toda sua estrutura para cobrar de forma justa e evitar possíveis constrangimentos aos alunos.

#Dica 7: Pode Valorizar os Certificados mas Priorize o Conhecimento

Como são cursos livres, não há nenhuma exigência para o professor ter e emitir certificado. O que importa e o que vai valer para o exercício eficiente do aluno são a experiência e habilidade do instrutor. Mas é importante que você sempre busque novas informações e técnicas dentro de sua área.

Também não há problema algum em fazer uso de diplomas. Alguns artesãos utilizam esse documento quando promovem exposições ou ministram algum curso com temas específicos. Nesses casos, basta inserir o tema da exposição ou curso, nome do aluno, duração e assinatura do professor.

Não há nenhum mistério em dar aulas de artesanato. Seguindo essas dicas e incrementando com uma bela divulgação, suas aulas serão as mais badaladas de sua cidade. E aí, bora começar?!

O que é scrapbook?

 

 

 

Se você trabalha com artesanato você já deve saber o que é Scrapbook, mas caso você seja um leigo, o percentual de você saber é um pouco menor, já que até a pouco tempo poucas pessoas falavam sobre ele.

Para algumas pessoas esse tipo de álbum de lembranças pode ser um pouco complexo para aprender a fazer, porém no decorrer desse post, iremos ensinar um passo a passo de como fazer um scrapbook do seu jeito, mas afinal, o que realmente é Scrapbook?

O que é Scrapbook?

album scrapbook

Em uma tradução livre, o Scrapbook é um álbum de recortes onde você pode guardar todo tipo de recordações, através do registro de histórias como fotos, cartas, pequenos itens, tudo para que você consiga registrar momentos de forma criativa.

Esse estilo de álbum é feito a muitos anos, estudos históricos dizem que a mais de 100 anos, mais precisamente em 1839, quando fotos e cartas eram guardadas no meio de livros. Porém, assim como qualquer outro objeto ele teve a sua evolução durante o decorrer desse tempo.

Atualmente existem indústrias especializadas, denominadas scrapbooking com centenas de matérias que podem ajudar na confecção desse tipo de álbum.
Os tamanhos podem ser variados, assim como as características e o manufaturamento.

Como fazer um Scrapbook?

Álbuns como o Scrapbook sempre tem um preço elevado para a sua criação, e mesmo assim, não é fácil fazer com que ele fique com a sua cara, afinal, para ele ter esse efeito ele precisa ser desenvolvido exclusivamente por você.

Pensando nisso, trouxemos um passo a passo de como fazer o seu próprio scrapbook.

 

ferramentas utilizadas para fazer scrapbook

 

Passo a passo para se fazer um Scrapbook

Passo I – Antes de começar a colocar a mão na massa, é preciso que você descubra qual tema você irá fazer para elaborar o seu scrapbook. Será muito útil isso no decorrer da sua produção. Você poderá fazer um álbum de recordações, um diário pessoal, um diário de viagem, álbuns de fotos, anotações e recordações.

Passo II – Depois de decidir como você irá fazer o seu scrapbook e qual será o seu tema, é preciso que você adquira os materiais decorativos que você irá precisar para emoldurar o seu álbum. Essas opções podem ser cartolinas, flores de papel, fitas de cetim, botões, glitter, adesivos, papéis decorados, perolas autocolantes, entre outras opções.

Passo III – Para que o seu álbum seja muito bem feito é preciso que você busque também por materiais que irão lhe ajudar a preparar e montar o seu scrapbook.
Essas opções poderão ser encontradas em várias papelarias, as opções vão de colas de tecido, fitas, tesouras específicas para artesanatos, régua até estilete para recortes específicos.

Essa etapa é importante também para que você escolha o seu caderno, ele pode ser de argola ou encadernado manualmente.

foto de um scrapbooking

Articulando e moldurando o scrapbook

Passo IV – Comece então a cobrir o seu scrapbook, a capa e a contracapa, usando de preferência a cola scrapbook, pois ela não irá enrugar o papel do seu álbum.
Aqui já ficará a sua escolha a forma que quer otimizar como, por exemplo, com tecidos, cola quente, cartolina para conseguir disfarçar as dobras e outros materiais.

Use estampas que sejam mais simples e discretas, pois você irá complementar com outros elementos. (Veja mais sobre combinação de cores nesse artigo)

Passo V – Para muitos essa é a melhor parte de decorar o seu próprio caderno. É importante que você tenha uma simples noção do que você irá fazer no seu livro de recordações. 

Para que você faça um bom trabalho, se dedique ao tempo de fazer alguns testes na capa do seu álbum para que você saiba como fazer no decorrer das páginas subsequentes.

É importante também que durante esse processo você busque por mais ideias de álbuns que possam lhe ajudar.

diversos adesivos para scrapbook

Passo VI – Assim que você tiver certeza de como você irá querer que o seu scrapbook fique você poderá então ir colando as molduras para que elas fiquem de forma adequada em cada uma das páginas que você escolheu.

É natural que quando terminar você considere ele uma grande bagunça em uma primeira olhada, mas com o decorrer irá ver que não ficou desta forma e será bem divertido compô-lo com suas histórias e lembranças.

 
Conclusão

 

Dentro do meio artesanal o Scrapbook é realmente uma ótima técnica para que você possa guardar lembranças, histórias, torná-lo um diário de imagens entre outras coisas.

As opções dadas durante o passo a passo mostraram que você consegue fazer rapidamente um lindo Scrapbook e sem a necessidade de gastar muito, pois cada um dos materiais pode ser utilizado durante todo o processo de criação.

A ideia é sempre você fazer o seu para que ele se pareça exatamente com a forma que você deseja. Com o nosso passo a passo acima, acreditamos ter ficado mais fácil o desenvolvimento dessa nova ideia de trabalho.

 

Fonte da fotos:

https://www.scrapbooking.com/

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Herramientas_para_Scrapbooking.jpg

https://www.femmeactuelle.fr/deco/loisirs-creatifs/idees-creatives-scrapbooking-00320

materiais e ferramentas utilizadas para encadernar

Dicas de materiais e ferramentas para encadernação artesanal

 

 

A encadernação artesanal é uma prática do artesanato que consiste em agrupar e encapar livros, cadernos ou outros objetos de papelaria. Esse processo leva uma boa dose de criatividade e ornamentação que envolve vários materiais.

A tendência do momento é o DIY (Do it yourself) ou “faça você mesmo”. A ideia é que você possa criar seus próprios produtos. Além de garantir economia, você pode também usufruir de um item que tem tudo a ver com a sua personalidade.

E ainda há a possibilidade de conseguir ganhar dinheiro através desta técnica. A encadernação está ganhando muitos seguidores e você pode fazer parte deste crescimento.

Nesse artigo, nós apresentaremos a você dicas de materiais e as ferramentas necessárias para a elaboração dos produtos.

Ferramentas necessárias

É muito importante que você saiba quais ferramentas devem ser utilizados para a confecção dos seus produtos. Você pode ganhar bastante tempo com o uso de peças adequadas e moldadas para aquela função.

  • Base de corte. É o local onde você irá realizar o trabalho. Fazer cortes e colagens. Deve ser resistente. A base de corte já vem com numerações e medidas que facilitam muito o trabalho.

Dica de substituição: Vidro plano, de preferência temperado e régua.

  • Gabaritos. São os substitutos das réguas. Já vem com medidas e também facilitam bastante as marcações.
  • Dobradeira. Peça fundamental para fazer vincos e dobras. É um investimento que deve ser considerado.

Dica de substituição: espátula.

  • Rolo de espuma. Serve para espalhar cola nas peças. Evita bastante sujeira.
  • Pincel. Esta ferramenta também é usada para espalhar a cola. Só que em lugares que o rolo de espuma não alcança.
  • Régua. É a ferramenta curinga. Utilizada para fazer medidas. Prefira as mais resistentes de alumínio, por exemplo.
  • Espátula. Utilizada para fazer vincos e dobrar tecidos e peças.
  • Fio de cabelo. Ferramenta com formato triangular, de material Super indicado para fazer as pontas das capas. Também pode ser feita com papel.

Dica de substituição: a sua própria ferramenta feita com outros materiais.

regua fio de cabelo feita com papel
Régua fio de cabelo feita com papel
  • Estilete ou cortador circular. Ferramenta indispensável para fazer cortes, principalmente de papel.
  • Tesouras. Se possível reserve uma para cada tipo de material.
  • Agulha. Nesta seção existem vários tipos: para costura interna, apenas para facilitar a costura, para furar materiais mais resistentes etc.
  • Furador de papel. Também encontrado em dois tipos. O estilo alicate, para furos menores e o de furos variados em formato de figuras por exemplo.

 

Agulhão furador

Essas ferramentas são conhecidas de quem já trabalha com artesanato. Caso estejacomeçando agora neste ramo e não possa adquirir todas as peças, você pode substituí-las por objetos encontrados em casa. Ou pode fazer as suas próprias ferramentas.

De forma alguma a ausência de alguma destas ferramentas é motivo para você desistir de trabalhar com encadernação artesanal. Experimente ir trabalhando com o que você possui ou for mais fácil adquirir e pesquise meios de fazer substituições.

Curso Online Grátis

Se divirta fazendo um álbum artesanal que seus amigos irão amar

À medida que o tempo for passando e o seu trabalho for aumentando, você incrementa sua mala de ferramentas para encadernação.

Materiais necessários para encadernação artesanal

Procure adquirir um pouco de cada material. Ofereça beleza e variedade aos seus clientes. Além de focar na qualidade dos mesmos que vão refletir na durabilidade do seu produto.

  • Tecidos de algodão. Para forrar capas e caixas cartonadas. É um dos materiais mais utilizados.
  • Renda. Dá um toque romântico ao objeto. Escolha cores diversas.
  • Fitas. Podem ser de tecido, de cetim etc. Tenha estas fitas em boa variedade.
  • Letras e apliques em MDF. Perfeito para ser usado em capas de álbuns de casamento.
  • Adesivos. Meia pérolas para temas mais sofisticados e variados adesivos para scrapbook.
  • Carimbos decorativos. Para enfeites em geral.
  • Cola branca. É a cola para uso comum. Pode ser usada em colagens diversas no artesanato.
  • Papel para scrapbook. Para forro interno e externo. Procure oferecer bastante variedade de papéis.
  • Ilhós. São pequenas peças de metal que ficam ao redor dos furos.
  • Fio encerado. Para fazer a costura interna dos livros e cadernos.
  • Papéis variados. Para miolos e contracapas. Existem muitas estampas bonitas, para diferentes gostos.

Onde encontrar as ferramentas e os materiais?

Essas ferramentas que listamos podem ser facilmente encontradas em:

  • Lojas de artesanato
  • Papelarias
  • Armarinhos
  • Lojas de tecidos
  • Lojas físicas ou virtuais

Quanto investir?

O valor que você deve investir na compra de ferramentas e materiais para começar o seu trabalho de encadernação artesanal vai depender muito do quanto você realmente tem disponível.

Para baratear os custos, que são inevitáveis em qualquer negócio, você deve fazer pesquisa de preços de tudo o que vai precisar. Produto caro não significa produto de qualidade, muitas vezes.

Converse com pessoas do ramo e peça dicas de locais com preços acessíveis. Geralmente as lojas virtuais possuem preços menores que os das lojas físicas.

Busque formas de fazer algumas substituições com objetos ou materiais que você tenha em casa ou tente criar as suas próprias ferramentas.

Importância da organização

Organizador de materiais em forma de prateleira

Mesmo que esteja começando agora a trabalhar com artesanato, não esqueça de manter organizado o seu local de trabalho.

Por trabalhar com muitos materiais diferentes e de vários tamanhos, é possível que você, em algum momento, misture peças e não consiga localizar um material imprescindível para aquele momento. Para evitar apertos:

  • Utilize caixas ou cestos organizadores com o nome de cada material.
  • Um pequeno armário ou baú para guardar as ferramentas com segurança.

Lembre sempre e prezar pela qualidade do seu produto. Capriche na costura, no acabamento, na decoração e nos detalhes. Utilize bons materiais e ferramentas adequadas. Mesmo que use substituições, procure dar o melhor de si na hora do trabalho.

E converse bastante com o seu cliente até entender o que ele realmente deseja. A recompensa financeira vai depender muito da boa aceitação e da qualidade do produto que você oferece.

 

E aí, espero que tenha gostado de todas as nossas dicas. Diga o que achou do texto nos comentários. Nos vemos no próximo artigo.

 

Fonte das imagens:

https://bainbridgebarn.wildapricot.org

https://br.pinterest.com

foto com livros antigos enfileirados

Breve História da encadernação artesanal

 

 

Encadernar é organizar a união de todos os arquivos de uma obra, com uma costura sólida, este tem o intuito de formar um único volume compacto. A encadernação é feita para que esta obra seja mais bem protegida e apresentada ao leitor da obra arquivada.

A encadernação também permite que seja mais fácil manusear as folhas que apresentam tudo o que foi escrito, facilitando a compreensão do material. Além de ser usada para o intuito comercial, a encadernação, quando é bem feita, também auxilia na prevenção de documentos.

Apesar de interessante, a história da encadernação artesanal é pouco conhecida, e muitas vezes não é percebido sua importância para a história da própria humanidade, já que são através de vários documentos que temos acesso aos acontecimentos de outras épocas.

Se você tem dúvidas sobre como ocorreu a história, acompanhe o artigo para conhecer melhor sobre esse assunto, desde o império romano até os dias atuais.

História da Encadernação

A origem verdadeira da encadernação está no códices, que possuíam uma formato parecido com os dos livros atuais. Estes apareceram em maio ao século I/II depois de Cristo, na época do império Romano.

Os cadernos, antigamente, eram costurados com tiras de couro flexíveis em ângulo reto, e os livros eram feitos de folhas simples de pergaminho, costurado na dobra com nervos.

Pergaminhos.

pergaminho escrito

Após alguns anos, o papel se tornou maior e era preciso ser dobrado mais vezes. Por isso o pergaminho tendia a ondular, o que atrapalhava no trabalho de escrever. Então, para manter as folhas planas, se prendia duas pequenas tabuletas nas extremidades do papel.

Depois de um tempo passou-se a cobrir essas tabuletas e o dorso com couro, criando-se, assim, a lombada. E estes foram os primeiros passos para a encadernação artesanal, porém é importante salientar alguns antecedentes que podem ter sido responsáveis por esse resultado.

  • Egito: Ainda no Egito, desenvolveu-se um método para a proteção do papiro (o primeiro papel, criado na própria região). Através da colagem de tiras na borda do papiro era possível que os documentos fossem mais preservados.
  • Grécia/ Roma: Os rolos de papiro ou pergaminhos, chamados de volumia, eram envolvidos em caixas ou estojos. Os documentos que ficavam nas bibliotecas eram guardados dentro de um cilindro de madeira ou metal.

• Período medieval.

Este é o período mais importante para o aperfeiçoamento da arte de encadernação. Durante a alta idade média os mosteiros e abadias detiveram todo o controle de produção de livros.

Os únicos que poderiam exercer o ofício de encadernador eram os frades escolhidos para a tarefa. Algumas outras encadernações tinham autorização de serem executadas em oficinas particulares.

Nesse caso os encadernadores trabalhavam juntos com os copistas. Estes eram responsáveis por fazer manuscritos para as pessoas leigas. As principais características da encadernação medieval eram sua solidez e peso, podendo conter até fechos de metal.

• Encadernação renascentista.

No fim do século XV, surgiu na Itália a encadernação renascentista, patrocinada por bibliógrafos. Fazendo com que estas fossem bem realizadas e tivessem um estática bastante agradável, representando toda a beleza estética que a sociedade tanto admirava.

Nessa época as encadernações passaram a ser mais leves e mais sofisticadas. Além de surgirem encadernações de pequenos formatos.

Evolução das Técnicas de Encadernação

Homem em atelie preparando lombada de um livro

Essas épocas citadas foram as mais influentes para a encadernação artesanal que temos nos dias atuais, a partir delas podemos identificar diferentes formas de trabalho que surgiram ao longo dos anos e como o trabalho artesanal sempre é bem está em desenvolvimento. As técnicas vão se aperfeiçoando, e a partir delas, vão surgindo novos modelos de decoração de encadernação.

Durante alguns anos a encadernação não evoluiu, ou não se alterou, devido ao pouco espaço que era dado à essa arte. Porém, ultimamente essas técnicas estão cada vez mais populares e conquistando mais admiradores.

A encadernação é uma arte que está presente desde a época dos Egípcios, que criaram a primeira forma de proteção para seus documentos. Mas, hoje em dia, já é algo utilizado para a estética e embelezamento na produção de livros ou cadernos.

E o principal influenciador disso, acredite ou não, é a tecnologia. Com os métodos de arquivo de documentos de maneira digital, a arte artesanal ficou mais valorizada devido à sua beleza física que hoje pode ser substituída por máquinas. Portanto, é algo exclusivamente feito para ser bonito.

Claro, ainda é utilizado para anotações ou para guardar arquivos, porém tem um intuito mais nostálgico de admiração do que de realmente necessidade, e isso fez com que a encadernação artesanal se tornasse uma obra de arte.

Processos de Encadernação

Existem muitos tipos de processos de encadernação hoje em dia, mas, ainda assim, é possível classificar as mais utilizadas e valorizadas na encadernação artesanal.

• Costuras

O processo mais variado é o método da costura, este apresenta algumas opções que poderão ser escolhidas dependendo da maneira como deseja que o caderno ou livro aparente.

  • Longstitch: Nessa técnica, a costura é iniciada no miolo e fica à mostra. Essa costura vai em direção às extremidades da peça. Não possui a necessidade de uso de cola e o resultado é muito bonito. Geralmente mais utilizada em álbuns de fotografias. (Veja fotos dessa e de outras técnicas nesse outro artigo)
  • Brochura: Esse método é mais utilizado para a produção de cadernos e agendas, e por isso geralmente são feitos em grande escala, de maneira automatizada. Porém, também é bastante feita de maneira artesanal, e não existe muita complicação.
  • Bradel: O método bradel lembra o longstitch, porém nesse tipo de costura o miolo não fica aparente, só vemos o bloco de costura sobre a lombada.
  • Belga: Nessa costura é feita a união da capa, contracapa, lombada e miolo. É bastante elegante e um pouco diferente das que somos mais acostumados a ver.
  • Encadernação japonesa: A costura japonesa é uma das mais antigas e pode ser feita com diferentes padrões. Ou seja, existe uma grande variedade à ser explorada para realizar esse tipo de encadernação artesanal, desde os métodos mais simples aos mais complexos. Geralmente essa costura é utilizadas para encadernar pequenos volumes.

Deixe seu comentário abaixo dizendo o que achou da história da encadernação artesanal 🙂

Ganhe um cupom de 10% de desconto na primeira compra de um dos nossos produtos ou cursos.

Ganhe um cupom de 10% de desconto na primeira compra de um dos nossos produtos ou cursos.

 

Fonte Imagens:

Como combinar cores no artesanato

 

cores-no-artesanato-como-usar

 

As cores presentes em peças artesanais fazem toda a diferença para o apreciador, mesmo que este não perceba. São graças a elas que as obras artesanais são capazes de transmitir sua delicadeza ou ferocidade de maneira mais singela.

Quando as cores são escolhidas e aplicadas de maneira harmônica, estas têm a capacidade de deixar as peças trabalhadas manualmente mais bonitas e podem agregar mais valor a este material, sendo assim, de vital importância para o resultado final.

Porém, a criação de uma paleta de cores pode não ser fácil para muitas pessoas e, por isso, existe a teoria das cores, que é uma forma mais simples para trabalhar a distribuição dos tons. Essa teoria serve para diferentes formas de artesanato, desde pinturas em porcelanas até contas para bijuterias.

Apesar disso, muitos artistas não sabem trabalhar com as combinações perfeitas de cores, e isso afeta diretamente na qualidade da sua obra. Se você tem dúvidas sobre como trabalhar a harmonia perfeita dos tons, acompanhe as dicas nesse artigo para aplicar no seu artesanato de forma eficaz e bonita.

 

#A teoria das cores

 
O que é?
 
A teoria das cores é o resultado de vários estudos relacionados à luz em contato com os diferentes tons. Este sistema procura organizar todo esse estudo para tornar mais fácil trabalhar com a escolha de cores.
 
O estudo da difração consistia, antigamente, na decomposição da luz solar em várias cores. Essas cores foram, então, trabalhadas de melhor forma como um espectro.
Esse espectro é formado, respectivamente, pelas cores laranja, amarelo, verde, azul, anil, violeta e vermelho, que são as que compõem o arco íris.

Cores no artesanato

O círculo cromático.
 
O círculo cromático, que é o espectro apresentado anteriormente, contém os 12 tons que cada uma dessas cores pode apresentar inicialmente. O círculo nos ajuda a visualizar as cores primárias, secundárias e terciárias, como se pode perceber.

 

  •  Cores primárias: São as cores puras, como o vermelho e o azul e o amarelo.
  • Cores secundárias: As cores secundárias são à união dessas cores primárias, como o laranja (amarelo e vermelho) e o verde (Amarelo e azul).
  • Cores terciárias: As terciárias, seguindo o exemplo das outras combinações de cores, é a mistura das cores secundárias com primárias. Por exemplo, a cor vermelho-arroxeado e o amarelo verde.

 

Preto e branco.
 
As cores preto e branco, apesar de não estarem visivelmente expostas no círculo monocromático, ambas fazem parte dele. A cor branca é uma reflexão total das setes cores, ou seja, é a luz pura. O preto é a ausência total dessa luz, já que estas não serão refletidas e sim, absorvidas.

 

#Como usar a teoria das cores no seu artesanato

 
A teoria das cores é a melhor forma para criar uma boa combinação de cores e aplica-las em diferentes peças artesanais. Com esse método e um pouco de criatividade, é possível transmitir, através dessas combinações, diversos sentimentos que o próprio artista deseja que o observador da peça sinta.
 
Seguindo algumas regras de combinações do círculo cromático, fica mais fácil provocar inspirações, reações fisiológicas e mudança no estado de espírito.

 

 

  • Cores acromáticas: As cores acromáticas são geralmente utilizadas com o intuito de transmitir calma e discrição. São as que possuem tons pasteis, como o cinza, marfim, bege e o preto.
  • Tríade: A combinação tríade é quando são escolhidas três cores distintas do círculo cromático. O método utilizado para escolher as cores ideais é através de um triângulo “imaginário” dentro do círculo. Por exemplo, se você quiser usar este método, e a cor que não pode faltar no seu artesanato é o azul, então as outras duas cores que deverão ser escolhidas serão o amarelo e o rosa.

 

nas cores triadicas o amarelo rosa e azul combinam

  •  Cores análogas: As cores análogas são as que estão uma do lado da outra no círculo. Dão uma impressão de decomposição da cor, quando utilizadas no artesanato e, por isso, parecem bastante alegante

 

cores como o laranja e amarelo são analogas

  • Cores complementares: As cores complementares são encontradas, no círculo cromático, sempre opostas umas às outras. Esse método é utilizado para criar maior contraste na combinação de cores que serão adicionadas ao artesanato. Neste caso, quando se quer dar destaque a alguma cor, é necessário usar sua cor oposta.

o vermelho e verde são complementares

  • Cores complementares decompostas: Esta segue o mesmo raciocínio das cores complementares, pois também tem o intuito de fazer um contraste. Mas, nesse caso, são utilizando três cores para isso.

o laranja, roxo e verde são complementares decomposto

Com as técnicas apresentadas, já será possível trabalhar de maneira mais objetiva e com melhor resultado na escolha das cores que deverão fazer parte das peças artesanais.

 

#Temperatura das cores

O conceito de “temperatura das cores” afirma que as cores podem ser separadas em duas temperaturas: quentes e frias.
 
As cores quentes são as que podem ser associadas ao fogo, que no caso são as cores vermelho, amarelo e laranjas. E as frias são as associadas à água, como o azul, violeta e verde.
 
As cores quentes e frias também serão separadas dentro de suas características quando se tornarem terciárias, como o vermelho-alaranjado, por exemplo.
 
Representação das cores.
 
Essas denominações influenciam, inclusive, nas representações das cores. Veja respectivamente a representação de cada uma delas, para que seja mais eficiente a influencia e sentimento que deseja transmitir através das obras artesanais.

 

  • Vermelho: Está relacionada a sentimentos intensos, representa ação, raiva, paixão e rebeldia.
  • Amarelo: Criatividade, otimismo e felicidade.
  • Laranja: Vitalidade e energia.
  • Roxo: Nobreza, mistério e magia.
  • Azul: Inteligência, paz e pureza.
  • Verde: Frescor e renascimento.

 

#Característica das cores

 

Além de todas essas técnicas e estudos relacionados a melhor maneira de utilizar as cores e o que cada uma pode transmitir, existem algumas curiosidades interessantes que devem ser levadas em consideração.

 

As três importantes características das cores são:

 

  • Matiz: O matiz é o que define a tonalidade das cores. Como o amarelo e o roxo, não importando se estas são primárias secundárias ou terciárias.
  • Tom: O tom é a quantidade de luz que está presente em cada cor, quanto mais luz esta cor refletir, mais clara essa tonalidade será. Como no caso do preto e branco.
  • Intensidade: A intensidade se refere ao brilho presente na cor, isto é, se é uma cor forte ou baixa. A cor amarela, por exemplo, apresenta uma forte tonalidade, devido ao seu alto brilho Diferente da cor marrom, que é bastante opaca.

 

 Quer aprender mais sobre o uso das cores, textura e mais dicas sobre artesanato? Confira o nosso E-book abaixo disponível na Amazon (Clique Aqui)
 
guia-completo-do-artesanato

 

Gostou do Artigo? Deixa um comentário Abaixo:

Dicas Para Ganhar Dinheiro Com Encadernação Artesanal

 

 

Se você está precisando ganhar dinheiro e tem habilidade com trabalhos manuais você pode começar a trabalhar com encadernação artesanal.

A encadernação artesanal consiste em uma técnica de encadernar objetos como agendas, álbuns de fotografia, diários etc. Por ser um procedimento manual, a encadernação artesanal oferece total personalidade ao que é manipulado.

A encadernação artesanal está muito em alta ultimamente. A tendência do momento é o “faça você mesmo”. A ideia é que você possa fazer seus próprios produtos. Além de garantir economia, você pode também usufruir de um item que tem tudo a ver com a sua personalidade. Com a sua marca.

Se você achou interessante e gostaria de aprender mais como fazer renda extra aplicando esta técnica do artesanato, fique atento às ideias que lhe mostraremos a seguir.

 

# Para que serve essa técnica?

 foto de encadernacao artesanal ganhar dinheiro

O objetivo inicial da encadernação é a reunião de papéis soltos que se relacionam ao mesmo assunto. Livros e cadernos são bons exemplos. Com o tempo e a criatividade das pessoas, esta técnica passou a abranger mais duas funções:

  1. Conservação do conteúdo escrito.
  2. Conferir beleza a itens de papelaria como agenda e cadernos.

E aí é que começamos a falar de encadernação artesanal. É uma prática feita totalmente a mão, sem uso de máquinas. Com cores e apliques diversos que dependem da criatividade de quem está produzindo.

A encadernação artesanal possui diferentes modelos de costura como a brochura, modelo que mais conhecemos, o que proporciona variedade na confecção. Além disso, podem ser utilizados materiais como velcro, tecido, papelão dentre outros.

 

# Idéias de encadernação artesanal

 

  • Agendas: É um dos itens mais procurados e é também um dos procedimentos mais simples.
  • Planner: Um pouco diferente da agenda, o planner contém, além dos dias do ano, espaços para escrever sobre quase tudo na vida: séries que está assistindo, o que está estudando, planilhas de controle financeiro etc. 
  • Álbuns de fotografias: casamento, bebês, festas de 15 anos etc. Pode ser para presentear ou apenas para conservar de uma forma criativa os momentos felizes.
  • Cadernos de empresas: Principalmente se a empresa incentiva a produção própria e independente. Pode ser um ótimo local para oferecer seu produto de encadernação artesanal.
  • Trabalhos acadêmicos: É um serviço mais sóbrio, mas também com muita oferta de trabalho, devido ao grande número de universitários.
  • Livros de receitas. Reúna as receitas mais tradicionais que não podem faltar em datas festivas. Ou separe-as por tipos: doces, salgados, light etc. Deixe folhas em branco para anotações de novas receitas.
  • Diário alimentar: Manter uma vida saudável é objetivo de muita gente atualmente. Por que não fazer parte deste movimento que cresce a cada dia?
  • Caderno de assinaturas utilizados em chá de fraldas e outros eventos. Os convidados podem deixar por escrito o carinho pelos anfitriões da festa.

 

# Como aprender a fazer encadernação artesanal?

 

A encadernação artesanal é uma prática simples, porém exige habilidade e aprimoramento das técnicas aprendidas. Veja onde você pode aprender mais.

 

  • Cursos presenciais. Procure por lojas de artesanato no centro da sua cidade. Muitas delas oferecem cursos diversos.
  • Internet. Além de inspiração, você também vai encontrar alguns cursos online que podem ser assistidos no seu tempo livre.
  • Pratique muito em casa. Faça cadernos, pequenos blocos de anotações, faça para a família e amigos. A prática é a melhor forma de aprender.

 

# Características de quem trabalha com artesanato

 

O artesanato em geral é uma forma de trabalho e diversão que exige algumas qualidades de quem a pratica. Listamos algumas dessas características abaixo. Veja se você se identifica.

 

  • Habilidade. Apesar de ser uma técnica que todos podem aprender, o artesanato exige habilidade manual para a realização de um trabalho bem feito. Com a encadernação artesanal não é diferente.
  • Paciência. Afinal, todo o trabalho é feito manualmente e cada material tem seu tempo para secar.
  • Criatividade. É importante ficar atento às novidades, inovações, fazendo novos cursos e buscando inspirações para fazer um trabalho moderno e diferenciado.
  • Concentração. Algumas peças de encadernação, por exemplo, podem demandar foco, devido à delicadeza de detalhes e à diversidade de costuras.
  • Poder de negociação. Muitas pessoas, apesar de se surpreenderem com o trabalho de um artesão, tentam derrubar o preço do produto. Nesse caso, cabe a você decidir se vale a pena ou não fazer essa redução.
  • Dedicação. Dedicar atenção, tempo e carinho faz parte da vida do artesão não só na produção em si, mas também na aquisição de conhecimento.
  • Amor pelo trabalho. É preciso gostar do que faz. Por ser um serviço que demanda muitas qualidades, o artesanato deve ser encarado como uma realização profissional.

 

# Como comercializar seus produtos?

Faça a divulgação do seu novo trabalho. Avise à família e amigos que agora está trabalhando com encadernação artesanal e tenha sempre exemplares prontos para servir de amostra. Mais dicas:

  • Divulgue nas redes sociais. É uma forma muito prática e barata de oferecer o seu produto a uma grande quantidade de pessoas (Aprenda mais sobre divulgação em redes sociais clicando aqui).
  • Visite feiras de artesanato, participe de grupos. Conheça outras pessoas que também trabalham com encadernação artesanal.

 

Qualidade é importante

 

Ao escolher trabalhar com encadernação artesanal não esqueça de prezar pela qualidade do seu produto. Capriche no acabamento e nos detalhes. Utilize bons materiais. E converse bastante com o seu cliente até entender o que ele realmente deseja.

 A recompensa financeira vai depender muito da boa aceitação e da qualidade do produto que você oferece.

O trabalho de encadernação artesanal pode fazer parte de momentos muito emocionantes e importantes na vida de uma pessoa como casamentos, aniversários, colação de grau dentre outros. Isso é um grande estímulo para a produção de um material bonito e de qualidade.

Apesar de estar em crescimento, a valorização do artesão e de seus produtos ainda não é o ideal. Mas isso não é impedimento para você ganhar dinheiro fazendo artesanato. Principalmente se você gosta de trabalhar com isso. Aprenda as técnicas, comece a praticar e consiga sua realização profissional.

 

E então, gostou das nossas dicas? Não deixe de compartilhar com seus amigos. Um grande abraço e até o próximo artigo.

Ganhe um cupom de 10% de desconto na primeira compra de um dos nossos produtos ou cursos.

Ganhe um cupom de 10% de desconto na primeira compra de um dos nossos produtos ou cursos.

brigadeiro gourmet livro e cursos

curso brigadeiro gourmet

 

 

Curso de Brigadeiro Gourmet: Como Ter Uma História de Sucesso Com Doces Artesanais Começando do Zero e Faturar de R$2.000 a R$5.000 Por Mês?

curso brigadeiro e doces gourmet

 

Imagine poder ganhar de 2 a 5 mil todo mês fazendo deliciosos brigadeiros gourmet e com isso poder ajudar nas despesas da casa, desfrutar a vida e ainda ter tempo pra passar junto com sua família. Seria incrível, não é mesmo? Foi justamente isso que a Gisleine fez depois que fez o curso de brigadeiro gourmet da Edelzia Foresti (que tem vários cursos e livros sobre doces especiais)…

 

…ela começou a fazendo brigadeiros no seu tempo livre. Hoje, além de fazer os doces pra vender ela recebe encomendas para festinhas que dependendo da quantidade do pedido pode chegar a render mais R$1.000 reais por cada festa. 

 

Entenda o que é brigadeiro gourmet e porque ele é tão lucrativo

 

O brigadeiro gourmet é um doce fino, mais requintado e diferente do que o brigadeiro tradicional. O brigadeiro comum é feito com leite condensado, manteiga, chocolate em pó e granulado, porém o gourmet é feito com ingredientes diferenciados (abaixo irei detalhar cada um), ele é mais sofisticado do que o tradicional, o que acaba deixando o sabor e textura completamente diferente.

 

Outra diferença gritante é a variedade de sabores (misturas criativas e exóticas), e a preocupação maior com o visual que é um ponto importante sempre enfatizado em cursos de brigadeiro gourmet de qualidade.

 

Brigadeiro

 Imagem via: bazardovalter.com.br/

Quem aprende a fazer doces finos sabe que está se destacando ao produzir um produto com maior qualidade e que proporciona uma experiência gastronômica incomparável fazendo com que os consumidores se tornem clientes fiéis.

 

Por que ele é mais caro?

 

Quem compra um produto gourmet sabe que além de estar comprando um produto com ingredientes de alto padrão está tendo a oportunidade de ter uma experiência diferente do que vive no dia a dia,  isso faz com que as pessoas percebam que vale a pena pagar mais caro pra poder ter esse momento de prazer único que desencadeia uma explosão de sentidos ao degustar um brigadeiro especial.

 

Além disso, esse brigadeiro é um tipo de doce que não se encontra em toda esquina já que pouca gente sabe fazer (o mais comum é o brigadeiro tradicional). Isso faz com que as pessoas valorizem ainda mais esse produto porque sabem que o profissional buscou qualificação em cursos e livros.

 

Ele é o tipo de doce artesanal ideal pra quem precisa aumentar seus rendimentos sem ter que sair de casa e sem precisar comprar equipamentos e máquinas especiais (mais abaixo irei falar sobre preço de venda.).

 

Veja o diferencial das receitas de brigadeiro gourmet

 

Esse doce é feito de maneira diferenciada e um dos pontos importantes é a qualidade dos ingredientes utilizados para fazê-lo, mas também é importante ficar atento ao modo de fazer para que ele não queime, cristalize e nem fique areado.

 

É importante explicar que existe uma grande variedade de receitas em livros sobre brigadeiro gourmet (são mais de 40 receitas), porém estarei mostrando os ingredientes básicos para fazer um:

 

Ingredientes:

  • 1 lata de Leite condensado de qualidade
  • 200 gramas de chocolate
  • Manteiga extra (manteiga de qualidade)
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 1/2 xícara de creme de leite
  • 1 colher de sopa da cacau em pó
  • Granulado gourmet (evite o granulado tradicional)

 

Por que usar farinha? A farinha é um truque usado por muitos profissionais e ensinado em alguns cursos de brigadeiro gourmet pra quebrar o puxa-puxa que fica na boca ao mastigar o brigadeiro.

 

Veja, em muitas receitas encontradas em livros e cursos não se utiliza manteiga porque ao invés dela é usada a própria gordura contido no chocolate.

 

Qual chocolate usar e qual evitar?

Chocolate para brigadeiro gourmet

 

Ao comprar o chocolate é importante usar um de qualidade, nunca use achocolatado pra fazer brigadeiros gourmet. Um chocolate de qualidade faz uma diferença enorme no sabor porque no mercado de confeitaria existem diversos tipos de chocolate e cada um é fabricado pra uma finalidade.

 

O recomendado é que seja usado chocolate gourmet em barra ou em pó para fazer doces finos, uma marca bem conceituada é a Callebaut e a Harald que possuem chocolate que derrete na boca, tem brilho e aroma de chocolate. A Nestle e a Garoto fabricam chocolate puro, mas não são indicados para doces gourmet. Também não é recomendado usar chocolate fracionado pois tem uma qualidade menor.

 

Qual panela usar para não queimar o brigadeiro?

 

Muita gente acaba queimando o brigadeiro, mas fica sem entender o porquê. O grande vilão dessa história é a panela, porém o culpado não é o material, como muita gente pensa, mas sim a espessura do fundo. A panela ideal é uma com fundo grosso, assim o calor demora pra chegar e é distribuído de forma uniforme ao longo da superfície.

 

Veja, se você for fazer os brigadeiros pra vender não use colher de pau, elas são condenadas pela ANVISA pois acumulam bactérias e fungos, e mesmo limpando bem, essas bactéria continuam lá.

 

Vaja algumas alternativas sofisticadas para o granulado comum que você pode estar usando para dar um toque especial:

 

  • Raspas de chocolate
  • Amêndoas moídas
  • Pistache moído
  • Castanhas moídas
  • Paçoca
  • Amendoim moído
  • Frutas secas cortadas

 

Dica: Ninguém compra brigadeiro cristalizado! Se o seu brigadeiro açucarar pode ser por causa da marca do leite condensado ou devido ao tempo que a massa ficou no fogo. Uma boa sugestão para não cristalizar é usar glucose (vendido em casas de confeitaria), além de evitar cristalização ele ajuda a conservar por mais tempo. Ele é bem recomendado porque não altera nem a cor nem a textura, mas mesmo usando ele, você tem que saber o ponto certo pra não perder todo material.

Como é Possível Ganhar de 2 a 5 mil Fazendo Brigadeiro?

 

O Brigadeiro é o doce mais comum nas festas brasileiras desde aniversários de criança, casamentos até eventos do mundo corporativo. Quem nunca foi a uma festa só pensando em comer os brigadeiros?

 

Devido a nossa cultura e a facilidade de fabricar que é possível chegar a esse faturamento principalmente  através de encomendas para festas e eventos. Uma grande exemplo disso é a Carolina Sales que largou o curso de medicina e hoje fatura mais de 1 milhão! E tudo começou vendendo brigadeiros artesanais.

 

Por quanto vender?

 

A definição do preço de venda leva em relação uma série de fatores que você pode ver com mais detalhes lendo o artigo sobre cálculo de preço de produtos artesanais (leia aqui), mas o preço pode chegar de R$6 a R$12 reais, os elementos que mais vão influenciar são os ingredientes, a apresentação, a embalagem e o ponto de venda.

 

Por falar em embalagem, ela é um fator crucial em um doce gourmet. Não adianta fazer um brigadeiro e colocá-lo em uma embalagem simples, seria como se você fosse ao salão se produzir para ir a uma festa de casamento, mas fosse a festa vestindo a roupa de casa. Tudo tem que combinar.

Veja abaixo algumas ideias de embalagens diferenciadas:

 

embalagem-para-brigadeiro-e-doces-gourmet

 

 

 

Qual a forma mais rápida para começar a fazer e vender brigadeiro gourmet?

 

Você pode procurar receitas e ir testando até acertar o ponto (o lado ruim é que o gasto com material é maior já que você vai acabar perdendo materiais até conseguir acertar) ou você pode aprender com o mesmo curso que a Gisleine fez e utilizou para começar a fazer e vender brigadeiros gourmet. Ela e várias outras alunas aprenderam com a professora Edelzia Foresti que tem mais de 10 anos de experiência fazendo e vendendo doces artesanais e possui um treinamento 100% online onde ensina passo a passo através de videoaulas como fazer  diferentes brigadeiros e beijinhos gourmet (desde o início até a finalização e decoração).

 

Além de ensinar como fazer os doces ela ensina como vendê-los. Com anos de experiência a professora não deixa ninguém sozinho,  as técnicas foram testadas por ela e por  diversos alunos que comprovam o recebimento de várias encomendas, ou seja, o curso é bom mesmo e dá resultado! Veja abaixo algumas mensagens enviadas pelos alunos:

 

alunas do curso de brigadeiro e beijinho gourmet

 Saiba Mais Sobre o Curso Aqui

No curso a Edelzia Foresti ensina:

 

  • Mais de 20 receitas de brigadeiro, como, brigadeiros de pamonha, nozes, paçoca, Romeu e Julieta, Ferrero Roche etc.
  • Como criar embalagens diferenciadas com baixo custo
  • Como vender e atrair mais clientes
  • Variações de receitas de brigadeiro e beijinho gourmet
  • …e muito mais

 

Será que o curso de brigadeiros vale a pena ?

 

Se você ama doces e deseja conseguir uma renda extra pra te ajudar nos custos de casa ou dar uma vida melhor pra sua família, porém não tem muito tempo livre, esse curso é indicado pra você, pois além de aprender como fazer os doces de forma rápida e fácil, você aprenderá como vendê-los dá mesma forma que a professora Edelzia faz e vem aprimorando há vários anos.  

 

Como se inscrever no curso de brigadeiro da professora Edelzia Foresti?

 

Todo curso é online, ou seja, você só vai precisar de um computador conectado a Internet pra acessar todo material, e você pode estudar no seu tempo livre.

 

A inscrição é bem fácil de fazer, basta acessar a página de inscrição abaixo, este link é o da página com desconto Saiba Mais Sobre o Curso Aqui

 

 

Ao clicar no link acima, você irá ser direcionado para uma página onde a Edelzia Foresti explica tudo sobre o curso e também mostra alguns doces feitos pelos alunos que ela tem espalhados pelo Brasil.

 

pagina de inscricao do curso de brigadeiro e beijinho

 

O curso tem limite de inscritos, por isso, eu recomendo que você se inscreva logo antes que as inscrições sejam encerradas ou o preço aumente. Hoje o preço do curso completo está na promoção de R$249,90 por R$97, ou 10x de R$11,08, se você for parar pra pensar esse valor é mais barato do que dois brigadeiros por mês comprados em uma brigaderia (vale muito a pena investir em algo que é delicioso e vai trazer retorno rápido.).

 

Após clicar no link de inscrição (clique aqui), você vai para uma página da Hotmart (A Hotmart é uma empresa séria que intermedeia o pagamento de cursos online, ela possui certificado de segurança, por isso é 100% segura). Nela você insere seus dados de inscrição:

 

ficha para inscricao

Atenção: Ao informar o e-mail verifique se escreveu corretamente porque é pra ele que a Edelzia vai enviar os dados de acesso ao curso.

 

Depois de preencher os dados, basta escolher a forma de pagamento que pode ser: cartão de crédito, boleto ou Paypal. Eu prefiro escolher a opção de cartão de crédito porque você já consegue acessar o curso hoje mesmo, já o boleto demorar alguns dias.

 

Após a confirmação, você vai receber um e-mail de boas vindas da Edelzia Foresti com seus dados de acesso ao curso de brigadeiros Gourmet.

 

Algumas coisas a mais que você precisa saber sobre o curso:

 

►Você vai aprender 20 receitas de brigadeiros gourmet em vídeo, em alta resolução, que podem te fazer faturar de 2 a 5 mil por mês e que já foi testada por vários alunos

►Irá receber um livro digital com mais 50 receitas exclusivas de brigadeiro 

►Irá aprender como fazer embalagem, que é um grande diferencial nesse tipo de doce

►Receberá acesso ao grupo exclusivo dos alunos dentro do Facebook onde você poderá colocar suas dúvidas e compartilhar experiências

►Receberá dicas pra crescer neste negócio com alguém que já tem experiência

►Saberá os segredos para você mesmo vender seus brigadeiros facilmente

►Receberá uma garantia de 30 dias que dá tempo mais do que o suficiente pra você produzir e já vender seus doces

►Receberá um certificado de conclusão atestando sua capacidade e habilidade em fazer brigadeiros sofisticados

►Você receberá acesso ilimitado ao curso, ou seja, você pode aproveitar o desconto e assistir quando quiser sem pressa.

 

 

 

 

 

Tiaras para Bebê: Como Fazer e Vender Tiaras

Tiaras para Bebê: Como Fazer e Vender Tiaras

 

Muitas mulheres tem dificuldade de vender os artesanatos que fazem em casa, porém o culpado disso não é o artesanato, mas sim o tipo de peça que está sendo oferecido e para quem. Um exemplo deste caso é o da Elaine Freitas, ela começou a fazer tiaras para bebê por causa de…

 

…uma amiga que estava grávida de uma menina. Ela viu que esse mercado era tão bom e promissor que começou a receber encomendas e fazer vendas através de postagens das fotos das suas peças que ela fazia no Facebook, elas eram vistas pelas amigas que estavam gravidas de menina e também por pessoas que queriam comprar para dar de presente.

 

Hoje em dia ela abriu um pequeno ateliê em casa, na mesinha do computador, chamado de Lala laços. O mais incrível é que ela mora em São Paulo, mas isso não a impede de receber encomendas de outros estados pois ela envia todas as tiaras facilmente pelos correios. Segundo ela: “A embalagem é tudo, valoriza muito o produto da gente”.

 

Onde a Elaine aprendeu a ganhar de 2 a 5 mil por mês fazendo tiaras para bebê?

 

A Elaine aprendeu em casa com as aulas da professora Alessandra da Fontoura que tem um curso online bem dinâmico feito exclusivamente para ensina mulheres a fazer e vender tiaras e faixas para bebê, inclusive, ela mostra pra todas as alunas os 51 modelos mais procurados e lucrativos de tiaras para cabelo.

 

A Alessandra já tem várias alunas que estão seguindo as suas dicas e fazendo tiaras no tempo livre pra vender, algumas, inclusive, começaram fazendo tiaras para as próprias filhas ou netas já que não podiam sair pra trabalhar. Veja a produção de algumas das alunas:

 

modelos de tiara para bebê

 

Todas as alunas se reúnem um grupo exclusivo no Facebook onde, juntas, compartilham experiências, dicas, fotos e sugestões, assim todas crescem e se fortalecem com as experiências das outras.

 

No curso online a professora Alessandra ensina como fazer vários modelos que ela mesmo faz pra vender, como, faixas, presilhas, tiara borboleta, tiaras para festas, tiara com fita de cetim, tiara com flor de tecido, tiara para bebê com pérola etc.

 

Veja alguns dos modelos mais vendidos abaixo:

tiara de fita de cetim para bebe 

tiara para criança maior

 

Além de ensinar como fazer, a professora dá dicas para compra de materiais, embalagens e ensina passo a passo os mesmo métodos que ela usa pra ganhar de 2 a 5 mil reais por mês vendendo tiaras para bebê, como, por exemplo, venda usando o Facebook, Elo7, OLX, Mercado livre etc. De Antemão fique sabendo que o método mais rápido é usando o próprio Facebook, e ela dá todas as dicas do que você precisa fazer pra fazer sua primeira venda rapidinho.

 

Todo curso é ensinado por meio de um portal bem organizado, veja uma imagem de como é a sala de aula por dentro:

 Por dentro do curso de tiaras da alessanda da Fontoura

 

Quando as alunas tem dúvidas, elas podem tirar diretamente com a própria professora usando o grupo no Facebook, e-mail ou Whatsapp, ela está sempre disposta a ajudar e sempre traz novidades pra que todas as alunas fiquem por dentro de tudo e melhorem cada vez mais afinal nem todas alunas tem tempo pra ficar procurando novidades em feiras e eventos.


Quem é Alessandra da Fontoura?

 

 professora alessandraÉ uma mulher simples que mora na cidade de Santa Maria, no Rio grande do Sul, ela largou o trabalho de secretária executiva em uma multinacional para se dedicar ao artesanato e, hoje, ela é muito mais feliz como artesã e professora de artesanato.

 

 

Ela está ajudando diversas mulheres do Brasil a quitar suas contas, curtir mais a família e ter uma maior qualidade de vida trabalhando com artesanatos feitos em casa.

 

Será que o curso de tiaras vale a pena pra você?

 

Se seu objetivo for fazer 1 ou 2 tiaras pra suas filhas e netas, o melhor é comprar a tiara pronta, mas se você quer ganhar dinheiro fazendo artesanato na sua própria casa esse curso vai valer muito a pena porque várias alunas já estão fazendo e vendendo.

 

Além disso todo ano no Brasil nascem mais de 2 milhões de bebês sendo que metade é menina e elas geralmente usam faixas e tiaras até os 12 anos de idade! Esse mercado é gigantesco e uma parte dele já conhece você.

 

Quantas pessoas você conhece que tem filhas? Imagine só quando eles começarem a ver as fotos das suas lindas tiaras no Facebook!

 

Veredito: Sim vale a pena! Veja o resultado de outras alunas:

depoimentos alunas curso de tiaras

Como se inscrever no curso de tiaras para bebê da professora Alessandra?

 

Todo curso é 100% online, isso significa que você só vai precisar de um computador com acesso a Internet pra frequentar as aulas. Como todas as aulas são gravadas, você pode assistir na hora que você tiver tempo.

 

A inscrição é bem fácil de fazer basta acessar a página de inscrição: Saiba Mais Aqui

 

Nessa página a Alessandra explica tudo sobre o curso e também mostra os trabalhos feitos pelas alunas de todo Brasil e de todas as idades.

 

O curso tem limite de inscritos, por isso, eu recomendo que você se inscreva logo antes que as inscrições sejam encerradas ou o preço aumente. Hoje o preço do curso completo custa 12x de R$19,70, é mais barato do que uma pizza por mês (vale muito a pena investir em algo que vai trazer retorno).

 

Além disso você tem 7 dias de garantia pra testar o curso, isso significa que você pode pegar seu dinheiro de volta caso não queira continuar com ele.

 

Após clicar no link de inscrição (clique aqui), você vai para uma página da Eduzz (A Eduzz é uma empresa séria que intermedeia o pagamento de cursos online, ela possui certificado de segurança, por isso é 100% segura).

 

Nessa página você insere seus dados de inscrição. Atenção: Ao informar o e-mail verifique se escreveu corretamente porque é pra ele que será enviado os dados de acesso ao curso.

 

Depois de preencher os dados, basta escolher a forma de pagamento que pode ser: cartão de crédito, boleto ou Paypal. Eu recomendo que você escolha a opção de cartão de crédito porque você já consegue acessar o curso no mesmo dia da compra, já o boleto pode demorar pra compensar.

 

Após a confirmação, você vai receber um e-mail da Alessandra com seus dados de acesso ao curso de tiaras para bebê e com o acesso ao grupo das alunas no Facebook.

 

Ao se inscrever com o botão abaixo, nos da Arte com Papel, te damos um presente porque queremos te ajudar! O presente é o Precifico:

 

calculo de preço de artesanato

 

Ele é um programa para que você calcule rapidamente o preço certo das suas tiaras e faixas. O Precifico, atualmente, é comercializado por R$97, mas você receberá de graça, da Arte com Papel, ao se inscrever usando o link ao lado: Saiba Mais Aqui

 

Atenção: Se o link não estiver mais disponível é porque essa promoção já acabou.

 

Algumas coisas a mais que você precisa saber sobre o curso de tiaras para bebês:

 

  • O Curso é 100% online com aulas gravadas em alta resolução podendo ser assistida no computador, tablet e smartphone.
  • O Acesso ao curso é por tempo indeterminado
  • Você tem acesso a uma comunidade no Facebook onde você poderá interagir com as outras alunas
  • Você pode tirar dúvidas diretamente com a professora
  • Várias alunas já estão ganhando de 2 a 5 mil fazendo tiaras em casa (cada tiara você gasta por volta de três reais pra fazer e consegue vender por trinta reais.)
  • Os materiais são simples e fáceis de encontrar, como, agulha, linha, cola quente, tesoura, fita, tiara etc.
  • Você tem 7 dias de garantia pra testar o curso e se não estiver satisfeito basta cancelar
  • O curso é ótimo para mães que querem ficar em casa acompanhando o crescimento dos filhos e que querem manter uma fonte de renda sem depender de ninguém.
  • Você ganha gratuitamente da Arte com Papel o programa Precifico para calcular de forma fácil e rápida o preço das suas peças.

 

Para mais informações acesse o site oficial do curso: tiarasparabebe.com.br

artigo encadernação artesanal

Curso de Encadernação Artesanal

 

 

O Único Curso de Encadernação Artesanal Feito Para Transformar Iniciantes em Profissionais Sem Sair de Casa

 

Não seria legal poder começar do zero a fazer um curso de encadernação artesanal feito para transformar iniciantes em profissionais e com isso conseguir você mesmo:

 

►Fazer encadernações artesanais para vender e aumentar a renda da casa

Presentear os amigos com peças úteis feitas com todo carinho

►Relaxar e se divertir

 

Por incrível que pareça, hoje em dia, é possível sim! Foi justamente isso que aconteceu com a Eva Augusta, que mora em Minas Gerais, ela conheceu o curso de encadernação artesanal com o método o passo a passo da Arte com Papel e começou a fazê-lo com a intenção de descontrair e ajudar nas despesas de casa.  

 

Assim como a maioria das pessoas, ela começou totalmente do zero e em pouco tempo começou a fazer encadernações artesanais profissionais pra presentear e vender, e tudo isso em sua própria casa.  Veja o vídeo que ela gravou mostrando os trabalhos dela:

 

 (Vídeo com as encadernações artesanais da Eva Augusta – MG)

 

Veja Como a Eva Aprendeu a Fazer Lindas Encadernações Artesanais:

 

A Eva aprendeu no curso de encadernação artesanal da Arte com Papel que é um curso 100% online. Ele é bem diferente do que se vê por ai porque é composto pelo livro “o passo a passo da encadernação artesanal”, edição digital, que possui mais de 100 fotos coloridas ilustrando…

 

…todo processo da encadernação manual e também vídeo aulas bônus que mostra tudo de forma clara para que qualquer pessoa consiga fazer lindos trabalhos em casa, é como se alguém estivesse pegando na sua mão e mostrando o caminho.

 

  O curso vem com moldes e gabaritos prontos para serem utilizados, isso agiliza a encadernação e deixa o acabamento muito melhor.

 

Nesse curso ensina como fazer várias técnicas de encadernação artística ideais para:

  • Livros
  • Cadernos
  • Bíblias
  • Agendas
  • Agenda de noiva
  • Álbuns
  • Bloquinhos
  • etc.

 

O melhor de tudo é que os materiais são fáceis de encontrar pois podem ser encontrados em qualquer papelaria. Além disso, tem um guia que orienta como substituir os materiais e ferramentas por objetos que todos já temos em casa!  Já dá pra se divertir fazendo a primeira encadernação artesanal na primeira aula.

 

Da mesma forma que a Eva, tiveram centenas de outros alunos, como a Alessandra, Adalva, Aline, Celina etc. que estão fazendo excelente trabalhos utilizando os ensinamentos, dicas e macetes deste curso de encadernação artesanal que não existe igual.

 

 

Vários dos trabalhos dos alunos, incluindo os da Eva, podem ser vistos na 1ª Exposição Virtual sobre encadernação artesanal organizado pela Arte com Papel. A maioria dos trabalhos expostos foram de alunos que…

 

….começaram do zero, e como dá pra perceber pelas fotos, eles estão cada vez mais se aperfeiçoando e se destacando na área da encadernação.

 

Clique aqui e veja você mesmo os trabalhos dos alunos expostos na exposição.

 

exposição encadernacao artesanal

 (Trabalhos dos alunos expostos na exposição online)

Quer Saber Como Também Se Inscrever no Curso de Encadernação Artesanal? 

 

Esse curso que a Eva fez é online, ela comprou e recebeu todo o acesso no e-mail dela. Vale lembrar que o acesso é por tempo indeterminado, ou seja, dá pra assistir na hora e dia que quiser. Clique aqui pra ver a página do curso que a Eva adquiriu.

 

 

O processo pra adquiri-lo é bem simples, primeiro você acessa a página de inscrição (clique aqui para acessar), e depois clica no botão verde de compra localizado no final da página.

 

Em seguida, você preenche seus dados (digite o seu e-mail corretamente porque é para ele que será enviado a confirmação e seus dados de acesso ao curso)

 

Depois de preencher, você escolhe a forma de pagamento que pode ser cartão de crédito, boleto bancário, Paypal ou débito bancário. Veja, o pagamento é realizado apenas 1 vez, você não precisa se preocupar com mensalidade:

 

curso-de-encadernação-artesanal-compra-

 (página com as opções de pagamento)

 

Todo processo é seguro porque, como você pode ver na imagem acima, ele é feito pela Hotmart que é uma empresa confiável e segura do grupo Buscapé. 

 

Depois de confirmado, você recebe o acesso ao livro e a área do curso via e-mail. Tudo é bem prático porque você pode acessar pelo computador, notebook e tablet. Abaixo você pode ver a área exclusiva do curso com algumas das aulas:

 

curso-de-encadernação-artesanal-artística-area-do-curso

 (Tela de entrada do Curso)

 

Todo processo é bem rápido e você já pode começar a fazer suas primeiras encadernações, hoje mesmo, após a confirmação da inscrição que leva por volta de 10 minutos quando é realizada por Cartão de crédito, Paypal ou Débito bancário. Boleto pode levar até 3 dias pra confirmar.

 

A Eva e os outros alunos já compraram e receberam, mas caso você não tenha segurança em comprar cursos online fique sabendo que  você ganha 60 dias de garantia, isso significa que você tem 60 dias pra pegar todo seu dinheiro de volta caso não goste do curso de encadernação artesanal,

 

…inclusive tem explicando melhor na página de venda do curso (clique aqui pra você ver a garantia). Este tipo de garantia de 60 dias eu nunca vi em lugar nenhum, isso demostra a confiança com a qualidade do curso.

 Saiba Mais Sobre o Curso Aqui 

O legal é que você pode fazer lindas encadernações artesanais sem sair de casa e se você tiver sorte pode ser que ainda consiga pegar a promoção e ganhar bônus especiais.

Quer Vender Artesanato Pela Internet?

 

 

Você já vem tentando ganhar dinheiro com seus artesanatos, porém sem sucesso, ou fica sem saber por onde começar?

 

Neste artigo, irei falar sobre a estratégia que, hoje em dia, vem gerando bons resultados para quem deseja começar a vender artesanato pela Internet ou àqueles que querem aumentar o número de encomendas.

 

Devo começar com uma loja virtual?

 

Veja, não basta você colocar seus produtos em uma loja virtual e achar que vai chover encomendas. Montar uma loja virtual é a primeira de duas etapas necessárias para vender artesanato pela Internet.  

 

O fato é que usar loja virtual é mais complexo principalmente para quem está querendo começar a vender porque além do investimento inicial para construir a loja virtual (hospedagem, registro de domínio etc.) você precisará dedicar tempo para a segunda etapa.

 

A segunda etapa é conseguir tráfego. Para gerar vendas você precisa ter um fluxo constante de visitantes interessados em acessar sua loja e, possivelmente, comprar algumas das suas peças.

 

Montar uma loja virtual é como se você estivesse abrindo uma loja em uma rua pouco movimentada, além de se preocupar em fazer seus artesanatos, você precisará desenvolver estratégias para atrair possíveis clientes.

 

Qual a melhor forma de começar a vender pela Internet?

 

A melhor é começar em lugares que já tenham movimentação natural de pessoas, como, o Facebook. Ele é a rede social mais acessada no Brasil e praticamente todo mundo que você conhece acessa, ao menos uma vez por dia.

 

Neste vídeo eu mostro algumas opções oferecidas pelo Facebook para quem deseja vender artesanato pela Internet:

Assista ao Vídeo
 

Antes de sair divulgando seu artesanato pelo Facebook evite os erros mais comuns:

 

        ►Erro 01: Usar o perfil pessoal para divulgar suas peças. Ao invés disso, crie uma fanpage e convide seus amigos para curti-la.

        ►Erro 02: Esquecer de definir bem seu avatar. Ao criar uma fanpage com o objetivo de realizar vendas você vai interagir com pessoas, por isso, você deve escolher com quem você quer se comunicar, por exemplo, noivas, mães, empresários, avós, mulheres cristãs etc. No final deste artigo explico melhor o que é avatar.

        ►Erro 03: Criar uma fanpage e só ficar divulgando seus produtos. Ao invés disso, post também fotos do seu ateliê, de você fazendo suas peças e outras coisas do seu dia a dia.

        ►Erro 04: Não postar de forma consistente na fanpage. Você deve postar todo dia de forma consistente e mesmo que falte tempo, você pode programar as postagens para serem realizadas automaticamente.

 

Como falei no vídeo o Facebook oferece 2 formas para divulgar seus artesanato: Uma é usando fanpage também conhecida como páginas do Facebook. Esta forma é gratuita e a única coisa necessária para começar é ter um perfil pessoal no Facebook. A segunda maneira é usando anúncios, esta forma é paga, e você pode começar com apenas 5 reais por dia usando um cartão de crédito ou boleto dentro da plataforma de anúncios do Facebook. Veja, caso você use a segunda maneira, é importante que você tenha os custos previstos com divulgação incluído no preço de venda do seu produto ( caso você não saiba como calcular o preço de venda leia esse artigo.).

 

# Como Criar uma Fanpage:

 

       Passo 1: Acesse sua conta do Facebook.

vender artesanato facebook_01

 

       Passo 2: Depois de acessar sua conta, clique neste link: https://www.facebook.com/pages/create/ . Será exibido a página abaixo:

vender artesanato facebook_02

 

Escolha a opção que melhor se enquadra no tipo de fanpage que você quer criar. Para artesanato geralmente as melhores opções são:

     ►Negócios locais ou local: Escolha esta opção se você tem um ateliê ou loja com endereço físico.

     ►Empresa, organização ou instituição: Escolha esta opção se você não quiser informar o seu endereço físico.

 

         Passo 3: Aqui você informa uma breve descrição da sua página, assim as pessoas saberão do que se trata.

vender artesanato facebook_03          Passo 4: Agora você coloca uma imagem que pode ser o logotipo do seu ateliê, uma foto do seu artesanato etc.

vender artesanato facebook_04          Passo 5: Adicione aos seus favoritos

vender artesanato facebook_05       Passo 6: Defina o público que você quer atrair ou clique em pular. Recomendo conhecer bem seu avatar antes de configurar esta parte.
       Passo 7: Para finalizar, clique em “curtir” e convide seus amigos. 

Fanpage criada com sucesso! Agora basta personalizar a capa.

 

DICA: A capa deve ser criada de forma estratégia, ela deve conter elementos que atraiam a atenção dos seus clientes e, ao mesmo tempo, façam com que eles percebam a qualidade dos seus produtos, gerando assim, curiosidade o suficiente para que eles queiram saber mais sobre você e seu trabalho, como, por exemplo, colocando fotos dos seus produtos, seus contatos, benefícios dos seus produtos, garantias, chamadas para ação etc.

 

Onde criar a capa? Você pode criar você mesmo usando o Pickmonkey. Ele é um editor de imagens gratuito, você mesmo pode usar (Clique Aqui).

 

#Tipos de Posts Que Você Pode Usar na Sua Fanpage

1. Status: É um post em formato de texto, você pode usar para passar alguma mensagem para as pessoas que curtiram sua fanpage.

 

2. Imagens: Imagem é um dos tipos de post que tem mais repercussão no Facebook, você deve dar maior prioridade a este tipo de post porque são mais compartilhados.

 

Veja alguns exemplos de imagens que você pode postar: Fotos dos seus produtos, conteúdo relacionado ao seu público alvo,  você fazendo suas peças, fotos do seu ateliê, foto de alguma nova peça que você esteja fazendo etc. Além de postar as fotos escreva sobre elas.

 

O tipo de foto postada vai depender muito do tipo de artesanato que você faça e também do público alvo, por exemplo, se seu público curte, compartilha e comenta mais fotos mostrando você produzindo suas peças, então este tipo de post você deve usar com mais frequência. 

 

Dica: Fique atento aos comentários! Através deles você irá notar se as pessoas estão realmente interessadas em comprar suas peças.

 

3.Vídeos: Os vídeos seguem a mesma ideia das imagens, você pode gravar você fazendo sua peça, mostrando seu ateliê, mostrando seu cuidado ao fazer a embalagem, mostrando a maneira certa de usar seus produtos etc.

 

Procure postar vídeos curtos com conteúdo interessante para seus fans e potenciais clientes.

 

4.Ofertas e eventos: Nesta opção você pode divulgar alguma promoção e também divulgar eventos que você esteja organizando, como, aulas, workshop etc.

 

O Facebook é muito poderoso para gerar vendas, porém você deve aprender a usar da forma correta, você deve saber com quem você vai se comunicar para criar posts que irão atrair pessoas interessadas nos seus artesanato e não perder tempo com postagens desnecessárias. É neste ponto você percebe a importância de conhecer seu avatar.

 

 #O Que é Avatar?

O Avatar representa seu cliente ideal, ele ajuda você a ser mais específico e tudo criado por você deve ser feito pensando em agradá-lo. Ele é um personagem fictício criado por você, mas ele representa uma parcela de consumidores com grande interesse em consumir seus artesanatos.

Ao criar seu avatar você deve especificar:

  • Nome
  • Idade
  • Nível de educação
  • Profissão
  • Salário
  • Estado civil
  • Se tem filhos
  • Quais são os interesses
  • O que ele faz no tempo livre
  • O Que ele assiste na TV
  • Qual revista e livro ele lê
  • Qual seus sonho
  • Quais os medos 
  • Onde mora
  • Etc.

 

Conhecer seu avatar permite trabalhar de forma estratégia, além de economiza bastante do seu tempo, dobra suas chances de conseguir vendas já nas primeiras semanas. Por isso é bom procurar informações que possam orientar você no desenvolvimento das estratégias certas para o tipo de artesanato que você produz.

Saber vender é uma das habilidades necessárias para quem faz artesanato, e você precisa desenvolver se realmente quiser transformar sua arte em uma fonte de renda.

Gostou Deste Artigo? Deixa um Comentário Abaixo: